Nobel da Paz de 2020 vai para Programa Mundial de Alimentos da ONU
Menu & Busca
Nobel da Paz de 2020 vai para Programa Mundial de Alimentos da ONU

Nobel da Paz de 2020 vai para Programa Mundial de Alimentos da ONU

Home > Notícias > Política > Nobel da Paz de 2020 vai para Programa Mundial de Alimentos da ONU

Criado em 1961, o Programa Mundial de Alimentos da ONU venceu o Nobel da Paz esse ano. Participação da organização no Líbano foi essencial para reestabelecer a vida daqueles que ficaram desabrigados depois de explosão na capital.

Programa Mundial de Alimentos da ONU vence prêmio Nobel da Paz de 2020.
Programa Mundial de Alimentos da ONU vence prêmio Nobel da Paz de 2020.

O Programa Mundial de Alimentos da ONU, com sede em Roma, atua em situações como a do Líbano: dá comida às vítimas de conflitos, enchentes, secas, terremotos e também pandemias.

Criado em 1961 por uma iniciativa do presidente americano Dwight Eisenhower de usar a ONU para erradicar a fome no mundo, é possivelmente a maior entidade do mundo para tal fim atualmente. O órgão tem um corpo de 17 mil funcionários. Em 2018, conseguiu arrecadar US$ 7,2 bilhões e atendeu 86,7 milhões de pessoas.

O anúncio da atribuição do Nobel da Paz foi feito hoje em Oslo pela presidente do comitê, Berit Reiss-Andersen. “A necessidade de solidariedade internacional e cooperação multilateral é mais notória que nunca. O Comitê Norueguês decidiu entregar o Nobel da Paz de 2020 ao Programa Alimentar Mundial pelos seus esforços no combate à fome, pela sua contribuição para melhorar as condições para a paz em áreas afetadas pelos conflitos e por atuar como uma força motora nos esforços para prevenir o uso da fome como arma de guerra e conflito”, afirmou ela.

O Comitê Nobel lembrou também que a pandemia de coronavírus contribuiu para um aumento no número de vítimas de fome no mundo. Cerca de 135 milhões de pessoas tiveram problemas graves com falta de alimentação em 2019 e pode ser o dobro esse ano, de acordo com a organização vencedora do Nobel.

O Programa teve que se adaptar, porque, com o Covid-19, o transporte virou um desafio maior. O órgão tem se disposto a ajudar os governos de diferentes países a pensar em estratégias de resposta às consequências da pandemia.

No Líbano, o grupo distribuiu 12,5 toneladas de farinha de trigo para tentar estabilizar a oferta do ingrediente e manter o preço do pão o mesmo. Depois de um acordo com o Ministério da Economia e Comércio, as padarias aumentaram o tamanho dos pacotes de pães em mais de 10%, sem subir o preço.

O diretor executivo do Programa Alimentar Mundial, David Beasley, mostrou-se honrado e afirmou que o prêmio é para uma “família” que trabalha nos locais mais complicados do mundo para combater a fome das populações.

______________________________________________

Por Domitilla Mariotti / Redação Fala!

Tags mais acessadas