Análise: Os melhores jogadores, se a temporada europeia for cancelada Análise: Os melhores jogadores, se a temporada europeia for cancelada
Menu & Busca
Análise: Os melhores jogadores, se a temporada europeia for cancelada

Análise: Os melhores jogadores, se a temporada europeia for cancelada

Home > Notícias > Esporte > Análise: Os melhores jogadores, se a temporada europeia for cancelada

A pandemia do novo coronavírus paralisou completamente o mundo do futebol. As grandes ligas europeias divergem em relação ao continuamento da temporada. A Ligue 1, por exemplo, já determinou o fim do campeonato francês, decretando o PSG, líder com sobras, campeão. Na Holanda, a Eredivise optou pelo cancelamento e a competição terminará sem campeão.

Já na Alemanha, onde as medidas de isolamento social e testagem intensiva conseguiram conter o avanço do número de mortes por Covid-19, a Bundesliga será retomada. O campeonato retornará no próximo dia 16 de maio.

Com esse cenário de incertezas no mundo do futebol, uma das perguntas que pode ser feita é: se a temporada for cancelada, quem mereceria o prêmio de melhor jogador do mundo? É isso que tentarei responder em um ranking dos 50 melhores atletas do Velho Continente

Uma primeira constatação importante sobre esse ranking é que ele não contará com a presença de goleiros, pelo simples fato de que acho impossível comparar o desempenho de um goleiro com um jogador de linha. Não que a posição seja menos importante, pelo contrário, talvez seja a mais importante. Mas as funções são muito diferentes e acredito que o prêmio de melhor goleiro deve ser tratado a parte. 

Para a elaboração desse ranking, tentei levar em conta o desempenho dos atletas durante seus campeonatos nacionais até a rodada em que se encontravam antes da paralisação, como se tivesse terminado ali. A performance até as oitavas de final da Champions League, principal competição do mundo, teve um peso ainda maior.

Os melhores jogadores da Europa:

50. Pizzi

pizzi
Pizzi. | Foto: Futebol na Veia.

Clube/Seleção: Benfica/Portugal
Posição: Meio-campista
Idade: 30 anos
Jogos: 30
Gols: 17
Assistências: 10
Classificação média (Sofascore): 7,6

Por mais que o campeonato português não tenha a mesma relevância e qualidade das cinco principais ligas europeias, Pizzi conseguiu impressionar ao ponto de merecer uma vaga entre os 50 melhores jogadores do Velho Continente.

Pela Liga NOS, na qual o Benfica se encontrava apenas 1 ponto atrás do rival Porto antes da paralisação, o desempenho do meio-campista foi espetacular, precisando de cerca de 90 minutos para participar diretamente de um gol. Na Champions, o atleta foi ainda mais impressionante, com uma contribuição direta a cada 83 minutos, apesar da eliminação precoce do time português ainda na fase de grupos.

49. Dušan Tadić

Dušan Tadić
Dušan Tadić. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Ajax/Sérvia
Posição: Meia-atacante
Idade: 31 anos
Jogos: 42
Gols: 16
Assistências: 21
Classificação média (Sofascore): 7,51

Assim como o campeonato português, o holandês não está entre os cinco mais prestigiados da Europa, porém, o sérvio mereceu sua presença no ranking. É verdade que a temporada, tanto de Tadić quanto do Ajax, foram piores do que a anterior: o clube holandês foi eliminado na fase de grupo da Champions e dividia a liderança da Eredivisie com o AZ antes do cancelamento da competição.

48. Marquinhos

Marquinhos
Marquinhos. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: PSG/Brasil
Posição: Zagueiro
Idade: 25 anos
Jogos: 32
Gols: 4
Assistências: 1
Classificação média (Sofascore): 7,17

O zagueiro brasileiro chegou à sua sétima temporada com a camisa do PSG. Mais experiente, teve na regularidade e versatilidade suas grandes armas para o sucesso. Sob o comando do técnico Tuchel, foi utilizado majoritariamente como zagueiro, mas também como lateral e volante. Independentemente da posição em que atuou conseguiu apresentar grande futebol e ser o líder do sistema defensivo parisiense.

47. Achraf Hakimi

Hakimi
Achraf Hakimi. | Foto: EPA.

Clube/Seleção: Borussia Dortmund/Marrocos
Posição: Ala-direito
Idade: 21 anos
Jogos: 37 
Gols: 7
Assistências: 10
Classificação média (Sofascore): 7,17

Se Marquinhos foi o coringa da equipe do PSG, Hakimi foi o do Borussia Dortmund, time eliminado para os franceses nas oitavas de final da Champions League. O marroquino foi utilizado como lateral pelos dois lados do campo, como ala em esquemas de três zagueiros e até como ponta em um 4-2-3-1.

Emprestado pelo Real Madrid, onde provavelmente será aproveitado na próxima temporada, Achraf teve destaque principalmente na competição continental. O atleta marcou 4 gols em 8 jogos e foi essencial para a classificação do Dortmund dentro do “grupo da morte”, que tinha Internazionale e Barcelona.

46. Dimitri Payet

Payet
Payet. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Olympique de Marseille/França
Posição: Meia-atacante
Idade: 33 anos
Jogos: 27
Gols: 12
Assistências: 6
Classificação média (Sofascore): 7,83 

O meia francês viveu altos e baixos durante a carreira, mas já veterano vivia grande temporada com a camisa do Olympique de Marseille.

Segundo colocado, atrás apenas do PSG, campeão após a liga decretar o encerramento do campeonato, o Olympique teve em Payet seu principal jogador. Além das contribuições diretas em gol, Dimitri foi responsável por dar 4 passes decisivos por jogo para seus companheiros.

45. Luis Alberto

Luis Alberto
Luis Alberto. | Foto: RFBMarques.

Clube/Seleção: Lazio/Espanha
Posição: Meia-atacante
Idade: 27 anos
Jogos: 25
Gols: 4
Assistências: 12
Classificação média (Sofascore): 7,64

Ainda não se sabe se o campeonato italiano será encerrado devido à pandemia, mas a diferença da Lazio para a primeira colocada Juventus era de apenas um ponto. Muito da grande temporada de uma das equipes mais goleadoras da Europa passou pelos pés do meia espanhol. Além das assistências, Luis deu 3 passes decisivos por jogo e criou 16 chances claras de gol para seus companheiros durante os 26 jogos disputados pela Série A.

44. Marco Reus

Reus
Reus. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Borussia Dortmund/Alemanha
Posição: Meia-atacante
Idade: 30 anos
Jogos: 26
Gols: 12
Assistências: 7
Classificação média (Sofascore): 7,14

Nos 19 jogos da Bundesliga em que Reus esteve presente, não há reclamações a fazer sobre o desempenho do craque alemão. Ainda assim, dois fatores impediram Marco de alcançar uma posição mais alta nesse ranking: os jogos perdidos por lesões, mesmo que menos do que em outras temporadas, e o baixo rendimento na fase de grupos da Champions League.

43. Sergio Ramos

Sergio Ramos
Sergio Ramos. | Foto: EPA.

Clube/Seleção: Real Madrid/Espanha
Posição: Zagueiro
Idade: 34 anos
Jogos: 34
Gols: 7
Assistências: 0
Classificação média (Sofascore): 7,13 

Essa esteve longe de ser a melhor temporada do xerife merengue, mas mesmo assim o zagueiro espanhol não poderia ficar de fora dessa lista. No campeonato espanhol, seu desempenho vinha sendo essencial para seu clube continuar na cola do rival Barcelona.

Na Champions League, porém, não teve boa atuação no jogo de ida das oitavas de final, no qual o Real Madrid foi derrotado dentro de casa por 2×1 para o Manchester City. Ramos esteve diretamente envolvido no primeiro gol dos Citzens e ainda foi expulso nos minutos finais da partida. 

42. Philippe Coutinho 

Coutinho
Coutinho. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Brasil
Posição: Meia-atacante
Idade: 27 anos
Jogos: 32
Gols: 9
Assistências: 8
Classificação média (Sofascore): 7,38

A temporada do brasileiro é vista como frustante por grande parte dos torcedores. Emprestado ao clube bávaro pelo Barcelona, Coutinho não teve um rendimento brilhante e acabou indo para o banco de reservas sob o comando do técnico Hans Flick.

Mesmo assim, Coutinho mostra números bem razoáveis na temporada, participando diretamente de um gol a cada 99 minutos pela Bundesliga. É evidente que a cria do Vasco da Gama pode render muito mais, como fez nos tempos de Liverpool, mas Philippe ainda é um dos 50 melhores jogadores do mundo.

41. Bernardo Silva

Bernardo Silva
Bernardo Silva. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Manchester City/Portugal
Posição: Meio-campista
Idade: 25 anos
Jogos: 40
Gols: 7
Assistências: 8
Classificação média (Sofascore): 7,03

A FIFA foi extremamente criticada, com razão, por deixar Bernardo de fora do top 10 dos melhores jogadores do mundo na temporada 18/19. Na atual temporada, porém, o português teve uma queda de rendimento muito grande e viu seu talento ofuscado pelo brilho de seus companheiros Kevin De Bruyne e Riyad Mahrez.

40. Willian 

Willian
Willian. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Chelsea/Brasil
Posição: Ponta
Idade: 31 anos
Jogos: 37
Gols: 7
Assistências: 6
Classificação média (Sofascore): 7,41

O começo de temporada do Chelsea e de Willian não foi fácil. O clube inglês, comandado pelo ídolo Frank Lampard, sofreu uma punição da UEFA e foi impedido de fazer contratações. Com isso, os Blues sofreram no início e Willian, um dos mais experientes do elenco, chegou a flertar com o banco de reservas.

Após os primeiros jogos ruins, Lampard conseguiu encontrar um time qualificado com diversos garotos da base. Willian assumiu a titularidade absoluta e a responsabilidade de comandar os mais jovens. O brasileiro cresceu em jogos importantes do campeonato e deixou seu time na quarta posição da Premier League antes da paralisação.

39. Roberto Firmino

Roberto Firmino- AFP
Roberto Firmino. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Liverpool/Brasil
Posição: Atacante
Idade: 28 anos
Jogos: 43
Gols: 11
Assistências: 13
Classificação média (Sofascore): 7,14

Por mais que o Liverpool tenha sido eliminado da Champions League, após a derrota para o Atlético de Madrid no segundo jogo das oitavas, talvez seja o clube mais bem-sucedido na temporada. O clube inglês foi campeão Mundial, tendo em Firmino seu principal jogador na competição, e antes da paralisação já abriu uma diferença de 25 pontos para o segundo colocado Manchester City, faltando 10 jogos para o final da competição.

