Home / Colunas / Paulo Mateus, profeta e maluco de estrada

Paulo Mateus, profeta e maluco de estrada

Por Raquel Cintra Pryzant – Fala!MACK

Definir um maluco de estrada é muito difícil, quase impossível. Já se nasce maluco, ninguém vira. Pode ser um dom, uma qualidade ou um defeito, mas vem de berço.

Paulo Mateus nasceu assim e conta que ser maluco de BR vai além dos dreads, pulseiras de macramê e uma barba longa. Essa filosofia é um conjunto de atitudes e ideias perante a vida.

Maluco não é hippie, e menos ainda camelô. É um movimento de contracultura de mais de 40 anos que vive o paradigma do que é “ser maluco”. Cada região tem códigos e valores pré estabelecidos que podem se tornar prisões, mesmo em um movimento libertário.

Leia Mais

Confira também:

– Viva a tradicional Festa do Divino em São Paulo

– Koki e Pajarín Saveendra – um papo com bailarinos argentinos

– Dia do Índio: Karoro, o Kayapó que fala português

– Mariama e o coração – história e luta de uma refugiada da Guiné

 

Confira também

Deputados aprovam lei de descriminalização do aborto na Argentina

Por Bianca Dias, Fernanda Ming e Gabriela Henrique – Fala! Anhembi   Na última quinta-feira, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *