Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
6 personagens da Disney que representam a força feminina

6 personagens da Disney que representam a força feminina

Por: Ana Carolina Huertas – Fala!M.A.C.K

 

Cinderela, Bela, Branca de Neve e Ariel são algumas das mais famosas princesas da Disney, reconhecidas principalmente pela sua beleza, figurino magnífico e delicadeza.

Mas desde Pocahontas, em 1995, a Disney tem levado ao cinema um outro tipo de princesa, reconhecidas por serem personagens fortes, corajosas e guerreiras. Confira:

01. Pocahontas (1995)

pocahontas

A animação de 1995 conta a história de Pocahontas, a filha do chefe da tribo indígena Powanta, que tenta ser a mediadora e centro de paz entre sua tribo e a tripulação de um navio Inglês que chega às suas terras, tentando proteger seu lar, a natureza.

02. Mulan (1998)

mulan

O filme de julho de 1998 é baseado em uma antiga lenda chinesa de uma guerreira. A China sofre uma invasão e a sua família recebe uma carta decretando que eles cedam um homem para a batalha – Mulan decide então ir no lugar de seu pai, que já era idoso e estava doente. Ela resolve então roubar a armadura, se passar por um homem e se apresentar para a guerra, poupando seu pai.

Ela foi a primeira “princesa da Disney” a não ser realmente uma princesa, já que não nasceu em um reino e nem se casou com algum príncipe. Além disso, Mulan demonstra a força e a garra de fazer o que deseja, independentemente dos desafios. Ela não poderia lutar por ser mulher mas, disfarçada, demonstra a força e a determinação feminina no ato de coragem para proteger seu pai! #wecandoit

03. Nani – Lilo & Stitch (2002)

nina

Nani não é uma princesa, não é a personagem principal do filme, e também não tem nenhum super poder, mas ela talvez seja a mais incrível entre todas estas que já foram citadas. Sem dúvidas, Nani é um exemplo de garra e determinação feminina, pois a jovem cuida sozinha de sua irmã de cinco anos, e mesmo enfrentando os desafios que sempre aparecem, se preocupa muito com Lilo e demonstra sempre o amor e carinho que tem pela pequena.

“ohana quer dizer família e família quer dizer nunca abandonar ou esquecer”

Nani é encantadora porque é muito real. Muitas mulheres passam pela mesma situação que ela, precisando levar a família sozinhas. Além disso, ela foge do padrão “magérrima”, seu corpo tem mais curvas e está mais próximo da realidade feminina.

04. Merida – Valente (2012)

merida

Merida foi criada para ser a próxima rainha de sua família, conforme a tradição e o costume. Ela, porém, queria mesmo era passar os dias cavalgando pelas montanhas da Escócia e praticar o tiro ao alvo – e como se não bastasse, no decorrer do filme ela tenta impedir uma competição que determinaria o homem que seria seu marido.

Ela tenta quebrar as imposições de sua família e do seu tempo, numa época em que a mulher não tinha muita voz e nem espaço para questionamentos. Indo contra sua mãe que acredita que o casamento é essencial para a mulher e que estar sempre arrumada e delicada também é indispensável, a princesa traz para as garotas a ideia de que você pode sim ser do seu jeito.

05. Elsa – Frozen (2013)

elsa

Estreado em 2013, a história é sobre duas princesas Norueguesas, Elsa e Ana. Elsa não tem um príncipe (#independentgirl) e além disso, o filme mostra duas garotas que não têm medo de enfrentar desafios, que lutam pelo que é preciso, sendo a coragem e a força as suas principais características.

06. Moana – Um mar de aventuras (2017)

moana

Moana é filha do chefe de uma tribo na Oceania e decide ir atrás de seus ancestrais em uma ilha mística e desconhecida, onde enfrenta diversas criaturas marinhas e grandes desafios.

Essa onda das princesas independentes está tão forte, que um grupo de americanas fez uma brincadeira com o tema. O vídeo é um musical onde elas questionam a independência feminina. Confira:

Ser mulher é ser forte, é enfrentar os desafios da vida até quando duvidam da sua capacidade só por ser mulher. É ter coragem, é ter garra, é provar que você é muito mais que um rosto ou um corpo bonito – é entender que você pode ser o que quiser.

0 Comentários