Tim Burton: relembre cinco filmes esquecidos do cineasta
Menu & Busca
Tim Burton: relembre cinco filmes esquecidos do cineasta

Tim Burton: relembre cinco filmes esquecidos do cineasta

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Tim Burton: relembre cinco filmes esquecidos do cineasta

O diretor Tim Burton é famoso pelo tom sombrio na maioria de seus filmes – mas muitos deles são bem diferentes do estilo atribuído ao cineasta

Se tem algo que não se pode negar, é que Tim Burton é um cineasta de sucesso. Com mais de 40 anos de carreira, apesar de possuir muitos prêmios, seu legado na cultura pop está mais do que consolidado, com O Estranho Mundo de Jack, Batman (1989), Edward Mãos de Tesoura, entre muitos mais. Tamanha é sua importância cultural, teve uma retrospectiva de seus trabalhos, exibidas em exposições em museus em Nova York, Los Angeles, Paris e até mesmo aqui no Brasil, em 2016, no Museu da Imagem e do Som (MIS), além de outros lugares.

Seu toque sombrio – fortemente inspirado pelo Expressionismo Alemão, vanguarda cinematográfica da década de 1920 – se tornou uma marca registrada na maioria de seus filmes, tanto que essa característica chega a ofuscar filmes em um tom diferente, como o biográfico Grandes Olhos, de 2014, que conta a história da pintora Margaret Keane, interpretada por Amy Adams (Objetos Cortantes, Animais Noturnos), e o último lançado, em 2019, a adaptação live-action de Dumbo, clássico da Disney, com um teor mais fantasioso, mágico.

Por isso, aqui foram selecionados os filmes menos lembrados de Tim Burton:

Filmes esquecidos de Tim Burton

Ed Wood

Tim Burton
Cena do filme de 1994. Com Johnny Depp como Ed Wood, Sarah Jessica Parker como a atriz Dolores Fuller e Bill Murray como o ator Bunny Breckinridge. | Foto: Reprodução.

O primeiro da lista é uma biografia cinematográfica do diretor de filmes Edward D. Wood Jr., conhecido como um dos piores de todos os tempos, que tem seu lado humanizado através do olhar de Burton.

A história pega como recorte os anos 1950, em que Ed Wood (interpretado por Johnny Depp) conhece o ator Bela Lugosi (interpretado por Martin Landau, de Cleópatra) no final de sua carreira, chamando-o para atuar em um filme de terror de produção atrapalhada.

O filme, apesar de não ter sido um sucesso de bilheteria, foi muito bem aceito pela crítica, e é um trabalho memorável tanto de Tim, quanto de Johnny Depp e Martin Landau – e até lhe rendeu um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, em 1995. O diretor foi bem incisivo quanto à maneira de se produzir a película, e pode-se perceber aspectos do próprio Tim no Ed Wood, como: a incompreensão do público com o que ele tenta transmitir através dos filmes, o amor pelo cinema e a relação de amizade e admiração de Wood com Bela Lugosi – que no caso de Burton, seria a relação que teve com o ator de filmes de terror Vincent Price. 

O filme encontra-se disponível para aluguel e compra no YouTube/Google Play Filmes.

As Grandes Aventuras de Pee Wee

filmes de Tim Burton
As Grandes Aventuras de Pee Wee marcam a estreia de Tim Burton como diretor de longas-metragens. | Foto: Reprodução.

O primeiro longa-metragem dirigido por Tim Burton é sobre a empreitada de Pee-Wee Herman em busca de sua adorada bicicleta vermelha, que foi roubada. Pee-Wee, interpretado por Paul Reubens, foi um personagem do início dos anos 1980, criado previamente para os palcos, em que Herman é um menino preso no corpo de um homem adulto. Devido ao sucesso, o personagem ganhou aparições na televisão e seu primeiro filme para cinemas em 1985. 

Mesmo sendo um filme que foge um pouco do estilo do diretor, ainda é possível identificar alguns de seus traços, como cenas em stop-motion e a inserção de monstros – fascínio de Burton. 

O tom de comédia é um tanto similar ao de Beetlejuice – Os Fantasmas Se Divertem (1988), embora seja mais apropriado para adultos e principalmente crianças. É um filme bonito e divertido que marca a estreia de Tim Burton como diretor de longa-metragem.

Marte Ataca!

Tim Burton filmes
Os marcianos enganam a todos menos ao telespectador, ao afirmarem que “vêm à Terra em paz”. | Foto: Reprodução.

Esta comédia de ficção científica de 1996 é surpreendente pelo seu enredo: em uma invasão de marcianos aos Estados Unidos, a tentativa de paz do presidente Dale (Jack Nicholson, de O Iluminado) é frustrada quando os aliens mostram ao que vieram – simplesmente atacar a humanidade, como já indica no título.

Não se pode esperar mais do que as risadas que um filme trash pode trazer, mas a trama contém um elenco de peso, com Glenn Close (A Esposa), Pierce Brosnan (Mamma Mia!), Natalie Portman (Cisne Negro), Annette Bening (Beleza Americana), entre outros grandes. 

O filme inspirado nas ficções científicas tipo B dos anos 1950 é colorido e contém cenas em stop-motion para mostrar os alienígenas, e apesar de também não ter as características burtonianas, a trama é algo completamente digno de Tim Burton – monstros, personagem desprezado incompreendido e um final um tanto esperançoso. 

Apesar do excelente elenco, o filme não agradou à crítica e divide opiniões até hoje. Encontra-se disponível para aluguel no Looke e na Microsoft Store.

Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas

peixe grande e suas histórias
Ewan McGregor vive a versão de jovem de Edward Bloom, que conta histórias fantásticas sobre sua juventude. | Foto: Reprodução.

Inspirado no livro de Daniel Wallace, Peixe Grande ‑ Uma Fábula de Amor Entre Pai e Filho, este drama mesclado com fantasia de 2003 conta sobre Ed Bloom (Albert Finney, de Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento), um grande contador de histórias que tem uma relação conturbada com seu filho Will (Billy Crudup, de Comer, Rezar e Amar). Quando Ed adoece com um câncer terminal, Will retorna para a casa e confronta o pai sobre as verdades por trás das histórias sobre sua vida

No aspecto de esquema de cores, lembra o remake feito dois anos depois de A Fantástica Fábrica de Chocolate, em que os cenários coloridos são mágicos e impressionantes e os de cores sóbrias representam os momentos mais sérios. O filme foi muito bem recebido pela crítica, sendo considerado um dos melhores de Tim Burton e contém um elenco importante, com Jessica Lange (American Horror Story), Ewan McGregor (Star Wars Episódios I, II e III), Alison Lohman (Arraste-me Para o Inferno) e claro, Helena Boham Carter (Clube da Luta). 

Encontra-se disponível no catálogo do Netflix.

Planeta dos Macacos

planeta dos macacos
Tim Roth (Cães de Aluguel) interpreta o general Thade, que despreza os humanos. Ao lado dele, seu fiel ajudante Attar, interpretado por Michael Clarke Duncan (À Espera de Um Milagre). | Foto: Reprodução.

Neste reboot de 2001 – o original foi lançado em 1968 – Leo Davidson (interpretado por Mark Wahlberg, de Ted e Um Olhar do Paraíso) é um astronauta estadunidense no ano de 2029 que, quando seu macaco Péricles cai em uma tempestade eletromagnética, ele sai para ajudá-lo, porém acidentalmente aterrissa no futuro, em um planeta dominado por macacos ultra inteligentes, em que os humanos são escravizados.  

O filme de ficção científica foi mal recebido pelo público e pela crítica, pelo fato de ser muito similar ao original e ter um final sem muito sentido, mas em aspectos técnicos e visuais, supera o longa de 1968. 

Não é uma película com aspectos característicos do diretor, mas vale a pena assistir. Encontra-se disponível no catálogo do Telecine Play.

____________________________________
Por Giovana Floriano de Medeiros Leobaldo – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas