A importância do Movimento dos Trabalhadores na luta contra a fome
Menu & Busca
A importância do Movimento dos Trabalhadores na luta contra a fome

A importância do Movimento dos Trabalhadores na luta contra a fome

Home > Notícias > Política > A importância do Movimento dos Trabalhadores na luta contra a fome

Em um cenário de diversas crises na sociedade brasileira, a fome tem se mantido em evidência durante diversos anos e nos últimos períodos pandêmicos, a fome tem se agravado, estando presente diariamente na vida de muitas famílias brasileiras. O Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) têm atuado há algumas décadas em campanhas de combate à fome. Com isso, esses movimentos se tornaram imprescindíveis na luta contra a fome e na criação de programas e auxílios para pessoas carentes. A seguir, compreenda como o Movimento dos Trabalhadores vem colaborando com essa questão.

O Movimento dos Trabalhadores vem agindo no combate à fome no País.
O Movimento dos Trabalhadores vem agindo no combate à fome no País. | Foto: Reprodução.

Entenda como o MST e o MTST vem combatendo a fome no Brasil

Durante a pandemia, as ações dos movimentos populares têm protagonizado um papel importantíssimo onde dada a omissão do governo em políticas de combate à fome, esses movimentos tomaram a frente e tem ajudado diversas famílias que lutam diariamente contra a miséria.

Devido às crises sanitárias instauradas pela pandemia da Covid-19, as reformas trabalhistas serviram para alavancar uma enorme taxa de desempregados em todo o país e uma reforma agrária que se torna cada vez mais necessária. A partir disso, o MST, trabalha diariamente com campanhas de combate à fome, que salvam milhares de pessoas por todo o Brasil.

No atual cenário, muitas famílias acabaram por perder grande ou toda parte de sua fonte de renda, dependendo exclusivamente de um auxílio emergencial, onde só a alimentação não cabia no valor recebido. 

Com propostas solidárias, buscando cobrir a omissão vinda do Estado sobre as situações acarretadas pela pandemia e todo o caótico cenário financeiro em que o país se encontrava, os movimentos sociais buscaram contribuir com diversas ações sociais se mobilizando em uma árdua luta contra a fome.

Em meio ao cenário pandêmico, o MTST, encabeçou o movimento das cozinhas solidárias que combatem a fome em meio ao caos sanitário em que estamos vivenciando. Já o MST, já doou mais de 5 mil toneladas de alimentos para famílias em condições precárias e atualmente estão mobilizando a campanha “Natal sem fome” a campanha pretende distribuir alimentos para diversas famílias por todo o Brasil e os alimentos doados estão sendo produzidos em seus assentamentos espalhados por todo o país. Além de alimentos, a campanha também aceita doações em dinheiro. Para ter acesso a doação é necessário entrar no site do MST.

Enquanto a alimentação for uma mercadoria, as pessoas não vão ter acessos a alimentos.

Kelli Mafort

_________________________________________________

Por Matheus Almeida – Fala! UNIASSELVI

Tags mais acessadas