Home / Colunas / Cinema / Resenha Johnny English 3.0 (uma overdose Mr. Bean)

Resenha Johnny English 3.0 (uma overdose Mr. Bean)

Por Lazaro Cruz – Fala!USP

 

Resenha Johnny English 3.0 (uma overdose Mr. Bean)

Johnny English 3.0 é a volta do agente secreto da inteligência britânica MI7, mais uma vez vivido pelo ator Rowan Atkinson (o eterno Mr. Bean). Por conta de um ataque cibernético que expôs todos os agentes em ativa, Johnny é obrigado a deixar sua aposentadoria e encontrar o misterioso terrorista digital que ameaça a Coroa.

O agente trapalhão mostra-se bastante analógico para combater o terrorista cibernético, e o filme faz disso um gancho para ironizar a decadência do Império Britânico. Frases como: “ninguém consegue superar a inteligência britânica”, “vamos realizar a missão à moda antiga” e “o império há 1 século dominava ¼ do globo e agora depende de alguém como você?” dão o tom desse contraponto constante entre VELHO e INTELIGENTE. E Johnny faz desses atributos sua força, não uma fraqueza.

Há algumas velhas e boas (ou não) piadas da rivalidade entre britânicos e franceses. O filme também conta com a participação de Emma Thompson vivendo a primeira ministra do Reino Unido, bem como Charles Dance, o pai Lannister de Game of Thrones. Mas não há grandes pretensões no filme. Trata-se apenas um grande pastelão com overdose de Mr. Bean do início ao fim. Vale pra quem curte!

FICHA TÉCNICA:

Título Original: Johnny English Strikes Again

Ano de Produção:  2018

Direção: David Kerr

Duração: 88 minutos

Classificação: 12 anos

Gênero: Ação, comédia

País de Origem: Reino Unido

Elenco: Rowan Atkinson, Emma Thompson, Olga Kurylenko, Ben Miller, Jake Lacy.

Assista ao Trailler:

Confira também

Consciência Negra, muito além do dia 20 de novembro

Por João Guilherme Lima Melo – Fala!PUC   Projeto de lei número 10.639, dia 9 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *