Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em '365 Dni' Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em '365 Dni'
Menu & Busca
Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em ‘365 Dni’

Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em ‘365 Dni’

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em ‘365 Dni’

Michele Morrone é o centro dos holofotes. Assim como o filme 365 Dni, no qual deu vida a Massimo Torricelli, o ator aparece constantemente em manchetes internacionais e canais de fofoca.

No erótico polonês, Michele é um mafioso muito poderoso. Mas, exatamente por isso, acumula muitos inimigos. Com isso, sofre em uma emboscada e acaba perdendo seu pai – que morre após levar um tiro no peito. Em meio à nova realidade, Massimo fica sem rumo e não tem perspectivas sobre o futuro.

No entanto, assim que avista Laura Biel (Anna Maria Sieklucka), vê a oportunidade de mudar sua vida. Para isso, resolve sequestrá-la e mantê-la presa até que se apaixone por ele. Se a jovem não se apaixonar em até 365 dias, ela será liberta ao final do período.

Por mais que sua fama tenha crescido muito por conta do longa polonês, Michele salienta que nem sempre foi fácil. Aliás, na própria produção, alegou que passou por dificuldades. Sendo assim, entenda por que o artista acredita que não foi fácil dar vida ao protagonista de 365 Dni.

Michele Morrone
Michele Morrone é Massimo Torricelli, em 365 Dni. | Foto: Montagem/Reprodução.

Michele Morrone conta dificuldade em viver Massimo, em 365 Dni

Ao contrário do que muitos pensam, interpretar Massimo Torricelli não foi tarefa fácil para Michele Morrone. De acordo com o ator, há muitas coisas que quem está como espectador não percebe.

Em uma entrevista ao naEKRANIEpl, Michele foi questionado sobre Massimo. Na conversa, o repórter perguntou se o ator achava fácil interpretar um personagem desejado. Em contrapartida, Morrone revelou o oposto.

Não é [fácil] porque, primeiramente, eu não sou viciado em sexo (…). Eu tive que construir o personagem baseado na sua doença, alguém que sempre pensa no sexo. Alguém que sempre tenta descontar sua raiva através do sexo. (…) Então, psicologicamente, não foi simples.

Explicou.

Em outros bate-papos, Michele comentou como seu personagem era complexo. Inclusive, chegou a alertar que ele é um “monstro“. Além disso, relembrou que teve momentos em que achou que não conseguiria interpretar o mafioso, por uma cena mais difícil e até por medo.

____________________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas