Home / Colunas / Quem é a nova geração da MPB? E onde estão as bandas de Rock brasileiras?

Quem é a nova geração da MPB? E onde estão as bandas de Rock brasileiras?

O Brasil possui diversos estilos musicais que vão se reinventando e se fundindo com o passar do tempo, mas que também permanece com características da nossa cultura, do nosso jeito de cantar e tocar. A música popular brasileira (MPB) surge em 1966, pertencendo à chamada “Segunda fase da Bossa Nova”, a qual revelou cantores e compositores que marcaram a história da nossa música, como Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

9066a5355cd4f17acd4c745ffad2f57c
Data da foto: 1968 Caetano Veloso e Gilberto Gil.

 

O nosso estilo musical propôs a fusão de temas da cultura brasileira em sintonia com o rock, soul, samba, pop, reggae, e provou que a nossa tendência é sofrer mutações ao lado de diferentes gêneros musicais.

Uma nova geração da música brasileira se baseia nesse tão influente estilo, mas também, permitem-se inovar a partir da influência de gêneros como folk, indie, rock alternativo, pop ou pop-rock, que são destaques na música mundial atual.

E quem são os cantores dessa nova geração?

Daí podemos citar desde Tiago Iorc até Rubel, Clarice Falcão, Tulipa Ruiz, A Banda Mais Bonita da Cidade, Marcelo Jeneci, entre outros.

E o Rock? Morreu?

Além disso, com nomes que também marcaram a história musical do Brasil, o nosso rock nacional iniciou-se nos anos 50 e teve seu auge nos anos 80, como The Sputniks (composto por Tim Maia, Roberto Carlos, Arlênio Silva, Edson Trindade e Wellington) na década de 50 e Titãs, Os Paralamas do Sucesso, Legião Urbana, Engenheiros do Hawaii e outros que explodiram na década de 80.

Esse estilo foi e ainda é muito repercutido entre os destaques do início dos anos 2000, a partir de compositores e bandas que mantiveram acesa a cena do Rock brasileiro, como Pitty, Detonautas, CPM22, Charlie Brown Jr, Mamonas Assassinas ou Matanza.

Hoje, em plena segunda década dos anos 2000, podemos encontrar nomes como Vivendo do Ócio representando o rock baiano, Boogarins levantando a poeira de Goiás ou O Terno marcando a forte presença do rock paulista.

Também temos diversos outros estilos musicais que possuem grande êxito nacional (Sertanejo, Funk, Pagode, Rap entre outros) e existe muito para contar dos que não foram citados, contudo, também são uma fusão dos estilos já presentes na história da nossa música, e são uma consequência da variedade cultural presente nos estados brasileiros, permitindo um amplo campo musical no país e a pluralidade do mesmo.

Por: Isabela Guiduci – Fala! Cásper

Confira também

Elenco e produção da Globo relembram sucessos de 2017 e anunciam novela de tema medieval para 2018

Por Tatiane Vieira de Melo – Fala! Universidades   A sexta-feira da CCXP17 lotou as ...

4 Coment.

  1. João pedro

    Muito boa redação,parabéns!!

  2. Guilherme Hernandes

    Adorei a matéria, quero parabenizar a jornalista responsável pois além de estar em alta, as músicas são de ótima qualidade. Recomendo a leitura muito bem escrita. Parabéns.

  3. Ilda Fernandes

    Excelente a sua matéria. Parabéns e continue nesse foco. Será só sucessos.

  4. Rafael Martins

    Ótimas músicas, muito boa matéria! Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *