Inscreva-se agora e fique por dentro das novidades!
Quero me inscrever!
Menu & Busca
Entrevista com Marujos – Red Bull Breaktime Sessions

Entrevista com Marujos – Red Bull Breaktime Sessions

Por Vinicius Santos – Fala!Cásper

A banda da vez no Red Bull Music Breaktime Sessions na Cásper foi a Marujos! Elas se apresentaram ao lado do escadão da faculdade, no evento que consiste em uma apresentação de 20 minutos  em que a banda se toca no campus onde os integrantes estudam*. Caso selecionadas pelos curadores, terão a chance de tocar no  Festival João Rock – no palco da Red Bull!

Durante o show, a Marujos interagiu com o público: quem assistia era convidado a escrever algo que gostaria de dizer a elas, para em seguida elas leram ao vivo as mensagens. Além disso, também houve uma participação especial: a cantora Ekena cantou a musica Todxs Putxs com a banda. E quando o show estava quase acabando, revelou-se que elas foram as escolhidas para tocarem no maior festival de música independente do país, o João Rock.

Mavi de camiseta branca e Cella de camisa vermelha. As integrantes da banda Marujos.

[read more=”Leia Mais” less=””]


O Fala! bateu um papo rápido com elas, confira:

Fala!: Como começou a banda ?

Mavi: Começou na escola. Nós nos conhecemos no segundo ano do colegial e um dia eu falei para a Cella que gostaria muito de fazer uma banda chamada “Marujos”, e ela aceitou participar. A partir daí, começamos a cantar algumas músicas aleatórias sobre mar e coisas do tipo. Percebemos que tínhamos uma boa química, e assim decidimos seguir com o projeto fazendo nossas próprias músicas. Foi algo muito natural.

Fala!: Quais são os principais estilos que influenciaram a banda ?

Mavi: Nós temos muitas referências diferentes. Acho que tudo começou porque as duas gostavam muito de MPB. Nós estávamos em uma fase em que a gente estava descobrindo muito a MPB, mas estávamos indo atrás dos artistas que a gente gostava e que queríamos fazer um som parecido com o desses artistas. E nós também não tínhamos muita referência feminina disso, por isso acabamos construindo nossa própria referência feminina dentro da banda. Depois a gente descobriu que tinham muitas mulheres fazendo trabalhos incríveis dentro e fora da MPB, mas ao mesmo tempo nossas referências são muito distintas. A Cella mexe muito mais com coisas voltadas ao teatro, e eu (Mavi) mexo mais com eletrônico, e isso tudo acaba formando essa mistura que é a Marujos.

Fala!: No show vocês comentaram que é bom ressaltar as bandas femininas independentes. Vocês teriam algumas recomendações de bandas que deveriam ser mais conhecidas?

Cella: A Tuyo. Na verdade, todas as independentes, a galera está sempre no mesmo barco, mas acho que a Tuyo é a banda que eu recomendo.

Mavi: Acho que eu indicaria a Tuyo também, porque a sonoridade deles é algo que combina muito com o que a gente gosta e eles são pessoas incríveis também. Além deles: Larissa Baq, Ekena, Bruna Mendes, são todas mulheres incríveis e que fazem seus trabalhos de maneira totalmente independente.

Fala!: Quais serão os próximos trabalhos de vocês ?

Mavi: Vamos tocar no João rock no dia 10 de junho em Ribeirão Preto. No dia 16 de junho nós vamos tocar em uma festa chamada Céu House, que também é um evento independente, organizado por mulheres. Vão ter mais duas bandas (Sister Who e YMA), o ingresso vai custar 10 reais, e o evento será no espaço Zé Presidente. Lá vão estar várias pessoas do mundo da música, não só pra tocar mas pra assistir, recomendo muito.

Capa do disco Marambaia, disponível em todas as plataformas digitais.

Fala!: o que vocês imaginam para o futuro da banda ?

Mavi: Turnê na Europa, na Ásia talvez, dominação mundial, é o mínimo que a gente aceita(rindo). Brincadeiras à parte, antes a gente tinha muito isso de querer dominar o mundo, não que a gente não queira, mas nós estamos dando um passo de cada vez. Aconteceu isso hoje de sabermos que vamos tocar no João Rock, queremos fazer o máximo de shows possível, que as pessoas escutem nosso som, gostem e se identifiquem.

Cella: Principalmente ano que vem, vamos focar muito nos nossos projetos – não que já não estejamos focadas, esse ano o tempo que a gente tem é todo para a Marujos e isso é maravilhoso. Ano que vem nós pretendemos viajar e fazer vários shows por aí, e também conhecer  mais pessoas que admiramos, como fizemos com a Tuyo, a Bruna Mendes e a Lari, nós viramos amigos e, inclusive, estamos morrendo de saudade delas.

 

*Para participar do Red Bull Music Breaktime Sessions a banda tem que se inscrever no site. Depois, é torcer pela chance de fazer esse pocket show.

[/read]

Confira também:

– Fala!Entrevista: O Grilo

– Fala!Entrevista: Kanduras

– Fala!Entrevista: Veja Luz

– Fala!Entrevista: Lucas Magro

– Fala!Entrevista: Thiago Romaro

0 Comentários