Opinião: uma vida vale mais do que dinheiro?
Menu & Busca
Opinião: uma vida vale mais do que dinheiro?

Opinião: uma vida vale mais do que dinheiro?

Home > Lifestyle > Saúde > Opinião: uma vida vale mais do que dinheiro?

Apesar de a situação pandêmica assolar a sociedade, o dinheiro continua sendo mais respeitado do que a vida

Em cenário de colapso social, vemos constantemente denúncias anônimas de funcionários que são coagidos a trabalhar – mesmo em meio à pandemia de Covid-19 – em diversas regiões ao redor do nosso País. 

Sem terem escolha de simplesmente saírem do local de trabalho – afinal, eles dependem disso para sobreviver, é notável o descaso por parte de patrões e lojistas que escolhem “burlar as regras” no “jeitinho brasileiro” para, no fim do dia, encher o bolso com mais dinheiro.

vida
Alguns trabalhadores se expõem ao vírus na pandemia e arriscam suas vidas e saúde. | Foto: Reprodução.

Empresários e empreendedorismo perante a vida e o dinheiro

Eles são de suma importância para a economia do Brasil e do restante do mundo. Mas, estamos em colapso mundial. Faltam leitos e espaço em hospitais para tantos corpos adoecidos. É hora de colocar a mão na consciência. 

No Jornalismo, chamamos de valor-notícia: “os acontecimentos que são considerados suficientemente interessantes, significativos e relevantes para serem transformados em notícia” (Mauro Wolf). Mais do que fofocas, denúncias ou críticas a empresas ou economia mundial, uma notícia tem seu valor a partir do momento que esta interfere diretamente na vida de milhões de pessoas.  

Em casos de estabelecimentos que não estão respeitando um decreto estadual e colocando a vida de milhões de pessoas em risco, o valor é bem alto.

Funcionários, clientes e toda a população estão em perigo e devem se prevenir. O Decreto Estadual foi imposto e ainda está em vigor. É necessário maior fiscalização e politicas públicas eficazes que impeçam que mais pessoas venham a perder seus entes queridos por irresponsabilidade alheia. 

É hora de abrir os olhos: cuide de você e de quem está do seu lado. Se puder ficar em casa, fique. Se não pode, utilize máscara, álcool em gel e evite aglomerações sociais, como eventos, festas, comemorações e carreatas. Não coloque sua vida em risco.

_______________________________
Por Tainara Fantin – Fala! Unioeste

Tags mais acessadas