Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
São Paulo: Cinco restaurantes de culinária sul-americana

São Paulo: Cinco restaurantes de culinária sul-americana

Por Julia Gnaspini – Fala!Cásper
Fotos por Isabella Michels

 

Cinco lugares para conhecer um pouco da culinária sul americana em São Paulo

Num lugar como São Paulo, com uma grande variedade de opções de restaurantes e bares, é impossível ignorar as influências de várias partes do mundo nos bairros espalhados pela cidade. Seja na Liberdade, Bom Retiro ou na Vila Zelina, tem de tudo um pouco na grande metrópole. Para conhecer um pouquinho mais da culinária da América do Sul, visitamos quatro restaurantes e uma feirinha a fim de mostrar que dá sim para desfrutar um pedacinho do nosso continente (e das diferentes empanadas) sem nem ao menos sair da cidade. Vale a pena lembrar que nem todos os restaurantes aqui são muito baratos, mas o dinheiro é muito bem gasto e você ainda sai mais do que satisfeito de todos esses lugares!

 

Desde a fachada de entrada até os salões internos, a sensação que dá ao entrarmos nesse bar é de estarmos visitando o colorido bairro do Caminito, em Buenos Aires. Todo decorado de quadros e com várias referências à Mafalda, o ambiente do Moocaires é tão aconchegante que nem dá vontade de ir embora. Especializado em empanadas, alfajores e carnes argentinas, os preços são muito justos. Uma empanada feita na hora, por exemplo, beira no máximo R$ 7,00!

Ah, e não esqueça de pedir a Cristian Galarza, o dono, que fale “vovó” ou “Zé”. Além de ser a pessoa mais simpática do mundo, o argentino leva na brincadeira não conseguir pronunciar as palavras. Até dá para esquecer um pouquinho a rixa entre os países, né?

  • R. da Mooca, 3593
    Parque da Mooca, São Paulo
    Horários flexíveis

 

A música ambiente do restaurante e as cores vermelhas, azuis e brancas não enganam: o El Guatón é o pedacinho que faltava do Chile no Brasil. Conta o simpático dono, Felipe Riquelmo, que o nome do restaurante se deu pela forma carinhosa que os chilenos chamam pessoas barrigudas. A culinária rica e a decoração chamativa encantam qualquer um que adentra as portas simples do restaurante, maravilhando-nos com os aromas fortes de tempero e a grande bandeira que ornamenta o salão principal.

Com opções vegetarianas, as empanadas chilenas são deveras recheadas e têm tempero para dar e vender. Os preços também são honestos, beirando cerca de R$ 6,00 uma bela empanada feita na hora.

  • Artur de Azevedo, 906
    Pinheiros, São Paulo
    Segunda a sábado: 12h às 00h

 

De fachada simples e localizada no centro de São Paulo, o restaurante Rinconcito Peruano junta o melhor dos dois mundos: comida boa e barata. Os pratos não só servem 3 a 4 pessoas como também custam no máximo R$ 30,00, o que claramente é vantajoso para nós, universitários. O ambiente é organizado, largo e muito perfumado, além de ter vários atendentes que te recebem com um sorriso largo no rosto. Apesar do cardápio ser todo em espanhol, as pessoas que trabalham por lá ajudam na sua escolha e não te deixam na mão na hora de fazer o pedido.

Especializados no famoso ceviche, o chef peruano Edgard Villar conta sobre as dificuldades que passou quando chegou no país e sobre sua longa trajetória, trazendo grande orgulho na voz quando nos conta que agora o Rinconcito é considerado um dos maiores restaurantes peruanos no Brasil. Localizado em vários pontos em São Paulo, o colorido dos pratos e a simpatia dos atendentes não muda, o que só traz mais vontade de bater ponto toda sexta feira para almoçar um delicioso arroz chaufa de carne acompanhado com chicha morada, uma bebida típica do Peru.

  • Av. Vieira de Carvalho, 86
    Campos Elísios, São Paulo
    Terça a sábado: 12h às 23h

 

Cansado do fast food tradicional? A proposta do Arepas Picatta é trazer um pedacinho da culinária venezuelana nos padrões de comida rápida. Situado consideravelmente perto da PUC-SP, o Arepas é um truck food com várias opções de lanches venezuelanos e preços muito acessíveis. Apesar da localização e de não estar sempre aberto, o ambiente é confortável e as poucas mesas que são dispostas pela calçada trazem uma sensação de aconchego. Além disso, as pessoas que ali trabalham têm simpatia para dar e vender e ainda somos embalados por músicas típicas do país.

Em relação à comida, provamos todas as arepas disponíveis no food truck. Oferecendo opções vegetarianas e com carne, nossa favorita foi a Reina da Copa, que é recheada de pernil, guacamole, queijo e banana da terra. O preço não passa dos R$ 20,00 e vale cada centavo, tendo a chance de escolher sua massa frita ou assada, sendo estas sem glúten. Além disso, não deixe de provar o Papelón con Limón, que é uma bebida típica da Venezuela feita de limão e rapadura.

  • Coronel Melo de Oliveira, 710
    Perdizes, São Paulo
    Terça a sexta: 17h às 23h

 

Pode até ser pequena, mas a feirinha colorida, repleta de música e pessoas sorrindo da praça da Kantuta encanta qualquer um que passa ali. Além de ser muito organizada, a feira reúne especiarias, tecidos e acessórios tipicamente bolivianos que crescem aos olhos quando andamos pelas diversas barracas espalhadas pela praça. Mais do que isso, aqui também não falta empanada, não! Apesar de serem consideravelmente mais temperadas e apimentadas! e fazerem um pouco de bagunça, as empanadas são uma delícia e têm diversas opções de recheio, desde carnes diversas até as vegetarianas.

Visitamos a barraca Caporales da dona Helen Mirian Nunez e fomos muito bem atendidos, recebendo sorrisos e simpatias o tempo todo. Tomamos a famosa Inca Kola e ainda tivemos a sorte de assistir uma apresentação de dança na frente do IFSP, o que só melhorou ainda mais nossa experiência rica e viva naquele pedacinho de Bolívia em São Paulo.

  • Praça da Kantuta
    Canindé, São Paulo
    Domingo: 11h às 19h

0 Comentários

Tags mais acessadas