Universidades poderão retomar as aulas presenciais em Setembro
Menu & Busca
Universidades poderão retomar as aulas presenciais em Setembro

Universidades poderão retomar as aulas presenciais em Setembro

Home > Universidades > Universidades poderão retomar as aulas presenciais em Setembro

O governo de São Paulo anunciou na última quarta-feira (24) que a retomada das aulas presenciais para o ensino superior, médio, fundamental e infantil poderá ocorrer a partir do dia 8 de setembro, em toda a rede de ensino estatal. A nova medida tem validade para a rede pública e privada.

aulas presenciais
Foto: Reprodução

Ensino Superior: volta as aulas presenciais em 2020

Há uma semana atrás, dia 17, o MEC autorizou a extensão extensão do período de aulas a distância para o Ensino Superior até o fim do ano letivo. Dessa forma, as faculdades terão a liberdade de escolher se ficarão no Ensino Remoto até ou fim do ano ou se voltarão com as aulas presenciais no último bimestre de 2020.

O plano do governo do Estado de São Paulo prevê a retomada das aulas presenciais em 3 fases distintas e todas as instituições de ensino que retornarem com as aulas presenciais deverão seguir uma série de protocolos de higiene, além de distanciamento para evitar aglomerações.

É importante falar aqui que este protocolo não é para rede estadual, e, sim, para o sistema educacional do estado de São Paulo, desde a educação infantil até o ensino superior, que somam esses 13,3 milhões, incluindo o que a gente chama de educação suplementar aqui, que são cursos de inglês, e outros cursos livres que são propostos por inúmeras instituições”

Disse Rossieli Soares, Secretário da Educação do Estado de São Paulo.

Entenda a três fases do plano de retomada as aulas presenciais do Estado de São Paulo

A primeira fase do plano de retomada para aulas presenciais proposto pelo governo de SP funcionará como um rodizio de estudantes, permitindo que apenas 35% dos alunos de cada classe frequentem a escola por dia.

No entanto, o plano de ação para a volta as aulas só poderá acontecer caso o Estado de São Paulo esteja a 28 dias consecutivos na fase amarela (ou superior) da flexibilização da quarentena. Atualmente, estamos na fase laranja, que antecede a amarela.

 aulas presenciais
Foto: Reprodução

A rede pública e privada também precisam apresentar protocolos de planejamento para o retorno, para que assim a saúde dos alunos e professores seja preservada. As medidas de restrições do plano de retomada tem como objetivo garantir um distanciamento de 1,5 metro entre os estudantes na escola.

A segunda fase permite que até 70% dos alunos de cada classe frequentem as escolas por dia e a terceira fase consiste na reabertura total das instituições, em que 100% dos alunos estejam nas escola simultaneamente. Antes de partir para a segunda fase da retomada presencial nas escolas, a primeira fase deverá durar no mínimo 28 dias.

Para que a segunda fase se instale nas instituições de ensino do Estado de São Paulo, 60% das regiões de SP deverão estar na fase verde da flexibilização da quarentena, estagio que antecede o fim total do isolamento social. A terceira fase só poderá ser aplicada caso 80% das regiões do Estado estejam na fase 4 (verde).

É recomendado que o ensino remoto continue em combinação com a volta gradual presencial. As entradas e saídas das escolas e universidades serão organizadas para evitar aglomerações, e os intervalos e horários de almoço serão feitos em tempos alternados para que haja menos contato entre os alunos. O uso de máscara será obrigatório.

Universidades

No Ensino Superior, os alunos que estão prestes a se formar poderão ter aulas nos laboratórios para cumprir seus créditos e concluir os cursos. Estima-se que o ensino superior terá regras específicas no aprimoramento do Plano São Paulo

Em São Paulo, algumas universidades estaduais como USP, Unesp e Unicamp já comunicaram os alunos que irão iniciar o segundo semestre letivo com aulas no formato EAD. No entanto, as três instituições podem retomar parte das atividades presenciais para disciplinas práticas até o final do ano.

Tags mais acessadas