'O Poço': 7 filmes para assistir se você gostou do suspense
Menu & Busca
‘O Poço’: 7 filmes para assistir se você gostou do suspense

‘O Poço’: 7 filmes para assistir se você gostou do suspense

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘O Poço’: 7 filmes para assistir se você gostou do suspense

O Poço (The Platform), suspense psicológico da Netflix, caiu no gosto do público. Para entender melhor o final do filme, leia a nossa explicação. Agora, se está à procura de filmes parecidos como O Poço, continue lendo.

o poço a plataforma filme explicação
O Poço (2020). | Foto: Reprodução.

A Plataforma, como também é conhecido, é o filme mais assistido da Netflix. Um filme espanhol com trama envolvente e final surpreendente. Se gostou de O Poço, veja outros filmes que você provavelmente também irá gostar:

7 filmes para assistir se você gostou de O Poço

7 – Parasita (2019)

O grande vencedor do Oscar, o filme Parasita, dirigido por Bong Joon-ho, acompanha uma família pobre (os Kim), que se infiltra na casa de uma família rica (os Parks), um por um, através de identidades falsas.

Bong separa visualmente as classes via arquitetura vertical e paisagem. A família Kim vive em um apartamento no subsolo e os Parks, em uma mansão localizada nas colinas. Parasita é um filme cheio de suspense, reviravoltas, segredos e críticas sociais.

6 – Expresso do Amanhã (2020)

Outro filme de Bong Joon-ho, Expresso do Amanhã, também mostra a desigualdade social, onde os últimos humanos restantes na terra são alojados em um trem em movimento.

Assim como Goreng em O Poço, o líder da classe baixa do filme (Chris Evans) lidera uma revolta na frente do trem para romper a divisão entre as classes. Expresso do Amanhã está disponível na Netflix.

5 – Nós (2019)

Nós é, em resumo, um filme sobre as férias frustradas de uma família, mas também é uma espécie de metáfora para a política mundial.

Ao longo do filme, o diretor aborda a questão da desigualdade entre classes, mostrando as vantagens da elite, em comparação com as desvantagens dos que vivem na sombra. O impressionante desempenho duplo de Lupita Nyong’o é a cereja no topo do bolo.

4 – No Topo do Poder (2015)

Outro filme sobre a luta de classes é o britânico No Topo do Poder. Dirigido por Ben Wheatley, a história se concentra em uma comunidade isolada que vive em uma torre com os ricos alojados no topo, enquanto os menos afortunados ficam embaixo.

No entanto, com o tempo, os moradores perdem o controle de suas vidas quando a infraestrutura do edifício começa a falhar. As tensões começam a aumentar, enquanto eles lutam pelos últimos alimentos e tentam sobreviver de qualquer forma. Disponível na Netflix.

3 – Circle (2015)

Circle é centrado em um grupo de 50 estranhos que acordam em uma sala escura e circular, e coletivamente precisam decidir quem dentre eles deve morrer.

Quando eles percebem que apenas uma pessoa na sala sobreviverá, as decisões sobre quem deve ser morto dividem o grupo com base em valores pessoais como profissão, raça, religião, orientação sexual e escolhas de vida. Disponível na Netflix.

2 – Distrito 9 (2009)

Distrito 9, de Neill Blomkamp, é um grande esclarecedor sobre o tema da desigualdade social. Em vez de seres humanos, alienígenas chamados pelos habitantes locais de “camarões”, chegam à Terra e são forçados a viver em áreas com péssimas condições e onde são constantemente maltratados pelo governo, dando-nos uma visão das divisões raciais encontradas na sociedade hoje.

Anos depois, durante uma mudança, uma das criaturas tenta escapar com seu filho e voltar para casa. Para fazer isso, ele deve convencer um assistente social a acreditar em sua história e entender os problemas de sua espécie.

1 – A Casa (2020)

A Casa acompanha um publicitário desempregado, que começa a perseguir os novos moradores da sua antiga casa, da qual ele e sua família foram obrigados a sair.

Morando agora em um bairro simples, o ex-publicitário não aceita a nova vida e, munido da chave de sua antiga casa, ele a invade. A partir daí, fica obcecado pelos novos moradores, planejando se vingar e recuperar sua antiga vida.

Sucesso na Netflix, A Casa tem sido comparado à Parasita, pela sua crítica social.

_______________________________________
Por Rafaele Oliveira – Redação Fala!

Tags mais acessadas