quinta-feira, 18 abril, 24
HomeEsporteCorridas intercaladas com caminhada queimam mais gordura. Fato ou Fake?

Corridas intercaladas com caminhada queimam mais gordura. Fato ou Fake?

A busca por métodos eficazes de queima de gordura sempre foi um tema central no universo do fitness e da saúde. Dentre as muitas abordagens existentes, a corrida intercalada com caminhada tem ganhado destaque como uma possível estratégia para otimizar a perda de peso. 

Mas, afinal, essa prática é realmente eficaz ou apenas um mito? Neste texto, exploraremos os fundamentos científicos por trás das corridas intercaladas com caminhada e avaliaremos se elas têm a capacidade comprovada de queimar mais gordura.

corrida intercalada
Entenda se as corridas intercaladas com caminhada ajudam a queimar gordura. | Foto: Freepik.

Como ocorre a queima de gordura durante o exercício?

Durante o exercício, a queima de gordura é um processo complexo que envolve a utilização de diferentes fontes de energia pelo organismo. Em atividades de baixa intensidade, como caminhadas, o corpo tende a depender predominantemente da queima de gordura como fonte de combustível. 

Durante esse estado, as células adiposas liberam ácidos graxos, que são transportados para as células musculares e oxidados para gerar energia. Esse processo ocorre de maneira mais eficiente em atividades aeróbicas prolongadas, onde o corpo tem tempo suficiente para se adaptar à demanda de energia, resultando em uma queima mais significativa de gordura.

Por outro lado, em exercícios de alta intensidade, como a corrida, o corpo recorre ao glicogênio, uma forma armazenada de glicose nos músculos e no fígado, para obter energia rapidamente. Apesar da predominância do glicogênio em atividades intensas, a queima de gordura continua, embora em uma proporção menor. 

A intensidade do exercício influencia a proporção entre a utilização de glicogênio e gordura como fontes de energia, sendo que atividades de menor intensidade tendem a favorecer a queima de gordura de maneira mais proeminente. Essa complexa interação entre os diferentes substratos energéticos destaca a importância de adaptar a intensidade do exercício de acordo com os objetivos individuais, buscando um equilíbrio entre a queima de gordura e o gasto calórico total.

O papel da intensidade no gasto calórico

A intensidade do exercício desempenha um papel fundamental no gasto calórico durante a atividade física. Em geral, atividades de alta intensidade resultam em um maior consumo de calorias por unidade de tempo em comparação com atividades de baixa intensidade. Durante exercícios intensos, o corpo mobiliza uma quantidade significativa de energia para atender às demandas metabólicas, levando a um aumento rápido na queima de calorias. 

Além disso, a intensidade do exercício pode influenciar o aumento do metabolismo pós-exercício, conhecido como EPOC, contribuindo para um gasto calórico adicional mesmo após a conclusão da atividade. Portanto, ajustar a intensidade do exercício de acordo com os objetivos individuais é fundamental para otimizar não apenas a queima de gordura, mas também o gasto calórico total.

Corridas intercaladas com caminhada

As corridas intercaladas com caminhada buscam combinar o melhor de dois mundos: a queima de gordura durante a caminhada e a aceleração do metabolismo durante a corrida. A ideia é criar um equilíbrio que permita otimizar a perda de gordura, aproveitando tanto os benefícios da intensidade moderada quanto os da alta intensidade.

Fase de caminhada: queima de gordura estável

Durante a fase de caminhada, o corpo está em um estado de baixa intensidade. Isso significa que a principal fonte de energia será a gordura. Além disso, a caminhada é uma atividade sustentável, permitindo queimar calorias por um período mais longo sem exaurir rapidamente o glicogênio.

Fase de corrida: aceleração do metabolismo

Ao alternar com a corrida, a intensidade do exercício aumenta, levando a uma maior taxa metabólica. A corrida não apenas queima calorias de maneira mais eficiente, mas também continua a queimar gordura, embora em uma proporção menor que na caminhada.

Evidências científicas: corridas intercaladas com caminhada vs. outras modalidades

Diversos estudos científicos têm investigado a eficácia das corridas intercaladas com caminhada em comparação com outras formas de exercício. Um estudo publicado no “Journal of Obesity” descobriu que mulheres que praticavam corridas intercaladas com caminhada por 12 semanas apresentaram uma redução significativa na gordura corporal em comparação com aquelas que apenas caminhavam regularmente.

No entanto, é importante notar que os resultados podem variar de pessoa para pessoa. Outros estudos apontam que, para alguns indivíduos, a corrida contínua pode ser mais eficaz na queima de calorias totais, mesmo que a proporção de gordura queimada seja menor.

Variáveis individuais: O papel do metabolismo e da aptidão física

O sucesso das corridas intercaladas com caminhada na queima de gordura também está relacionado às características individuais, como o metabolismo e o nível de aptidão física. Indivíduos com uma boa condição física podem se beneficiar mais dessa prática, pois são capazes de manter a intensidade necessária durante as fases de corrida.

Além da potencial queima de gordura, as corridas intercaladas com caminhada oferecem outros benefícios. A alternância entre essas duas atividades pode reduzir o risco de lesões, proporcionar maior prazer durante o exercício e facilitar a aderência a um programa de treinamento a longo prazo.

Estratégias para potencializar a queima de gordura

Para aqueles que desejam maximizar a queima de gordura durante as corridas intercaladas com caminhada, algumas estratégias podem ser adotadas:

Ajustar a intensidade

  • Modificar a velocidade da corrida para atender aos objetivos individuais.
  • Incluir intervalos de sprints curtos para intensificar a fase de corrida.

Incorporar treinamento de força

  • Adicionar sessões de treinamento de força para aumentar a massa muscular, o que contribui para a queima de gordura em repouso.

Manter uma dieta balanceada

  • Combinar exercícios com uma dieta equilibrada para garantir que a ingestão calórica esteja alinhada com os objetivos de perda de peso.

As corridas intercaladas com caminhada têm bases sólidas quando se trata de otimizar a queima de gordura. No entanto, é importante reconhecer que a eficácia dessa prática pode variar entre os indivíduos. A combinação de evidências científicas, características individuais e a adoção de estratégias personalizadas são cruciais para alcançar resultados satisfatórios.

Portanto, a resposta à pergunta “Corridas intercaladas com caminhada queimam mais gordura. Fato ou Fake?” não é definitiva e depende de uma série de fatores. O melhor caminho é adotar uma abordagem equilibrada, ajustando o programa de treinamento de acordo com as necessidades e objetivos individuais, sempre com a orientação de profissionais de saúde e condicionamento físico.

Quer entender mais sobre as corridas intercaladas e outras práticas físicas? Então, conheça o blog da Iron Lovers!

ARTIGOS RECOMENDADOS