Reflorestamento Comercial: Entenda tudo sobre o assunto
Menu & Busca
Entenda um pouco mais do processo do reflorestamento comercial

Entenda um pouco mais do processo do reflorestamento comercial

Home > Notícias > Mercado > Entenda um pouco mais do processo do reflorestamento comercial

A questão da luta ambiental é uma das discussões mais em alta na atualidade. O aquecimento global está o tempo inteiro sendo tratado na mídia e por novos líderes, como Greta Thunberg, que cobram ações imediatas das empresas e governos para combater o avanço das mudanças climáticas, aparecem a todo momento. Para atender a essas recentes demandas do mundo, novas maneiras sustentáveis têm sido pensadas para obter matéria-prima, o reflorestamento comercial surge entre elas. 

Assim, o reflorestamento comercial aparece como uma maneira amigável com o meio ambiente e renovável de obter madeira. Neste texto, essa ideia será estudada a fundo, sendo explicado o que é esse reflorestamento comercial exatamente, como fazê-lo, quais são as árvores mais plantadas e quais são os principais fins de suas madeiras.

reflorestamento comercial
O que é reflorestamento comercial? | Foto: Unsplash.

O que é reflorestamento comercial?

Este tipo de reflorestamento é voltado totalmente para ser uma alternativa sustentável da indústria madeireira, uma vez que a prática consiste na derrubada somente de árvores que já foram previamente plantadas. De forma simplificada, a área destinada para o reflorestamento comercial é uma que foi previamente desmatada, mas agora é reutilizada para a plantação de florestas específicas, de forma que elas coexistem com florestas nativas vizinhas, com a finalidade comercial voltada para o mercado madeireiro. 

É aí que essa técnica se difere do reflorestamento ambiental, pois, neste segundo caso, o objetivo das novas árvores é repor a vegetação nativa para compensar um dano causado anteriormente, e essas áreas restauradas devem ser preservadas e não têm fins lucrativos.

Quais os fins do reflorestamento comercial?

Há várias maneiras de usar as novas florestas como uma fonte sustentável de renda, visto que muitas são as finalidades das matérias-primas que podem ser tiradas delas. O produto mais famoso obtido do reflorestamento comercial é a celulose, que no Brasil é obtida principalmente do eucalipto e pinus. Essa produção é o carro-chefe do reflorestamento comercial brasileiro, somente em 2020, foram alcançadas 21 milhões de toneladas desta fibra.

Em relação à quantidade de espaço dedicado a essas árvores, em 2018, o segmento da celulose representava 36% dos hectares utilizados para o reflorestamento comercial no Brasil, o que equivalia a 2.81 milhões de hectares. Ambos os dados foram obtidos do IBA.

Além da matéria-prima do papel, o reflorestamento comercial também é fonte de um dos insumos mais importantes para as siderúrgicas nacionais, o carvão vegetal. Tendo um papel muito importante na siderurgia, esse setor é o principal consumidor desse material, representando o destino de 90% da produção deste material em todo o Brasil. 

O reflorestamento comercial representa uma parcela gigante da fonte desse tipo de carvão no cenário nacional, ou seja, é vital para a siderurgia. O único grande obstáculo é a dependência da industrialização do país, que dita se a demanda será alta ou baixa.

Por fim, outro grande destino das madeiras de florestas comerciais é o de materiais para a construção civil, podendo ser provenientes também de eucaliptos e pinus, mas também podem ser extraídas madeiras nobres, como o mogno africano. 

O uso desse material vegetal na construção tem sido cada vez mais levado em consideração e/ou adotado, devido à sua versatilidade (pode ser usada de maneira temporária ou definitiva, usada de forma estrutural ou para a produção de móveis), ao seu fator sustentável, fator estético e também a redução dos impactos ambientais quando se torna resíduo. 

reflorestamento comercial de mogno
Conheça outras vantagens do reflorestamento ambiental. | Foto: Unsplash.

Somam-se essas vantagens ao constante aumento da qualidade e confiabilidade da madeira produzida por meio do reflorestamento comercial, alcançado por meio do constante avanço da tecnologia nacional por trás desse mercado, que está bastante avançada, e fica claro o motivo do setor da construção civil está cada vez mais buscando essa alternativa.  

Em relação ao reflorestamento comercial de mogno, essa é uma madeira que encontra um ambiente propício para crescer em muitas regiões do Brasil. Atualmente, o plantio dessa espécie já alcança todas as regiões do país, estima-se 40 mil hectares de plantio em todo o território, segundo o IBF. O que representa um dinheiro considerável, uma vez que a receita de cada hectare dessa madeira, quando está com 17 anos, está por volta de R$ 559 mil – dados de 2020.

Outras vantagens do reflorestamento comercial

As árvores plantadas nessas florestas podem gerar renda por diversos meios, são várias as possibilidades de matéria-prima que podem ser obtidas através delas e há ainda meios indiretos de beneficiar o investidor, além da extração das plantas.

Além da madeira obtida das árvores reflorestadas, as árvores plantadas também são uma fonte de outros benefícios indiretos ao proprietário. As áreas reflorestadas capturam gases causadores do efeito estufa, como o CO2, mostrando um potencial de gerar renda também no mercado de carbono. 

Os créditos de carbonos são commodities e podem ser comercializados no mercado nacional ou internacional, assim como outras produções já presentes na propriedade. Sendo assim, o reflorestamento apresenta sempre, pelo menos, duas novas fontes de renda ao investidor. 

o que é reflorestamento
O sequestro de carbono tem sido visto como a chave do equilíbrio para o desenvolvimento sustentável. Saiba mais sobre o reflorestamento comercial. | Foto: Unsplash.

Outros benefícios, porém estes menos especulativos, são o controle da erosão do solo e a redução da temperatura dos arredores. 

Em relação ao primeiro aspecto, as raízes das árvores plantadas garantem mais firmeza e consistência do solo, evitando deslizamento e assoreamento dos rios, protegendo a propriedade a longo e curto prazo. Já em relação à redução da temperatura, tanto as sombras causadas pelas copas das árvores quanto a absorção de calor pelos seus troncos são fatores que reduzem a temperatura da floresta e áreas próximas, o que preserva a saúde do solo.

Como é feito o processo de reflorestamento?

O reflorestamento comercial não exige nada que seja extraordinário ao que já é conhecido e dominado pela agricultura brasileira. Após escolher a espécie à qual se tem interesse, basta garantir que o terreno mais favorável tenha rotas de acesso e esteja livre de pragas, planejar o espaçamento recomendado e obter as mudas com uma empresa vendedora de confiança.

Vale a pena reflorestar?

O cenário mundial é totalmente favorável ao reflorestamento comercial, não só o planeta clama por essa ajuda, mas também as novas gerações exigem que esse pedido da natureza seja atendido. 

Reflorestando, o produtor rural/investidor não só está ajudando o meio ambiente, como também está investindo em um mercado altamente lucrativo e que vê constantemente o aumento da demanda e novas oportunidades de crescer. O reflorestamento comercial vale a pena, é um exemplo perfeito de desenvolvimento sustentável.

_____________________________
Por Bruno Penteado – Fala! Cásper

Tags mais acessadas