Veja como saber se seu modelo de currículo é bom
Menu & Busca
Veja como saber se seu modelo de currículo é bom

Veja como saber se seu modelo de currículo é bom

Home > Notícias > Mercado > Veja como saber se seu modelo de currículo é bom

Em meu artigo anterior, falei sobre como elaborar um currículo campeão apresentando algumas dicas práticas e objetivas. Mas, talvez você esteja se perguntando: e como que eu faço para saber se meu modelo é bom? Como saber se após seguir todas as dicas se eu terei chance de ser contratado. Foi pensando nisso que resolvi dar continuidade ao tema.

O CV, como havia falado, é o seu cartão de visitas para a empresa. Você já parou para observar que existem uma infinidade de modelos de cartão de visitas? Existem os coloridos, os sem cores, os com muita informação ou sem informação. A tendência agora é o cartão com QR Code. Não tem informação nenhuma, mas a pessoa que recebe usa o leitor de QR Code e consegue facilmente identificar todas as informações de que precisa para entrar em contato com o dono daquele cartão.

“Ok, mas como escolher o melhor modelo?” Vamos chegar lá. Antes preciso dizer uma coisa: não adianta ter o melhor CV, se o seu produto não for bom. A grande verdade é que, por melhor que seja o seu modelo de CV, não valerá de nada se o conteúdo a ser entregue não for aquilo que o recrutador espera receber. Não é a forma que interessa, mas o conteúdo que você apresenta. É isso que os recrutadores também observam: a sua performance.

Agora, vamos falar sobre os modelos. Como escolher o melhor modelo de CV? Como saber se o meu modelo é bom? Como saber se o meu CV atende às expectativas? A primeira coisa que você deve ter sempre em mente é que o melhor modelo não existe. O melhor modelo é o que atende às expectativas de quem analisa. No entanto, existem algumas recomendações que precisam ser observadas.

currículo
Veja como saber se seu modelo de currículo é bom. | Foto: Freepik.

Recomendações para o currículo

Simplicidade X Eficiência

O primeiro ponto que merece um destaque é a relação simplicidade e eficiência. Existe um ditado popular que fala que é nos menores frascos que estão os melhores perfumes. Ou seja, não é preciso muito para impressionar. 

O CV, quanto mais simples e objetivo, melhor. Ou seja, se você deseja chamar atenção para o seu CV em uma análise, é necessário que você não queira enfeitar muito. Antigamente, usava-se a expressão “embromation” ou “encher linguiça” para se referir à ideia de falar, falar e não apresentar resultado algum.

Seu CV é seu cartão de visita. Quanto mais claro, simples e objetivo, melhor para você. Em um currículo, o que importa é o conteúdo, e não o capa. Capa bonita não vence jogo.

Organização

Dentro dessa análise, seu CV precisa estar organizado. Organização é a aparência e a disposição das informações do seu CV. Ao organizar seu currículo, opte por fontes que irão facilitar a leitura, separe as informações em pequenos blocos, adicione links relevantes (se for preciso ou pedido) e deixe as informações mais importantes em evidência. 

Portfólio

Seu portfólio de serviços e áreas de atuação precisa ser claro, evidente e bastante organizado. Se você é designer (ou trabalha nesse formato), precisa deixar suas criações em destaque. Se você é escritor/jornalista, tenha um blog para apresentar seu conteúdo. Se você é professor, tenha aulas gravadas disponíveis em plataformas. Se você é médico, tenha recomendações de pacientes e de colegas de profissão. 

O portfólio é a sua apresentação para a empresa. “Mas eu não tenho portfólio algum! Estou em busca do primeiro emprego.” Não tem problema. Deixe à mostra os projetos em que participou, mostre outras qualidades igualmente importantes e relevantes para o recrutador.

Como saber se meu modelo de currículo é bom?

Vamos, finalmente, responder à pergunta inicial deste artigo e descobrir se seu modelo de CV é bom ou não. Existem várias formas de descobrir isso. Vamos a elas.

  • Peça para seus amigos analisarem seu CV. Distribua-o para 10/15 amigos e peça a eles uma opinião sincera e verdadeira. A resposta pode doer, mas é para o seu bem. Escolha amigos que sejam honestos com você e responsáveis também, e não aquelas pessoas que você sabe que são ótimas “massageadoras de ego”.
  • Encaminhe seu CV para várias empresas (mesmo que esteja trabalhando). Se você é funcionário de uma empresa privada, você pode encaminhar para algumas empresas para testar seu CV. Se não houver retorno, pode significar que seu modelo não atende às expectativas.
  • Participe de eventos e consultorias gratuitas. Hoje, com a internet, é muito fácil descobrir eventos on-line e consultorias que analisam seu CV a custo zero. Tais eventos são interessantes e são altamente indicados. O LinkedIn está cheio de pessoas que fazem sua análise de forma gratuita e ainda dão dicas constantemente sobre o tema.
  • Verifique o número de visitas no seu perfil do LinkedIn. Como o LinkedIn é uma rede profissional, acontece com muita frequência a visita em seu perfil de profissionais de diversas empresas para conferir quem é você. Se seu perfil não recebe muitas visitas, significa uma de duas coisas: ou você não atualiza seu perfil (postagens, stories, artigos, participação em grupos) ou você não usa a rede do LinkedIn.

Dentro desta temática e para fechar a resposta a essas perguntas, deixe-me compartilhar rapidamente sobre outros modelos de CV e como você pode tirar proveito deles.

Modelos de currículo

Vídeo

Aprenda, desde agora, a gravar vídeos e técnicas de vídeos para deixá-lo mais apresentável a quem irá analisar. Aprenda a focar, olhar para o ponto certo na câmera, a falar sorrindo e a vencer os vícios de linguagem e cacoetes (“né”, “então”, “aí”, “tipo”; ou mexe a mão no cabelo, coça o rosto).

Impresso

Ainda bastante utilizado, o modelo impresso requer alguns cuidados, por isso, tenha a atenção de: não deixar molhar seu CV, não deixar com que elementos estranhos (café, por exemplo) sujem seu CV, imprimir com tinta nova e forte, não amassar.

Mídias sociais

Seu currículo em mídias sociais fala tanto quanto um pedaço de papel. Os recrutadores podem usar suas mídias contra ou a favor. Um escritor, por exemplo, que frequentemente deixa suas impressões em suas obras, poderá ter seu CV analisado para identificar se possui audiência ou como se relaciona com os fãs. O que você posta e fala na internet tem o poder de garantir ou de impedir com que você conquiste a vaga dos sonhos.

E então, será que respondeu todas as suas dúvidas? Espero que este breve artigo sobre currículo possa ajudá-lo a melhorar a sua performance e a alcançar seus objetivos.

__________________________
Por Paulo Augusto M. Machado – Fala! Universidade Federal do Amazonas

Tags mais acessadas