‘La Casa de Papel: El Fenómeno’ - Leia a crítica do documentário
Menu & Busca
‘La Casa de Papel: El Fenómeno’ – Leia a crítica do documentário

‘La Casa de Papel: El Fenómeno’ – Leia a crítica do documentário

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘La Casa de Papel: El Fenómeno’ – Leia a crítica do documentário

Ao contrário do que muitos imaginam, a série La Casa de Papel nem sempre foi um fenômeno de audiência. Assim que foi lançada, ela estava em parceria com uma rede de televisão espanhola, Antena 3, onde não adquiriu o prestígio esperado, principalmente na segunda temporada, fato que fez os diretores imaginarem que a história tinha se tornado um fracasso.

Porém, essa dúvida foi respondida contrariamente quando a plataforma de streaming, Netflix, decidiu comprar os direitos da série e lançar os episódios em vários países no fim de 2017. A história foi um sucesso, inclusive no Brasil, e ganhou mais duas temporadas – totalizando quatro até o momento – produzidas pela Netflix. 

Além disso, chegou ao 2º lugar no ranking mundial competindo com todas as séries existentes, e ganhou o Emmy Internacional, em 2018, como melhor série dramática.

assistir a La Casa de Papel: El Fenómeno
Documentário La Casa de Papel: El Fenómeno. | Foto: Reprodução.

Recentemente, o documentário La Casa de Papel: El Fenômeno foi lançado no catálogo da plataforma contando um pouco da trajetória da série, dos atores – que são bastantes aclamados pelo público espectador – e da produção dos episódios, matando a curiosidades dos fãs sobre o making of de algumas cenas.

Para as pessoas que ainda não assistiram a última temporada de La Casa de Papel, é indicado só ver o documentário depois porque há muitos spoilers, inclusive o “por trás das câmeras” de uma das cenas mais chocantes e emocionantes da 4º temporada.

Algumas perguntas são respondidas pelos produtores e protagonistas. Durante a trajetória contada, é visto que a roupa dos personagens assaltantes virou desde fantasia de carnaval, e símbolo de resistência em protestos, até roupa para roubos reais pelo mundo.

Uma curiosidade bem interessante que é mostrada no documentário, é que todo o roubo foi projetado exatamente como seria na realidade, com planta do real Banco da Espanha, e todos os mecanismos antirroubo que aparecem nos episódios realmente são utilizados no banco.

A fim de trazer veracidade para as cenas, eles explicam que para criar o projeto do assalto, contrataram engenheiros navais e pessoas que trabalhavam em uma oficina de joias para ensinarem a fundir o ouro – que não era ouro de fato, e sim latão, mas os fornos eram reais – ação necessária para a conclusão do plano.

Por conta desse desejo de deixar os acontecimentos os mais próximos da realidade possível, todas as cirurgias que tiveram que ser feitas nas cenas, foram costuradas de verdade com o auxílio de cirurgiões e enfermeiros formados.

5ª temporada la casa de papel
Documentário de La Casa de Papel mostra processo de criação de cenas. | Foto: Reprodução.

A trilha sonora dos episódios também foi bastante comentada por materializar em forma de som o que as cenas significavam. Os produtores afirmaram que os detalhes são essenciais para prender o espectador na história e divulgá-la.

Nas primeiras temporadas, estourou a música Bella Ciao, da Banda Bassotti, que se tornou o hino da série e teve várias versões espalhadas pelo mundo, inclusive no Brasil, que recebeu uma paródia do MC MM, Só Quer Vrau, a música foi uma febre em 2018.

O documentário é muito interessante para quem acompanhou a série e sempre teve curiosidade de saber como ela é produzida, já que muitos cenários são em ambientes diferenciados, como os que são debaixo d’água ou ao ar livre com uma chuva de dinheiro caindo no Centro de Madrid. Ainda mais, temos os atores mostrando muito humor nas gravações e cenas emocionantes de despedida de personagens que morreram na série.

__________________________________
Por Meliah Cristina – Fala! UFPE

Tags mais acessadas