Apesar do ano incrível da equipe inglesa, Firmino não teve o mesmo protagonismo das últimas duas temporadas. O brasileiro continuou desempenhando seu papel tático essencial, mas viu outros jogadores como Mané, Salah e Arnold serem mais relevantes para a campanha dos Reds, que caminhava para ser a melhor da história da Premier League.

38. Hakim Ziyech

Ziyech
Ziyech. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Ajax/Marrocos
Posição: Ponta
Idade: 27 anos
Jogos: 35
Gols: 8
Assistências: 21
Classificação média (Sofascore): 8,04

Ziyech será o primeiro reforço do Chelsea para a próxima temporada. Contratado pelos Blues pelo seu desempenho extraordinário na temporada passada, na qual o clube holandês chegou às semifinais da Champions League, o marroquino manteve seu desempenho na atual temporada.

Com um Ajax enfraquecido, Hakim assumiu ainda mais o protagonismo da equipe holandesa. Toda jogada da equipe passava pelos pés do meia de técnica exuberante. Se a temporada de sua equipe não foi tão boa, a culpa definitivamente não é dele. O jogador foi um dos maiores garçons da temporada europeia e teve a segunda maior classificação média do continente, segundo o site Sofascore.

37. Harry Kane

Kane
Kane. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Tottenham/Inglaterra
Posição: Atacante
Idade: 26 anos
Jogos: 25
Gols: 17
Assistências: 2
Classificação média (Sofascore): 7,38

Não há dúvidas de que Harry Kane é um dos melhores jogadores do mundo e não apenas o 37º, porém, a temporada 19-20 foi difícil para o centroavante inglês. Kane sofreu uma série de lesões, viu seu time passar por uma mudança brusca de técnico, amargar a oitava posição do campeonato inglês antes da parada e ser eliminado pelo RB Leipzig na Champions League.

Apesar do péssimo desempenho de sua equipe, Kane continuou sendo o atacante letal que sempre foi. A média de 0,68 gols por jogo é prova disso.

36. Son Heung-Min

Son Heung-Min
Son Heung-Min. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Tottenham/Coréia do Sul
Posição: Ponta
Idade: 27 anos
Jogos: 32
Gols: 16
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,18

A temporada de Son foi muito semelhante a de seu companheiro de clube Kane. O coreano também manteve um ótimo desempenho, apesar do momento complicadíssimo de sua equipe. Ambos ficaram fora do jogo decisivo, que culminou na eliminação dos Spurs da principal competição do mundo.

35. Raheem Sterling 

Raheem Sterling
Raheem Sterling. | Foto: Reprodução.

Clube/Seleção: Manchester City/Inglaterra
Posição: Ponta
Idade: 25 anos
Jogos: 39
Gols: 20
Assistências: 7
Classificação média (Sofascore): 7,2

Apesar de excelentes números de um Manchester City vice-campeão inglês e que tinha sua classificação para as quartas de final da Champions encaminhada, a sensação é de que Sterling poderia ter feito ainda mais. Isso porque, na temporada anterior, Sterling computou números inacreditáveis e foi o grande protagonista dos Citzens em diversos momentos.

34. Jamie Vardy

Jamie Vardy
Jamie Vardy. | Foto: Reprodução.

Clube/Seleção: Leicester City/Inglaterra
Posição: Atacante
Idade: 33 anos
Jogos: 30
Gols: 19
Assistências: 6
Classificação média (Sofascore): 7,17

Jamie Vardy é o maior jogador da história do Leicester. Único dos três comandantes (ele, Kanté e Mahrez) do histórico título da temporada 15-16 ainda nos Foxes, o atacante inglês nos ensinou a nunca duvidar de seu potencial. 

Em uma temporada em que ninguém dava nada pelo Leicester novamente, Vardy foi protagonista de uma equipe que ocupa a terceira posição do campeonato, apenas 4 pontos atrás do poderoso Manchester City. Artilheiro da Premier League, Jamie provou mais uma vez que não existe impossível para ele e seu clube.

33. Marco Verratti

Verratti
Marco Verratti. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: PSG/Itália
Posição: Meio-campista
Idade: 27 anos
Jogos: 33
Gols: 0
Assistências: 6
Classificação média (Sofascore): 7,3

Não é de hoje que Verratti se notabilizou como um dos grandes meio-campistas do mundo. Em uma temporada em que grandes nomes da posição, como Modric e Pogba, estiveram muito apagados, o brilho do italiano foi ainda mais forte. 

Verratti está longe de ser o protagonista do PSG de Neymar e Mbappé, mas fez uma temporada extremamente regular comandando o meio-campo francês. O título com muitas sobras da Ligue 1 e a presença nas quartas de final da Champions passam também pelos pés de Marco.

32. Romelu Lukaku

Lukaku
Lukaku. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Internazionale/Bélgica
Posição: Atacante
Idade: 26 anos
Jogos: 35
Gols: 23
Assistências: 5
Classificação média (Sofascore): 7,21

A Inter de Milão segue em um processo de reestruturação para tentar voltar a ser a potência de outrora. Nesse processo, Lukaku talvez tenha sido a peça-chave. A chegada do belga, que rapidamente assumiu o protagonismo da equipe, foi essencial para a ocupação da terceira colocação da Série A. 

Lukaku formou uma dupla sensacional com o jovem argentino Lautaro Martínez, que por pouco ficou de fora dessa lista. Depois de uma passagem ruim pelo Manchester United, o belga está de volta à discussão sobre os melhores centroavantes do mundo. 

31. Sergio Agüero

Sergio Agüero
Sergio Agüero. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Manchester City/Argentina
Posição: Atacante
Idade: 31 anos
Jogos: 30
Gols: 23
Assistências: 3
Classificação média (Sofascore): 7,2

O começo de temporada do maior jogador da história do Manchester City foi espetacular. Fazendo um gol atrás do outro, o argentino dava indícios de que terminaria a temporada como artilheiro isolado da Premier League, porém, não foi bem assim. Kun sofreu com algumas lesões e teve seu bom momento interrompido. Com isso, perdeu, inclusive, sua titularidade absoluta e a briga com Gabriel Jesus foi reacesa.

30. Andrew Robertson

Robertson
Robertson. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Liverpool/Escócia
Posição: Lateral-esquerdo
Idade: 26 anos
Jogos: 37
Gols: 2
Assistências: 7
Classificação média (Sofascore): 7,11

Robertson vinha fazendo mais uma temporada incrível e foi imprescindível para a campanha espetacular do Liverpool. Por pouco não saiu como herói no jogo da eliminação da Champions, no qual acertou um forte cabeceio no travessão. 

A regularidade do lateral rápido, que defende e apoia com a mesma intensidade, o coloca no patamar de melhor lateral-esquerdo do mundo no momento. Alba e Marcelo, irregulares nas últimas temporadas, e Alaba, cada vez mais zagueiro, passaram o bastão para as mãos do excelente escocês.

29. Casemiro

Casemiro
Casemiro. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Real Madrid/Brasil
Posição: Volante
Idade: 28 anos
Jogos: 35
Gols: 4
Assistências: 4
Classificação média (Sofascore): 7,3 

Em uma temporada de reestruturação do Real Madrid, Casemiro conseguiu se manter como o ponto de equilíbrio do meio-campo madrilenho. O volante teve protagonismo ainda maior nesse ano e o peso de se tornar um dos grandes líderes do elenco não parece afetá-lo.

28. Luis Suárez 

Suárez
Suárez. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Barcelona/Uruguai
Posição: Atacante
Idade: 33 anos
Jogos: 23
Gols: 14
Assistências: 11
Classificação média (Sofascore): 7,42

Luisito foi mais um jogador que sofreu com as lesões e só por isso não ocupa uma posição ainda mais alta nesse ranking. Suárez foi essencial no começo do campeonato espanhol, sendo decisivo, inclusive, em jogos em que Messi não pôde atuar.

A contusão no joelho, que fez com que ele fosse submetido a uma cirurgia com recuperação de quatro meses, impediu a continuação de uma sequência impressionante. El Pistolero havia participado diretamente (com gol ou assistência) dos últimos 10 tentos do Barça.

27. Thiago Alcântara 

Thiago Alcântara
Thiago Alcântara. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Espanha
Posição: Meio-campista
Idade: 29 anos
Jogos: 32
Gols: 3
Assistências: 2
Classificação média (Sofascore): 7,49

Thiago é um mágico com a bola. Temporada após temporada, o meio-campo espanhol segue brilhando com sua qualidade técnica, incluindo em seu repertório passes e dribles exuberantes. O último ano não foi diferente.

Primeiro colocado na Bundesliga, melhor campanha na fase de grupos da Champions e atropelo em cima do Chelsea no jogo de ida das oitavas de final. Uma temporada que começou contestada e com troca de técnico não poderia ter acabado melhor para o Bayern antes da paralisação. Muito disso passa pelo papel essencial que Thiago desempenha na transição da defesa para o ataque dos bávaros.

26. Paulo Dybala 

Dybala
Dybala. | Foto: Reuters.

Clube/Seleção: Juventus/Argentina
Posição: Meia-atacante
Idade: 26 anos
Jogos: 34
Gols: 13
Assistências: 12
Classificação média (Sofascore): 7,43

Até hoje o patamar de Dybala no futebol é uma incógnita. De promessa a craque e de craque a eterna promessa, o argentino divide opiniões, alternando temporadas muito boas com outras apenas razoáveis. Paulo não consegue sequer se firmar como titular absoluto da Juventus, mesmo após 5 anos na Velha Senhora.

Nessa temporada, agora sob o comando de Maurizio Sarri, Dybala alternou entre o banco de reservas e o time titular, perdendo muito espaço com a volta de seu compatriota Higuaín. Mas a verdade é que os números do argentino indicam que o técnico pode estar equivocado em suas escolhas. As 25 participações em 34 jogos, levando em conta as várias partidas em que começou no banco, são impressionantes.

25. Toni Kroos

Toni Kroos
Toni Kroos. | Foto: REYmarca.

Clube/Seleção: Real Madrid/Alemanha
Posição: Meio-campista
Idade: 30 anos
Jogos: 33
Gols: 5
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,38

O maestro alemão é outro que ganha cada vez mais responsabilidade com as mudanças no elenco madridista. Toni viu seu companheiro de meio-campo Modric perder espaço durante a temporada e encontrou em Valverde uma grata surpresa. Mas as características da promessa uruguaia são bem diferentes das do experiente croata e a responsabilidade de armar o jogo de Kroos ficou ainda maior.

Além do seu velho papel de maestro que o notabilizou como melhor passador da Europa, Kroos teve uma temporada de ativa participação no ataque. As 14 participações em gol dessa temporada, interrompida antes do fim, representam o dobro da anterior.

24. Riyad Mahrez

Riyad Mahrez
Riyad Mahrez. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Manchester City/Argélia
Posição: Ponta
Idade: 29 anos
Jogos: 37
Gols: 9
Assistências: 14
Classificação média (Sofascore): 7,61

Mahrez saiu do Leicester para o Manchester City na última temporada por uma bolada. O desempenho do argelino, entretanto, não chamou tanta atenção, encontrando dificuldades em se firmar em um elenco que já contava com Sterling, Bernardo Silva e Sané. 

Na atual temporada, porém, o argelino conseguiu apresentar tudo que fazia nos Foxes que despertou a atenção dos Citzens. Mesmo começando alguns jogos no banco, ele chegou a impressionante marca de 23 participações em gol. Muito mais do que isso, assumiu o protagonismo em diversas partidas, sendo o jogador mais incisivo de um City que adora controlar a posse de bola. 

23. Alejandro Gómez 

Alejandro Gómez
Alejandro Gómez. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Atalanta/Argentina
Posição: Meia-atacante
Idade: 32 anos
Jogos: 33
Gols: 7
Assistências: 12
Classificação média (Sofascore): 7,57

Não é de hoje que “Papu” Gómez carrega a equipe da Atalanta. Segundo jogador na década com mais premiações de melhor da partida entre as cinco principais ligas, o talentoso argentino precisava de uma temporada acima da média de seu clube para conseguir o devido reconhecimento. 

O time italiano ocupa um impressionante quarto lugar na Série A e avançou na fase de grupos da Champions, mesmo começando sem nenhuma vitória nas 4 primeiras partidas. A Nerazzurri tem o melhor ataque do campeonato nacional e isso, evidentemente, passa pelos pés de seu grande maestro.

22. Thomas Müller 

Müller
Müller. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Alemanha
Posição: Ponta
Idade: 30 anos
Jogos: 36
Gols: 10
Assistências: 19
Classificação média (Sofascore): 7,38

A temporada de Müller foi de reinvenção. Descartado, colocado em segundo plano entre os melhores jogadores europeus, o alemão provou que ainda pode ser um dos melhores atletas do planeta.

Thomas assumiu a titularidade absoluta como ponta-direito, uma das tantas posições que desempenhou durante a carreira, após a chegada do técnico Hans Flick. Desde que o treinador assumiu, foram 21 participações diretas em gol em 22 jogos. 

21. Karim Benzema

Karim Benzema
Karim Benzema. | Foto: Reuters.

Clube/Seleção: Real Madrid/França
Posição: Atacante
Idade: 32 anos
Jogos: 36
Gols: 19
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,48

Na temporada 18/19, Benzema teve que lidar com a saída de seu companheiro de ataque Cristiano Ronaldo. A falta de reforços à altura parecia que sobrecarregaria o atacante francês, mas ele provou para os críticos o porquê de ocupar a titularidade da equipe merengue há tanto tempo.

Na atual temporada, a situação parecia que mudaria com a chegada de Eden Hazard. O belga não teve o desempenho esperado e sofreu com lesões, deixando mais uma vez Benzema com o papel de carregar o ataque madridista. O francês não decepcionou e é o principal responsável pela diferença do líder Barcelona para o Real ser de apenas um ponto. 

20. Timo Werner 

Werner
Werner. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: RB Leipzig/Alemanha
Posição: Atacante
Idade: 24 anos
Jogos: 36
Gols: 27
Assistências: 12
Classificação média (Sofascore): 7,45

Essa temporada serviu para consolidar Werner como uma realidade, e não mais uma promessa. O atacante alemão acumulou números sensacionais, somando 39 participações em gol em 36 jogos. Apesar de ocupar a terceira posição na Bundesliga, o Leipzig se encontra apenas 5 pontos atrás do líder Bayern e deve seguir na luta pelo título quando o campeonato alemão retornar.

Além do desempenho fenomenal na Bundesliga, onde é vice-artilheiro atrás apenas de Lewandowski, Werner também não deixa a desejar na Champions League. A equipe da Red Bull se classificou como líder de seu grupo e eliminou o atual vice-campeão, Tottenham, nas oitavas de final.

19. Joshua Kimmich

Kimmich
Kimmich. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Alemanha
Posição: Volante
Idade: 25 anos
Jogos: 36
Gols: 4
Assistências: 8
Classificação média (Sofascore): 7,53

Kimmich é um dos grandes coringas do futebol europeu. O alemão já atuou como zagueiro, lateral-direito, meia e volante. Apesar de ter se consolidado como o melhor lateral-direito do mundo nas últimas temporadas, o técnico Hans Flick optou por retornar Joshua para o meio-campo com a chegada do lateral francês Pavard.

Kimmich tomou conta da posição de primeiro volante e vem dando show na Bundesliga e na Champions. Além de um alto número de gols e assistências para a posição, o alemão é um leão em campo, sendo o jogador da liga alemã que percorreu a maior distância no somatório das partidas.

18. Josip Ilicic

Ilicic
Ilicic. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Atalanta/Eslovênia
Posição: Meia-atacante
Idade: 32 anos
Jogos: 29
Gols: 21
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,79

A carreira de Ilicic não é tão relevante e talvez seja o nome mais desconhecido da lista. Mas, aos 32 anos, o veterano chegou ao seu melhor momento disparado. Participando de mais de um gol por partida, o esloveno é o craque da quarta colocada da Série A Atalanta, que também já garantiu sua vaga como a zebra das quartas de final da Champions League.

Entre as cinco principais ligas da Europa, apenas duas equipes marcaram mais gols no campeonato doméstico do que a Atalanta: Bayern e PSG. Pensando na disparidade financeira desses dois para seus adversários, o feito do time italiano se torna ainda mais relevante. Ilicic participou diretamente de 30 dos incríveis 70 gols da Nerazzurri.

17. Ángel Di María 

Di María
Di María. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: PSG/Argentina
Posição: Ponta
Idade: 32 anos
Jogos: 37
Gols: 11
Assistências: 21
Classificação média (Sofascore): 7,59

Há algumas temporadas, Di María não era mais visto como protagonista no cenário do futebol europeu. E quem diria que o argentino, aos 32 anos, teria uma temporada digna de seus melhores momentos e voltaria a figurar entre os 20 melhores do mundo?

Um dos maiores garçons da Europa, Di María formou grande parceria com Mbappé nos vários jogos em que Neymar esteve lesionado. Quando foi o jovem francês que esteve de fora, no jogo decisivo das oitavas da Champions, Ángel não fez nada feio, dando o passe para um dos gols de Neymar e recebendo, segundo o Sofascore, a maior nota da partida: 8,1.

16. Jordan Henderson 

Henderson
Henderson. | Foto: Liverpool FC.

Clube/Seleção: Liverpool/Inglaterra
Posição: Meio-campista
Idade: 29 anos
Jogos: 35
Gols: 3
Assistências: 5
Classificação média (Sofascore): 7,2

Tido como sucessor de Steven Gerrard, herdando, inclusive, a faixa de capitão do ídolo dos Reds, Henderson nunca havia conseguido uma aprovação unânime do torcedor. Se nem mesmo levantar a “Orelhuda” foi suficiente para Jordan ser visto como um grande jogador, a temporada 19/20 veio para mudar essa história.

Seja como primeiro homem de meio-campo ou na segunda linha, Henderson dá uma intensidade ao seu time que pouquíssimos jogadores no mundo dão. Não à toa o antes questionado volante inglês é o favorito nas casas de aposta inglesas para ganhar o prêmio de melhor jogador da Premier League.

15. Serge Gnabry 

Gnabry
Gnabry. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Alemanha
Posição: Ponta
Idade: 24 anos
Jogos: 33
Gols: 18
Assistências: 11
Classificação média (Sofascore): 7,59

Gnabry surgiu como grande promessa no Arsenal, mas acabou saindo sem grandes esforços por parte dos Gunners. O alemão foi vendido para o Werder e, de lá, para o poderoso Bayern, de onde foi emprestado para o Hoffenheim até, finalmente, ser aproveitado no clube bávaro na temporada passada.

Hoje, a diretoria do Arsenal certamente se arrepende da decisão de vender Gnabry. O ponta habilidoso, incisivo e extremamente forte assumiu o lado direito do Bayern, que por tantos anos pertenceu ao ídolo Robben. Além de extremamente regular, o alemão demonstrou grande poder de decisão e marcou 2 dos 3 gols do Bayern na vitória sobre o Chelsea, em Stanford Bridge, na primeira partida das oitavas de final.

14. Mohammed Salah 

Salah
Salah. | Foto: Reuters.

Clube/Seleção: Liverpool/Egito
Posição: Ponta
Idade: 27 anos
Jogos: 40
Gols: 20
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,41

Muitos acreditam que Salah foi injustiçado ao não receber a Bola de Ouro em 2018. Visto como grande estrela do Liverpool, a situação mudou de lá para cá e o egípcio divide o protagonismo dos Reds com vários outros jogadores. Muitas vezes acusado de fominha, Mo foi superado por Mané como grande jogador do poderoso trio de ataque do time inglês.

Mesmo que tenha perdido protagonismo, o desempenho de Salah ainda é fenomenal. As 22 participações diretas em 26 jogos da Premier League foram essenciais para a campanha histórica do Liverpool, que, caso o campeonato continue, fatalmente será campeão. 

13. Bruno Fernandes 

Bruno Fernandes
Bruno Fernandes. | Foto: Reuters.

Clube/Seleção: Manchester United (Sporting)/Portugal
Posição: Meia-atacante
Idade: 25 anos
Jogos: 36
Gols: 18
Assistências: 18
Classificação média (Sofascore): 7,82

Bruno Fernandes é o primeiro jogador dessa lista que atuou por dois clubes durante a temporada. O português teve desempenho absolutamente irretocável pelo Sporting pela segunda temporada seguida. Melhor jogador de longe da Liga NOS, Bruno precisava sair para uma equipe maior em uma liga maior para se afirmar como um dos melhores do continente.

Bastaram 8 jogos pelos Red Devils para Bruno mostrar que realmente é diferente. Eleito melhor jogador da Premier League no mês de fevereiro, Fernandes já virou o comandante do United de imediato. O meia assumiu todas as bolas paradas e é o jogador mais procurado pelos companheiros.

12. Virgil Van Dijk 

Van Dijk
Van Dijk. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Liverpool/Holanda
Posição: Zagueiro
Idade: 28 anos
Jogos: 41
Gols: 4
Assistências: 2
Classificação média (Sofascore): 7,28

Segundo melhor jogador do mundo em 2019, Van Dijk está tendo outra temporada incrível, apesar de um pouco abaixo da anterior. Na Premier League, sua segurança e qualidade técnica seguem impressionando, tanto que Kompany, ex-jogador do Manchester City e um dos grandes zagueiros da liga nos últimos anos, afirmou recentemente que o holandês é o melhor da sua posição na história do campeonato.

No campeonato inglês, Van Dijk esteve irretocável, porém, a eliminação nas oitavas da Champions para o Atlético de Madrid manchou um pouco a temporada do zagueiro. Ainda assim, o holandês foi o melhor zagueiro do mundo mais uma vez, sendo o mais bem colocado nesse ranking.

11. Trent Alexander-Arnold

Alexander-Arnold
Alexander-Arnold. | Foto: Twitter @LFC.

Clube/Seleção: Liverpool/Inglaterra
Posição: Lateral-direito
Idade: 21 anos
Jogos: 40
Gols: 2
Assistências: 14
Classificação média (Sofascore): 7,41

Com apenas 21 anos, Alexander-Arnold já é o melhor lateral-direto do mundo e um dos melhores jogadores do planeta. O impacto do defensor na equipe é imensurável. O jovem inglês vem se tornando cada vez mais seguro na defesa e sua participação no ataque dispensa comentários.

Dono das bolas paradas dos Reds, Trent é o segundo jogador com mais assistências na Premier League, atrás somente de De Bruyne. Os números são tão absurdos que já é o defensor com mais assistências em uma temporada na história do campeonato inglês. Lembrando que o campeonato parou faltando 10 rodadas.

10. Jadon Sancho

Sancho
Sancho. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Borussia Dortmund/Inglaterra
Posição: Ponta
Idade: 20 anos
Jogos: 35
Gols: 17
Assistências: 19
Classificação média (Sofascore): 7,58

Os números de Sancho com apenas 20 anos são assustadores. É difícil pensar qual será o limite para um jogador que, com tão pouca idade, acumula 36 participações diretas em gol em 35 jogos. Certamente, o inglês é um dos jovens que nos dá esperanças de que a próxima geração seja tão boa quanto a de Messi e Cristiano Ronaldo.

9. Ciro Immobile 

Immobile
Immobile. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Lazio/Itália
Posição: Atacante
Idade: 30 anos
Jogos: 26
Gols: 27
Assistências: 7
Classificação média (Sofascore): 7,65

Immobile é mais um caso curioso de um jogador que viveu altos e baixos durante a carreira e precisou achar o clube e o momento certos para alcançar o patamar de estrela. Depois de passagens apagadas por Dortmund, Sevilla e Torino, Ciro chegou à Lazio em 2016 e, de lá para cá, evoluiu a cada temporada.

A equipe de Roma ocupa o segundo lugar da Série A, um pontinho atrás da Juventus, Immobile é disparado o principal responsável pela campanha. Para se ter noção, o italiano só fica atrás de Messi quando o assunto é participações diretas em gol por jogo nas cinco principais ligas europeias. 

8. Erling Braut Håland 

Haaland
Haaland. | Foto: DeFodi Images.

Clube/Seleção: Borussia Dortmund (RB Salzburg)/Noruega
Posição: Atacante
Idade: 19 anos
Jogos: 33
Gols: 40
Assistências: 9
Classificação média (Sofascore): 7,55

Håland é mais um jogador que nos enche de esperanças em relação à nova geração. Nenhum atleta tão novo fez nos últimos anos na Europa o que o norueguês faz. É verdade que na primeira metade da temporada ele disputava o campeonato austríaco. Mas isso não importa, porque, ainda pelo RB Salzburg, ele marcou 7 gols na fase de grupos da Champions League.

Na metade da temporada, o jovem atacante transferiu-se para o Borussia Dortmund para, finalmente, ter sua prova de fogo em uma das grandes ligas. Håland não tomou conhecimento de seus adversários e até aqui marcou um gol a cada 57 minutos pela Bundesliga. Além disso, no jogo de ida contra o poderoso PSG, marcou os 2 gols da vitória do Dortmund, que acabou eliminado na França.

7. Sadio Mané 

Mané
Mané. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: Liverpool/Senegal
Posição: Ponta
Idade: 28 anos
Jogos: 38
Gols: 18
Assistências: 12
Classificação média (Sofascore): 7,27

Os números de Mané podem não ser os mais impressionantes da lista, ainda que muito bons, porém, seu desempenho vai muito além disso. Sadio se firmou como o principal jogador do poderoso trio de ataque do Liverpool. Enquanto Firmino tem algumas partidas sumidas e Salah prende muito a bola, Mané consegue ser o mais eficiente do trio.

A campanha histórica do Liverpool na Premier League tinha que ser premiada com um jogador no top 10. Apesar de ser um time extremamente coletivo e vários atletas se encontrarem no ranking, Mané merece, ao menos nessa temporada, o título de craque da equipe.

6. Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Juventus/Portugal
Posição: Atacante
Idade: 35 anos
Jogos: 32
Gols: 25
Assistências: 4
Classificação média (Sofascore): 7,7

Pode soar estranho Cristiano Ronaldo somente na sexta posição. Com a sequência da temporada se concretizando, Cristiano tem tudo para subir posições no ranking, pois sabemos que seus jogos favoritos são os decisivos do mata-mata da Champions. 

Veterano da lista, CR7 fez mais uma temporada incrível. No ano de 2020, o português teve um crescimento de produção muito grande e desandou a fazer gols. Pela Série A, foi o principal jogador da líder Juventus e tem tudo para ser eleito o melhor do campeonato. Já na Champions, marcou 2 gols e não deu assistências em 7 jogos, um desempenho bem abaixo do que estamos acostumados.

5. Kevin De Bruyne 

De Bruyne
De Bruyne. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Manchester City/Bélgica
Posição: Meio-campista
Idade: 28 anos
Jogos: 35
Gols: 9
Assistências: 20
Classificação média (Sofascore): 7,9

Não é nenhum exagero dizer que De Bruyne é um gênio. Um dos meio-campistas mais completos que o mundo do futebol já viu, o belga une uma qualidade de passe e uma visão de jogo foras do normal com uma intensidade absurda. 

Líder de assistências da atual edição da Premier League, Kevin também é o 18º maior garçom da história da competição. No ritmo que vem apresentando, ele tem tudo para chegar ao top 10 em apenas mais uma temporada. 

4. Neymar Jr.

Neymar
Neymar. | Foto: Getty Images.

Clube/Seleção: PSG/Brasil
Posição: Ponta
Idade: 28 anos
Jogos: 22
Gols: 18
Assistências: 10
Classificação média (Sofascore): 8

Ninguém fez o que Neymar fez durante os 22 jogos em que esteve presente na temporada. Se ela retornar e o PSG chegar longe na Champions, provavelmente será graças a ele e o brasileiro teria tudo para ser eleito o melhor do mundo. O único motivo para não estar em uma posição ainda mais alta nesse ranking é o baixo número de jogos disputados.

Desde que chegou ao PSG, Neymar sofre constantemente com lesões, como nunca antes na carreira. Muita gente fica com a impressão de que o brasileiro caiu de produção, mas a verdade é que, quando ele joga, suas exibições são irretocáveis. Nas últimas duas eliminações do PSG na Champions, ambas nas oitavas de final, o craque não esteve presente no jogo de volta. Já nessa temporada, em que pôde atuar na partida decisiva, marcou os dois gols que deram a classificação à equipe parisiense. 

3. Kylian Mbappé 

Mbappé
Mbappé. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: PSG/França
Posição: Ponta
Idade: 21 anos
Jogos: 33
Gols: 30
Assistências: 17
Classificação média (Sofascore): 7,62

Se a pergunta for quem é mais jogador atualmente, Neymar ou Mbappé, eu optaria pelo ex-Santos sem pensar duas vezes. Ainda assim, o fato de que o brasileiro perdeu vários jogos por lesão, nos quais o jovem francês assumiu o protagonismo do PSG, coloca Mbappé na frente nesse ranking.

Mbappé já entrou para a prateleira dos craques do futebol mundial e, às vezes, esquecemos o quão assustador é o que ele faz. Com apenas 21 anos, Kylian participou diretamente de 47 gols em 33 jogos (1,42 por jogo). Para se ter noção, os números não ficam muito longe da melhor temporada de Cristiano Ronaldo na carreira (2014/15), na qual o português participou de 1,53 gols por partida.

2. Robert Lewandowski 

Lewandowski
Lewandowski. | Foto: AFP.

Clube/Seleção: Bayern de Munique/ Polônia
Posição: Atacante
Idade: 31 anos
Jogos: 33
Gols: 39
Assistências: 5
Classificação média (Sofascore): 7,89

Há muitos anos, Lewandowski figura entre os melhores jogadores do mundo, mas o polonês nunca conseguiu chegar ao top 3 de uma das grandes premiações. Essa pode ser a temporada certa para isso acontecer. Participando de 1,33 gols por partida, “Lewa” foi o craque de um Bayern fenomenal.

O time alemão é um dos grandes favoritos ao título da Champions League. Líder da Bundesliga e voando desde a chegada do técnico Hans Flick, os bávaros têm a melhor campanha da competição europeia. O Bayern soma 7 vitórias em 7 jogos, incluindo o incrível 3×0 em Stanford Bridge contra o Chelsea, no qual Robert marcou um gol e ainda deu duas assistências.

1. Lionel Messi 

Messi
Messi. | Foto: FC Barcelona.

Clube/Seleção: Barcelona/Argentina
Posição: Ponta
Idade: 32 anos
Jogos: 31
Gols: 24
Assistências: 16
Classificação média (Sofascore): 8,29

Se a temporada acabasse hoje, ninguém poderia tirar a sétima bola de ouro de Messi. Segundo o Sofascore, o argentino teve a maior nota média do continente europeu. Quando se trata do craque, as 40 participações em gol em 31 jogos nem impressionam mais. Durante as partidas em que Messi esteve presente, o Barça marcou 62 gols, ou seja, o capitão participou de 62% dos gols de seu time.

Líder da La Liga, o Barcelona pegou o grupo da morte na Champions League, acompanhado pela Internazionale e pelo Borussia Dortmund. Com 2 gols e 3 assistências de Messi em 5 jogos, a equipe espanhola passou sem sustos, somando 14 pontos, 4 a mais que o vice Dortmund.

___________________________________________
Por Pedro Werneck Brandão – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas