Opinião: Cartaz do AI-5 encontrado com Queiroz preocupa democráticos
Menu & Busca
Opinião: Cartaz do AI-5 encontrado com Queiroz preocupa democráticos

Opinião: Cartaz do AI-5 encontrado com Queiroz preocupa democráticos

Home > Notícias > Política > Opinião: Cartaz do AI-5 encontrado com Queiroz preocupa democráticos

O Governo Bolsonaro e seus apoiadores têm preocupado a oposição ao dar diversos sinais de que são favoráveis à Ditadura Militar. E, após a prisão de Fabrício Queiroz, no dia 18 de junho, as preocupações se tornaram ainda mais evidentes, isso porque foi encontrado um cartaz com AI-5 na casa em que Queiroz se escondia.

AI-5 foi o 5º ato da Ditadura Militar, decretado em 1968, e considerado o mais rígido dentro do regime por endurecer a censura e reforçar a tortura como prática ditatorial. O cartaz que incita o ato foi encontrado em cima de uma lareira na casa de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, onde Queiroz foi detido. Junto do cartaz também foram encontradas miniaturas de Tony Montana, mafioso personagem do filme Scarface.

Cartaz com AI-5 encontrado onde Queiroz de escondia
Cartaz com AI-5 encontrado onde Queiroz de escondia. | Foto: Reprodução.

Fabrício é um ex-assessor de Flávio Bolsonaro e amigo pessoal do presidente desde 1984, que começou a ser investigado em 2018 com a suspeita de que estaria participando de um esquema de “rachadinhas” na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), onde recursos usados para pagar funcionários voltavam para os próprios deputados estaduais, na época em que Flávio ainda era deputado.             

Protestos a favor da intervenção militar ameaçam a democracia

Não é de hoje que apoiadores do Presidente Bolsonaro são apontados como admiradores da era do Regime Militar. Mesmo antes de assumir a presidência, Jair já deixava transparecer em seus discursos a afeição contida pela época. Durante a votação do processo de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, em 2016, o atual presidente enalteceu Carlos Alberto Brilhante Ustra em seu discurso pré-voto. Ustra foi um dos maiores torturadores durante o período da Ditadura Militar, e primeiro condenado pelo crime após o regime.

Além disso, nos últimos meses, ocorreram diversas manifestação de apoiadores do governo, onde pediam a volta do AI-5 e a queda do Congresso Nacional, o Presidente Bolsonaro marcou presença e chegou a falar em algumas delas. Porém, ao ser questionado em entrevista, o político negou ser a favor da queda do Congresso e disse ser em prol da democracia.

Manifestações a favor do AI-5
Manifestações a favor do AI-5. | Foto: Sérgio Lima/Poder360.

É visível que o momento no qual vivemos é realmente ameaçador ao regime atual democrático, pois o Governo vigente possui características que nos leva a crer isso. Ataques constantes à mídia, inclusive a repórteres que tentaram cobrir as manifestações, mostras recorrentes de apoio à Ditadura e censura, além cargos mexidos para benefício próprio, são apenas alguns dos indicativos.

O AI-5 não foi instituído de um dia para o outro, foi algo pensado e consequente da incapacidade do governo de admitir a derrota, bem como outro regime que não fosse o imposto por ele. O Presidente já mostrou sua admiração pela Ditadura Militar e dá diversos indícios de que não gosta de ser contrariado, como em um episódio onde teve sua nomeação para diretor da Polícia Federal suspensa e disse que não iria mais admitir interferências em seu Governo. 

____________________________
Por Bianca Sousa – Fala! Faculdade Paulista de Comunicação

Tags mais acessadas