A farinha de amêndoas é realmente boa para emagrecer?
Menu & Busca
A farinha de amêndoas é realmente boa para emagrecer?

A farinha de amêndoas é realmente boa para emagrecer?

Home > Lifestyle > Saúde > A farinha de amêndoas é realmente boa para emagrecer?

A farinha de amêndoas é uma opção de alimento com uma quantidade baixa em carboidratos, por isso costuma ser a “queridinha” de quem faz dietas e de quem procura emagrecer. Entretanto, mesmo com pouco carboidrato, tem muitas calorias. O consumo deve ser ajustado às suas necessidades, ou seja, individualizado.

A farinha de amêndoas é realmente boa para emagrecer?
Imagem retirada do site blog.ingredientesonline.com.br

Em 100g de farinha de amêndoas, encontra-se 564 calorias. Já na mesma quantidade de farinha de trigo integral, apenas 332 calorias. A diferença é bastante, porém ao fazer um consumo consciente do alimento, é possível que você absorva todas os benefícios que ele contém, que vão muito além de uma simples contagem calórica.

A farinha de amêndoas conta com mais da metade de sua gordura monossaturada. Assim, ela ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue e atua no combate à hipertensão. Ela também é fonte de fósforo, riboflavina, manganês e vitamina B2.

Outra vitamina de sua composição é a E, que contribui para a redução dos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce. Outros pontos positivos são os minerais, proteínas e fibras presentes.

Farinha de amêndoas e suas fibras

Para celíacos, é uma boa alternativa por não conter glúten. Para pessoas sem intolerância alimentar, uma curiosidade é que contém bastante fibra em sua composição.

As fibras, além de regularem o intestino e digestão, são excelentes para diminuir o índice glicêmico da refeição, ou seja, para que não seja ocasionado um pico de insulina no seu organismo. Também promovem saciedade: você sentirá menos necessidade de comer em altas quantidades para acabar com a fome.

De acordo com o artigo científico “Doença celíaca, hábitos e práticas alimentares e qualidade de vida”, retirado da Revista de Nutrição, é preciso também que os celíacos se atentem à contaminação cruzada. Vários produtos que contêm farinha de amêndoas e são rotulados como “sem glúten” podem ocasionar alergia e outros agravantes devido a esse problema.

_____________________________________________________________________________

Por Izadora Del Bianco (@izadbr)

Tags mais acessadas