Home / Colunas / “Parque do Minhocão: Uma Retrospectiva do Presente” – saiba mais sobre o projeto

“Parque do Minhocão: Uma Retrospectiva do Presente” – saiba mais sobre o projeto

Por Carolina Carvalho – Fala!M.A.C.K 

 

O Elevado Presidente João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão, é uma das vias mais polêmicas e questionáveis já construídas na cidade de São Paulo. Inaugurado em 1971 sobre o governo de Paulo Salim Maluf, o viaduto contém 3,4 km e liga a região da Praça Roosevelt – Consolação – com a região do Largo do Padre Péricles – Barra Funda. Atualmente, cerca de 70 mil carros passam diariamente no viaduto e, aproximadamente 240 mil pessoas residem em volta do mesmo.

Com esse grande número de moradores em volta do Minhocão, diversas reclamações e discussões surgem devido aos três principais problemas que o viaduto causa: poluição sonora, poluição do ar e a degradação da região. Consequentemente, existem diferentes projetos que visam resolver tais problemas. Há quem diga que a solução de todos os impasses é a derrubada total do elevado, e há quem diga que existe uma solução melhor, mais eficiente e mais inteligente para o caso: o Parque do Minhocão.

A Associação Parque do Minhocão, que possui cerca de 24 mil membros, tem como objetivo transformar o elevado Presidente João Goulart em um parque intermitente. Na concepção da associação, o viaduto já é um parque, e não é a intenção deles transformá-lo em uma área verde, como por exemplo o High Line em Nova York. Segundo Annabella Andrade, defensora popular, ativista socioambiental e voluntária da associação, o grande proposito do Parque do Minhocão é conseguir transforma-lo em um espaço público, de uso comunitário, coletivo e colaborativo.

Aos domingos o elevado já é tomado por ciclistas e crianças – então, com o projeto do parque em prática – o local seria mais propício às atividades, incluindo também os sábados inteiros, além de virar um espaço permanente de lazer.

Felipe SS Rodrigues, arquiteto e membro da associação, inscreveu recentemente o Parque do Minhocão na 11ª Bienal de Arquitetura de São Paulo. Com o intuito de promover esse projeto, a Associação Parque do Minhocão, juntamente com o espaço cedido pelo projeto “Bem Viver – Programa Minha Casa, Minha Vida no Centro”, organizou uma exposição coletiva da retrospectiva sobre o Elevado Presidente João Goulart – a exposição “Parque do Minhocão: Uma Retrospectiva do Presente”.

A exposição visa mostrar, tanto por meio de fotografias, documentários, faixas e até desenhos, a importância da Associação e divulgar a beleza por trás do Parque intermitente do Minhocão.

Com a colaboração de fotógrafos tanto profissionais como também amadores, como Adriano Choque, Pietro Sargentelli, Lena Kilina, Luciana Alexandrino, Norma Bonaccorso e outros, a coletiva de fotos espalhadas pelo espaço pretende mostrar as qualidades e as ações humanas presentes no Minhocão.

Além das belas fotografias, a exposição conta também com faixas desenhadas por Paulo Von Poser, manifestando as diversas expressões e as inúmeras vontades dos que desejam que o Parque do Minhocão se torne uma realidade.

Há também desenhos reproduzidos pelo artista plástico Tec das crianças da Escola Municipal de Educação Infantil-Patrícia Galvão, espalhados por todas as paredes do espaço.

Além de muitas imagens, desenhos e cores, o espaço também sediará uma programação de debates e rodas de conversas e discussões sobre o tema, com a participação de arquitetos e ativistas.

Confira também

4/20, o dia da maconha

Por Daniel  Yazbek – Fala!PUC Sexta-feira, dia 20 de abril, também conhecido mundialmente como o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *