Magic Johnson: A importância do ex-atleta dentro e fora das quadras
Menu & Busca
Magic Johnson: A importância do ex-atleta dentro e fora das quadras

Magic Johnson: A importância do ex-atleta dentro e fora das quadras

Home > Notícias > Esporte > Magic Johnson: A importância do ex-atleta dentro e fora das quadras

No dia 01 de dezembro comemorou-se o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Relembre a trajetória do astro da NBA e como ele se tornou um dos principais nomes do combate ao HIV

Magic Johnson revelou à imprensa que tinha HIV.
Magic Johnson revelou à imprensa que tinha HIV. | Foto: Reprodução. 

Quem viveu o dia 07 de novembro de 1991, certamente viveu um dia histórico. Há 30 anos, Magic Johnson, número 32 do Los Angeles Lakers, considerado por muitos um dos maiores jogadores da história do time, foi a público anunciar sua aposentadoria imediata do esporte, mediante ao resultado positivo do seu exame de HIV.

Johnson revolucionou não só a posição de armador dentro das quadras, mas também a história da NBA. Quando subiu no pódio do Fórum de Inglewood, anunciando a sua doença, o cenário era extremamente complexo.

O vírus que havia sido um fantasma na década de 80 e, até então, pouco conhecido, era praticamente ignorado, mesmo mediante ao exponencial aumento de casos. O presidente dos Estados Unidos vigente na época, Ronald Reagan, falou sobre a doença pela primeira vez em 1985. Todo esse desdém se dava por conta da homofobia, já que o vírus era referido como “praga gay”.

Além disso, a contração do vírus era tratada como uma sentença de morte. No Brasil, haviam campanhas veiculadas pelo próprio Ministério da Saúde reforçando que portadores de HIV estavam fadados à morte. A seguir, veja um exemplo de campanha sobre a doença:

“Mulher 1 – Eu tive tuberculose. Eu tive cura!

Homem 1 – Eu tive sífilis. Eu tive cura!

Mulher 2 – Eu tive câncer. Eu tive cura!

Homem 2 – Eu tenho Aids. Eu não tenho cura!

Locutor (off) – Nos próximos dias, nos próximos meses, no próximo ano milhares de pessoas vão pegar AIDS e vão morrer. Se você não se cuidar a AIDS vai te pegar”

A importância de Magic Johnson fora das quadras no combate ao HIV

Magin Johnson, desde o anúncio que mudou sua vida, se comprometeu a ser o “rosto da HIV” no mundo. Em uma carta aberta publicada em seu site ele afirma:

(…) começo dos anos 90 ouvir sobre alguém com o vírus HIV/AIDS significava que não tinha muita vida pela frente. Senti que era meu dever educar o máximo de pessoas sobre a doença. Então comecei minha nova jornada de andar todo dia com o propósito de D’s. Hoje, continuo fazendo tudo que posso para levar conhecimento e educação sobre a doença para as comunidades (…).

Desde o anúncio, Johnson nunca escondeu que contraiu o vírus a partir de uma relação sexual desprotegida, e por esse motivo, diversas vezes, foi a público quebrar o estigma de que o HIV é um vírus que só atinge a comunidade gay, bem como vem elucidando a importância da relação sexual protegida e o uso da camisinha.

Presidente da Fundação Magic Johnson, ele encoraja outras pessoas a viverem uma vida digna, ajudando no combate ao HIV.

Todos estes anos eu luto contra o preconceito, busca arrecadar dinheiro para ajudar as pessoas doentes, sobretudo as que não podem pagar por seus medicamentos. Busco encorajá-los, motivá-los, ter uma atitude positiva. Não só para pessoas contaminadas por HIV, mas também com as minorias nos EUA, uma vez que a doença está crescendo entre os negros e os mais pobres no país.

comentou Magic Johnson.
O ex-atleta da NBA criou uma fundação que ajuda no combate ao HIV.
O ex-atleta da NBA criou uma fundação que ajuda no combate ao HIV. | Foto: Reprodução.

Dia Mundial de Luta contra a Aids

No dia 01 de dezembro, se comemora o Dia Mundial de Luta contra a Aids, a data foi instituída como uma forma de incentivar a prevenção e o entendimento sobre a doença, encorajando os jovens de 15 a 24 anos, principalmente, a considerarem mudanças em seus comportamentos sexuais.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Centro para Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, o uso de preservativos entre estudantes do ensino médio sexualmente ativos também caiu de 62% para 54% entre 2007 e 2017.

No que tange ao Brasil, dados do Ministério da Saúde apontam uma leve queda entre 2004 e 2013, no uso regular de camisinhas na faixa etária de 15 a 24 anos, tanto com parceiros eventuais – de 58,4% para 56,6% – como com parceiros fixos – de 38,8% para 34,2%.

Vale ainda ressaltar, que há uma diferença entre o vírus HIV e a Aids. Toda pessoa que tem a doença é portadora do vírus HIV, porém nem todos que tem o vírus do HIV possuem Aids. Quando a pessoa entra em contato com o vírus do HIV ela desenvolve um processo infeccioso, com sintomas semelhantes à gripe, os sintomas desaparecem espontaneamente e o paciente torna-se portador do vírus HIV, podendo permanecer assim por muitos anos, sem nenhum sintoma, podendo ser controlado pelo uso de medicamentos e coquetéis. A partir do momento que começa a apresentar infecções oportunistas, significa que houve um comprometimento da resposta imune e, nesse caso, demonstra que deixou de ser apenas um portador assintomático para ser um doente com Aids.

O caso de Magic Johnson foi descoberto logo no início e não evoluiu para um quadro mais grave. Dessa forma, o ex-atleta convive com a doença até hoje.

________________________________________________

Por Mariane Oliveira Silva – Fala! Unesp

Tags mais acessadas