LSD: Efeitos, Sensações, Tempo de Duração e Abstinência
Menu & Busca
LSD: Efeitos, Sensações, Tempo de Duração e Abstinência

LSD: Efeitos, Sensações, Tempo de Duração e Abstinência

Home > Lifestyle > Saúde > LSD: Efeitos, Sensações, Tempo de Duração e Abstinência

Que o LSD (Dietilamida do Ácido Lisérgico) dá aquela ilustrada nas ideias e leva a gente para uma dimensão paralela, não é segredo algum, no entanto, são poucos que sabem os efeitos e as consequências do doce no corpo.

Conhecido por LSD-25, por LSD, ácido ou doce, essa droga possui implicações alucinógenas, causando alterações no humor e alucinações. É associada a festas, como as populares raves, sendo usada, frequentemente, por jovens.

Dito isso, saiba os efeitos causados pelo LSD, além das reais consequências dele em nosso organismo.

LSD (doce, ácido, papel, lisérgico)

Efeitos, duração, sensações e abstinência de LSD.

Forma de ingestão: oral

Duração dos efeitos do LSD: de 1 até 8 horas

Risco de dependência psicológica do LSD: baixo

Risco de dependência física: nenhum

Efeitos do LSD

Em quantidades médias, o LSD causa efeitos como a alteração da percepção visual, dilatação das pupilas, aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial, sudorese, boca seca, perda de apetite e insônia. Em maiores quantidades, podem levar o usuário a exaustão, tremores, vômito, ataques de pânico e ansiedade. Em longo prazo pode causar psicose.

A experiência com doce pode variar de acordo com seus sentimentos, pois é uma substância que afeta, diretamente, o psicológico do usuário. Quando uma má experiência é relatada, o termo bad trips (viagens ruins) é utilizado e esses momentos podem durar dias ou semanas dependendo da quantidade ingerida da droga.

LSD (doce, ácido, papel, lisérgico) Efeitos, Duração e Abstinência
LSD (doce, ácido, papel, lisérgico) Efeitos, Duração e Abstinência.

Como se Livrar de uma Bad Trip?

A bad trip pode ser uma das consequências do uso do LSD, ocorrendo quando a pessoa não está muito bem e o ácido realça as sensações e sentimentos negativos. Este efeito pode causar alucinações, psicose, ansiedade, pânico, entre outros distúrbios mentais. Além disso, uma bad trip pode durar dias ou, até mesmo semanas, e por isso o melhor é tentar diminuir seus efeitos.

O primeiro passo para se livrar de uma bad trip é evitar o consumo de LSD quando não estiver bem, ou seja, se não está feliz, não use esta droga. Caso insista em usar ácido, certifique-se de que está com pessoas que confia e que irão lhe ajudar caso algo aconteça.

Além disso, saber de onde vem sua droga é muito importante, pois o ácido pode ser misturado a outras substâncias que podem intensificar seu efeito em uma bad trip. Outro detalhe muito importante é não misturar substâncias, ou seja, nada de usar ácido com outras drogas, sejam lícitas ou ilícitas.

Caso tenha tomado LSD e entrado em uma bad trip, tente se acalmar, pois o desespero só lhe fará mal. Lembre-se que é tudo alucinações e que nada de ruim está realmente acontecendo. Se estiver sozinho, chame um amigo ou conhecido, alguém que irá lhe ajudar com os próximos passos.

Em seguida vá para o hospital, apenas especialistas poderão lhe ajudar em uma bad trip, com um bom acompanhamento psicológico e remédios se for necessário. Lembre-se que não é vergonhoso estar nessa situação e que ajuda especializada é preciso!

Por último, quando tudo tiver passado evite utilizar a substância novamente. Além disso, o uso frequente da droga pode desencadear uma certa tendência às bad trips, tornando o uso extremamente desagradavel e prejudicial à saúde.

Efeitos do LSD no Corpo

Ao ser ingerido, o LSD ou doce pode causar efeitos como alterações na atividade do córtex visual e o aumento da comunicação desta região do cérebro com outra área conhecida como parahipocampo. O parahipocampo está diretamente associado à capacidade de formar imagens na mente e na memória pessoal. É daí que surgem as alucinações e o aumento da percepção visual no uso do LSD.

Segundo Elizabeth Zamerul Ally, Mestra em Psiquiatria e Psicologia e Especialista em Dependência Química pela UNIAD – UNIFESP, suas implicações podem ser sentidas até 12 horas após o consumo de 50 microgramas de ácido.

Como cortar o efeito do LSD?

Para se livrar dos efeitos do LSD, seja após uma bad trip ou experiência prazerosa com a droga, é necessário relaxar. Se acalmar, procurar um ambiente tranquilo e com poucas luzes, para ajudar o usuário que fica com o sensorial mais afetado, e deixar que o efeito passe.

Um banho relaxante e beber muita água também podem contribuir para que sua mente desperte das alucinações causadas pelo doce e que seu organismo se livre da substância mais rápido. Além disso, dormir é fundamental para cortar o efeito do LSD, pois durante o sono relaxamos o corpo e a mente.

Quanto Tempo o LSD Fica no Organismo

O LSD permanece no organismo de uma pessoa com efeitos moderados até 3 dias. Em testes toxicológicos, o tempo pode variar dependendo do material coletado para o exame, sendo a presença de ácido no sangue detectada em até 3 horas após o uso, enquanto na urina a substância é encontrada em até 3 dias após o uso e nos cabelos também.

Se o usuário não utilizar a substância novamente ou consumir outra droga, os efeitos do LSD passarão em três dias e seu corpo ficará limpo da droga.

Sintomas e Efeitos da Abstinência de LSD

Entre todos os tipos de drogas, o LSD é uma das únicas substâncias que não causam sintomas ou efeitos físicos em períodos de abstinência. A droga, entretanto, possui sintomas mentais de abstinência, pois os quadros psicóticos podem se agravar no período sem a substância.

Além disso, as consequências psíquicas podem se tornar crônicas, com alterações constantes da percepção de mundo, crises de pânico, descontrole e insanidade.

Componentes do LSD

O LSD, diferentemente de outras drogas, não é produzido com produtos químicos de laboratório, mas sim, a partir de um fungo encontrado no centeio e em outros grãos. Sua principal substância, é o ácido lisérgico, que é convertido em cristais e, em seguida, transformado em líquido.

Assim que esse ácido passa para o estado líquido, ele passa por um processo de gelatinização para, depois, ser cortado em pequenos quadrados, chamados de papel. Alguns são adicionados a papel absorvente, com desenhos e imagens decorativas, que são, em sua maioria, uma referência às sensações do ácido.

O LSD é vendido, qua sempre, como pequenos quadrados com um papel colorido por cima.
O LSD é vendido, quase sempre, como pequenos quadrados com um papel colorido por cima. | Foto: Reprodução.

Curiosidades sobre o LSD

O doce ou LSD foi descoberto, acidentalmente, em 1938 pelos cientistas suíços Arthur Stoll e Albert Hofmann. Ambos os pesquisadores buscavam um estimulante para a cabeça, mas, acidentalmente, criaram uma droga alucinógena.

Seus efeitos, entretanto, foram descobertos 5 anos após a sintetização do LSD, em 1943, quando Hofmann se auto-administrou uma dose do estimulante.

Na década de 60, o LSD era fornecido gratuitamente para cientistas interessados em ter um entendimento melhor do comportamento de um esquizofrênico. Em um futuro próximo, a droga foi utilizada para tratamento contra alcoolismo e disfunções sexuais.

O LSD se popularizou junto ao movimento psicodélico, devido aos efeitos, que se deu na Inglaterra na mesma década de 60, quando tomou conta das baladas e do cenário musical.

LSD (doce, ácido, papel, lisérgico): Efeitos, Duração e Abstinência
LSD (doce, ácido, papel, lisérgico): Efeitos, Duração e Abstinência. | Reprodução.

Além do LSD, você pode ler sobre os efeitos de vários tipos de drogas, como o da bala, do álcool, da cocaína, da maconha, do lança perfume, da heroína e do cigarro.

Leia também o que acontece no corpo quando misturamos drogas.

E há ainda as drogas que são legalizadas – embora letais.

E veja ainda os famosos antes e depois das drogas.

0 Comentários

Tags mais acessadas