Pessoas barradas na imigração por falha na comunicação
Menu & Busca
Pessoas barradas na imigração por falha na comunicação

Pessoas barradas na imigração por falha na comunicação

Home > Lifestyle > Viagens > Pessoas barradas na imigração por falha na comunicação

Somente ter passagens compradas, passaporte em dia, dinheiro, hotel reservado e emprego fixo pode não ser o suficiente para passar pela imigração de alguns países do exterior. Também é necessário dominar a língua inglesa para evitar contradições e mal-entendidos. Muitas pessoas sonham em viajar para os Estados Unidos, Inglaterra e Austrália, mas devido às falhas de comunicação na imigração acabam tendo que retornar para casa antes de conhecer qualquer ponto turístico. 

Para que isso não aconteça, é fundamental o uso do inglês. Assim, a possibilidade de ter problemas na imigração de um país é menor. Visto que, é cada vez mais frequente estrangeiros serem submetidos à perguntas que fujam do padrão ou tenham que dar alguma explicação a mais. 

Nem sempre há um intérprete que fale português. Na maioria das vezes, irá encontrar apenas algum agente que fale espanhol. Além disso, o uso de eletrônicos é proibido na imigração. Dessa forma, não só é importante manter a calma e saber se comportar, mas também conseguir se articular e responder em inglês as perguntas solicitadas.

conversação na imigração
Veja como não ser barrado na imigração por falha na comunicação. | Foto: Reprodução.

Por que está mais difícil passar pela imigração?

Com o aumento do fluxo imigratório no mundo, inclusive de brasileiros, principalmente em direção aos Estados Unidos e Europa, a maioria dos países passaram a fazer mais perguntas para estrangeiros. Por conta disso, as imigrações estão mais rigorosas. 

De acordo com Eurostat, responsável por realizar estatísticas da União Europeia, a quantidade de brasileiros barrados em países do bloco vem aumentando desde 2014. Entre 2017 e 2018, houve um crescimento de 42% desse número. O Reino Unido barrou quase 2 mil brasileiros em 2018, sendo um dos principais responsáveis por essa porcentagem. Com o Brexit, isto é, a saída do Reino Unido da União Europeia, as políticas de imigração devem ficar ainda mais rigorosas. 

O número de brasileiros barrados na Austrália também tem aumentado. Por ser uma ilha, mesmo que tenha grande extensão, o país acredita ser viável manter um controle rigoroso de mercadorias e pessoas que entram e saem por suas fronteiras. Consequentemente, a imigração de lá  não é simples, podendo ser um processo demorado, chato e burocrático algumas vezes. Dessa forma, muitos estrangeiros que não pretendem ficar no país acabam sendo impedidos de entrar. 

O governo australiano alega também que a rigidez na imigração é devido ao alto número de pedidos de vistos e vistos fraudulentos de estudantes vindo de alguns países que enviam muitos estudantes para a Austrália, como o Brasil. No ano passado, segundo o Departamento de Imigração Australiano, 12 mil brasileiros foram estudar no país.

Nos Estados Unidos não é diferente. Desde que Trump assumiu a presidência norte-americana, vem restringindo a imigração. No entanto, o número de brasileiros que tentam entrar no país cresce. Em 2019, de acordo com Centro de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos, 18 mil brasileiros foram apreendidos tentando entrar nos EUA sem visto válido.

Logo, a tendência, como já acontece há alguns anos, é que agentes da imigração façam mais perguntas para cidadãos de países com muitos imigrantes ilegais para evitar entrada de pessoas que planejam permanecer naquela nação. Por isso, entrevistas são intensificadas, reforçando, consequentemente, a importância de um bom inglês para não ser barrado.   

Pessoas barradas na imigração 

Em 2019, o MC Hariel estava indo fazer um show em Londres com todos os documentos necessários para passar pela imigração, uma vez que a viagem estava sendo planejada há muito tempo. Porém ele foi barrado. Segundo depoimentos do cantor no seu Instagram, houve uma falha de comunicação. Os agentes teriam pedido “um papel”, que ele não sabe ao certo dizer qual, mas que supostamente ele não tinha.

A lutadora, Sábatha Lais também foi impedida de entrar em Las Vegas. Ela estava indo para os EUA disputar o mundial de Jiu-Jitsu 2019 com todos os documentos em mãos, inclusive aqueles que provavam que Sábatha estava indo para disputar um torneio. A lutadora descreveu a experiência como traumática, prejudicando-a psicologicamente e financeiramente.

Incrementação do seu Inglês 

A Cultura Inglesa é uma escola conceituada de tradição e também um referencial no Brasil, que pode ajudar você a melhorar seu inglês, para que consiga resolver eventuais problemas e argumentar na imigração de países do exterior. Dessa maneira, você não corre o risco de ter que voltar para casa antes da hora.  

__________________________________
Por Camila Nascimento – Fala! Cásper

Tags mais acessadas