'A Casa' - Leia a crítica do filme
Menu & Busca
‘A Casa’ – Leia a crítica do filme

‘A Casa’ – Leia a crítica do filme

Home > Lifestyle > ‘A Casa’ – Leia a crítica do filme

O novo  longa da Netflix, A Casa, confirma a atual popularidade de séries e filmes espanhóis no Brasil, como na esteira de O PoçoUm Contratempo e com o blockbuster La Casa de Papel

filme a casa netflix
A Casa. | Foto: Reprodução Netflix.

Crítica do filme A Casa

Dirigido pelos irmãos Pastor, Alex e David, o filme é um tapa na cara de uma sociedade que valoriza os posts no Instagram como provas irrefutáveis de uma vida feliz. É esta a busca do nosso personagem principal: vender-se feliz, como nas propagandas de margarina, sob o ideal da família perfeita.

Aliás, não à toa, o protagonista é publicitário. Homem de meia idade, Javier Muñoz está desempregado e têm dificuldades de se inserir num espaço marcado pela inovação e mudança. Ainda assim, seu BMW, a Escola Internacional de seu filho e principalmente seu apartamento (a “Casa” do título) continuam a ser as âncoras que o seguram na aparência do sucesso, e que vendem para ele mesmo a ideia de que é um homem feliz e bem sucedido. 

Entretanto, quando a família se vê obrigada a mudar-se para um apartamento menor, Javier está perdido. Não se convence mais de sua própria capacidade e, a partir daí, vai fazer de tudo para tentar recuperar a imagem que tinha de si mesmo.

O personagem de Javier Gutierrez (sim, ator e personagem têm o mesmo nome) descobre uma cópia da chave da antiga casa. O fato dela já estar ocupada por uma nova família não impede que ele a invada frequentemente, como que buscando sofregamente continuar a usufruir de uma realidade que rejeitava abandonar. É nesse processo que ele vai descobrindo nos dramas do casal Tomás (Mario Casas) e Lara (Bruna Cusí) que ali mora, a oportunidade de recuperar-se – não importando os custos morais disso.

Nesse sentido, podemos dizer que o nome do filme traduzido para o inglês foi mais feliz, The Occupant (O Ocupante) consegue apresentar de forma mais ampla as ambições e o rumo que leva o protagonista, além de manter o suspense e o simbolismo da casa na história.

Os diretores exploram a evolução desse lado obsessivo sem transformar o personagem num louco doentio. Javier a todo momento está muito consciente do que faz e se justifica moralmente. Ao contrário das empresas que o rejeitaram como ultrapassado, ele personifica a cultura atual dos likes e da necessidade de escancarar o modelo de uma vida perfeita para atrair seguidores.   

Do filme pode-se retirar diversas ideias: os malefícios da hipervalorização de bens materiais e o perigo da insistência em relacionamentos tóxicos são alguns exemplos. Porém, acredito que a grande mensagem do filme é a de que a idealização de algo constantemente satisfatório é falha e ilusória, pois como o final retrata: até a casa, com a vida perfeita, tem goteira.

Ficha técnica do filme A Casa

Título Original: Hogar
Duração: 103 minutos
Ano produção: 2020
Estreia: 25 de março de 2020
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: David Pastor, Àlex Pastor
Classificação: 14 anos
Gênero: Suspense e Thriller Psicológico
Países de Origem: Espanha

_______________________________
Por Pedro Tavares – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas