Dança: Entenda como a prática pode ajudar seu corpo
Menu & Busca
Dança: Entenda como a prática pode ajudar seu corpo

Dança: Entenda como a prática pode ajudar seu corpo

Home > Lifestyle > Saúde > Dança: Entenda como a prática pode ajudar seu corpo

A dança é uma das atividades físicas mais importantes e satisfatórias que existem, se alguém não gosta muito de academia, Crossfit, artes marciais, jump, ou qualquer outra atividade, a dança pode ser uma ótima alternativa de movimentação do corpo. Porque dançar ajuda na liberação de duas substâncias importantes, a serotonina e a endorfina, essas substâncias ajudam a ter uma noite de sono melhor e regulam a temperatura do corpo.

Dança
Entenda como a prática pode ajudar seu corpo. | Foto: Reprodução.

Benefícios da dança

Não é necessário ser profissional ou ter estudado, qualquer pessoa pode dançar, resultando em diversão e consequentemente na melhoria em seu próprio corpo e mente. Por isso, a professora de dança Camila de Souza explica os benefícios dessa prática: “Além de muito divertida, a dança oferece diversos benefícios físicos e psicológicos”.

Segundo a psicóloga Gabriela Treteski, a prática proporciona múltiplas habilidades como equilíbrio, ritmo, coordenação, desenvolvimento da cognição (através da memorização de coreografias), por exemplo. Esse desenvolvimento é benéfico para o cérebro em qualquer processo de aprendizado, além disso, dançar pode acelerar o processo de emagrecimento, fortalecer o tônus muscular e reduzir dores pelo corpo.

Camila também ressalta que a prática vai muito além de ser apenas um exercício físico, acaba tornando-se uma forma de expressão, onde a pessoa pode melhorar a forma com que se comunica com o mundo através do próprio corpo, e acrescenta: 

Durante uma aula de dança, aprendemos a socializar, quando entramos em contato com outras pessoas e outras formas de expressão. Tudo isso acaba gerando uma sensação de bem-estar, sendo a prática da dança, uma poderosa aliada também contra a depressão.

“Todos podem dançar e os objetivos em uma aula de dança são variados, basta estar aberto para as possibilidades que pode proporcionar”, afirma a professora.

________________________
Por Marisa Campos – Fala! Universidade Federal de Pelotas

Tags mais acessadas