Home / Colunas / Campanhas de Conscientização em Setembro

Campanhas de Conscientização em Setembro

Lais Costa – Fala!Anhembi

 

Setembro: o mês verde, amarelo e azul

O mês de setembro é marcado por campanhas de conscientização, a mais popular sendo o Setembro Amarelo – a campanha de prevenção ao suicídio que ganhou mais visibilidade nos últimos dois anos por conta das redes sociais e divulgação na mídia. A maioria das pessoas não sabe que o setembro amarelo também divide espaço com o azul e o verde, e cada um tem sua importância e relevância social.

  • Setembro Amarelo – mês de prevenção do suicídio

De acordo com uma simples busca no site Google Trends, o termo está em ascensão: em 2018, a busca “Setembro Amarelo” obteve seu pico de popularidade em relação a 2017, no qual teve apenas a metade do número de pesquisas em relação a este ano. A campanha, porém, surgiu em 2015 numa parceria entre o CVV (Centro de Valorização a Vida), o CFM (Conselho Federal de Medicina) e o ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), e é realizada neste mês por conta do dia 10 de setembro ser considerado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. Os eventos realizados em torno desta campanha têm como objetivo quebrar o tabu em torno do assunto, incentivar as pessoas a procurar ajuda e a conversar sobre suas experiências envolvendo o suicídio. Também tem como objetivo ensinar a identificar sinais de que um amigo ou parente pode estar tendo pensamentos suicidas ou que os sintomas de depressão estão piorando. Em julho de 2018, o Centro de Valorização a Vida conseguiu do Ministério da Saúde a gratuidade nacional para o atendimento por telefone, uma conquista que facilita o acesso e incentiva a busca por ajuda. A gratuidade faz parte da meta do ministério de diminuir as taxas de suicídio no Brasil em 10% até 2020.

Caso você esteja tendo pensamentos suicidas, ligue 188 e procure ajuda profissional. Saiba mais no site

  • Setembro Azul – mês das conquistas dos surdos

No dia 26 de setembro é comemorado o Dia Nacional do Surdo, pois foi neste dia, em 1857, que foi inaugurada no Brasil a primeira escola de surdos. Dom Pedro II convidou o professor francês Eduard Huet para lecionar às crianças surdas no Rio de Janeiro, e assim surgiu o Instituto Imperial de Surdos-Mudos – hoje chamado de Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). Por este motivo, também, a língua brasileira de sinais foi diretamente baseada na língua de sinais francesa.

Dia 30 de setembro, é comemorado o Dia Internacional do Surdo, por conta de uma decisão feita em 1880, no Congresso de Milão, que proibia o ensino e o uso da linguagem de sinais. Um marco triste, porém histórico na trajetória da comunidade surda. Também no dia 30 é comemorado o dia do profissional tradutor, um papel fundamental na inclusão dos surdos na sociedade.

A língua brasileira de sinais só passou a ser reconhecida como uma língua em 2002, e foi oficializada como a segunda língua do Brasil depois do português, e apenas em 2010 foi regulamentada a profissão de tradutor e intérprete de Libras.

Conheça aqui cinco maneiras de aprender Libras gratuitamente online

  • Setembro Verde – a importância de ser um doador de órgãos

Segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos, mais de 33 mil brasileiros aguardam um doador para realizar um transplante. O mês foi escolhido pois 27 de setembro é o Dia Nacional da Doação de Órgãos, um incentivo criado pelo Ministério da Saúde.

Ser um doador de órgãos é fundamental: uma única pessoa pode salvar até dez vidas, considerando que podem ser doados rins, coração, pulmões, fígado, pâncreas e também tecidos como ossos, tendões, pele, córneas e valvas cardíacas. O único critério para ser um doador é comunicar sua família de que você gostaria de ser um após a morte, pois a doação só acontece com autorização da família. Sendo assim, a campanha estimula o debate: você pode incentivar seus familiares mais velhos a serem doadores ao dizer que você também gostaria de ser um.

Saiba mais aqui

Confira também

São Paulo: 40 anos do Centro Acadêmico Vladimir Herzog

A Entidade mais antiga da Faculdade Cásper Líbero recorda seus 40 anos de existência O ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *