Inscreva-se agora e fique por dentro das novidades!
Quero me inscrever!
Menu & Busca
Estudo aponta que dependência de heroína é psicológica

Estudo aponta que dependência de heroína é psicológica

Pesquisas anteriores, realizadas nos anos 70, apontavam que o vício da heroína acontecia após o 21º dia de uso da droga, devido a dependência das substâncias nelas contidas. Dentre diferentes pesquisas que aconteceram nesta época, uma das que ganharam destaque colocava um único rato dentro de uma gaiola com dois recipientes: um cheio de água potável e outro de água com heroína e cocaína diluídas para o rato beber. Como resultado, o rato bebeu a água com heroína e cocaína repetidas vezes até sua morte.

Anos depois, o professor de psicologia Bruce Alexander, com uma nova tese, mostrou que os experimentos anteriores estavam errados, ao criar o Rat Park, um ambiente de convivência perfeito para um grupo de ratos, em que tinham bolas coloridas para brincar, túneis para atravessar, espaço para correr, interagir e fazerem sexo entre si. O “Rat Park” tinha também dois tipos de água para os ratos beberem, água pura e água com heroína. Nesta situação, os ratos não beberam a água com heroína e preferiram a água pura. Para Bruce, isso apontava que quando os ratos se relacionavam e se divertiam, não se drogavam. Mas quando sozinhos e sem atividades, acabavam se drogando pois era a única coisa que os distraía.

No vídeo a seguir, Bruce traça um paralelo destes experimentos com situações reais que envolvem pessoas, como guerrilheiros em situação de combate que consumiram heroína e doentes em hospitais que recebem morfina (heroína de forma mais pura) para amenizar a dor, e aponta que o comportamento dos ratos é compatível com o comportamento dos humanos em relação ao consumo de heroína.

Rat Park – A verdade sobre o vício

Rat Park – A verdade sobre o vícioO vício em drogas vem de uma dependência física, certo?Bom, não é somente isso, quase tudo o que sabemos sobre vícios está errado. O experimento Rat Park (Parque dos Ratos) foi um estudo sobre dependência realizado pelo psicólogo canadense Bruce K. Alexander. Ele demonstrou que na verdade não eram as propriedades das drogas em si que causavam a dependência, mas que o vício observado em ratos de laboratório expostos a elas era atribuível às suas condições de vida. Ele fez isso criando um "parque de diversões para os ratos" e demonstrando que neste ambiente eles não desenvolviam vícios como nos experimentos feitos em gaiolas.Tal conclusão mostra a necessidade de pensarmos sobre vício e dependência química de uma maneira diferente. Seres humanos tem uma necessidade inata de formar laços e se conectar. Quando estivermos felizes e saudáveis, nós iremos nos conectar com as pessoas ao nosso redor, mas se não tiver como – porque estamos traumatizados, isolados ou abatidos pela vida – iremos nos conectar com outra coisa que nos dê uma sensação de alívio.Essa conexão pode ser checar constantemente seu smartphone. Pode ser pornografia. Pode ser jogos de azar. Ou pode ser drogas.O caminho para sair de conexões que nos fazem mal é criar boas conexões. É estar conectado com pessoas que você quer estar junto. O vício é só um sintoma da crise de conexões que está acontecendo à nossa volta, e todos nós sentimos isso.É isso que nossa cultura nos pressiona a fazer. Escolher comprar ao invés de fazer amigos, escolher coisas ao invés de conexões com pessoas.Por muito tempo nós falamos somente sobre a recuperação individual da dependência. Mas nós precisamos falar sobre a recuperação social também – pois alguma coisa está errada em nós como grupo humano. Precisamos criar uma sociedade que pareça mais com um ‘parque de diversões para ratos’ e menos com gaiolas isoladas. Teremos que mudar o modo artificial em que vivemos e redescobrir uns aos outros.O oposto do vício não é sobriedade. O oposto do vício são os vínculos sociais.Veja o vídeo e entenda melhor como funcionou o experimento.(Fonte: http://www.panceta.com.br/index.php/2015/10/30/quase-tudo-o-que-voce-sabia-sobre-vicio-esta-errado/)

Posted by Sociedade Sem Prisões on Friday, May 5, 2017

Vale lembrar, que o vídeo retrata um experimento do professor de psicologia Bruce Alexander e que ainda trata-se apenas de uma tese. Ou seja, ainda nada está comprovado cientificamente sobre o uso e dependência de heroína em seres humanos.

Agora, se esta tese vier a se concretizar, será que se aplica a diferentes tipos de drogas?

0 Comentários