Guia completo do Mogno Africano; confira!
Menu & Busca
Guia completo do Mogno Africano; confira!

Guia completo do Mogno Africano; confira!

Home > Notícias > Urbano > Guia completo do Mogno Africano; confira!

O Mahogany 404 foi um projeto criado em 2019 pelo Grupo Selva Florestal para a plantação de mogno africano. O projeto tinha como objetivo atrair investidores que não tinham terra e tempo.

mogno africano
Floresta de mogno africano da espécie Khaya senegalensis. | Foto: Grupo Selva Florestal.

Saiba tudo sobre o Mahogany  

Para plantar o mogno africano, as pessoas precisam desembolsar muito dinheiro para comprar as mudas e a terra. No entanto, com a ajuda do projeto, eles apenas precisam investir o dinheiro.

O grupo fez todo o serviço: plantou e executou o projeto inteiro. Foram disponibilizados 50 hectares de mogno africano e investidores de todas as regiões do Brasil aderiram à proposta.

Esse projeto já está em sua terceira edição, dessa vez com 100 hectares disponibilizados para investimento. O grupo possui um engenheiro florestal, full time para acompanhar o passo a passo das plantas, além de uma equipe que faz o monitoramento do trabalho.

Se você sempre teve vontade de investir no plantio de mogno africano, mas tem a vida corrida, tem o trabalho e não possui a terra, ou até mesmo acha inviável cuidar da sua plantação num lugar muito longe de onde mora, o projeto é a solução.

Que seja só para diversificar sua carteira de investimentos, essa é uma experiência que pode te trazer muito lucro a longo prazo.  Independentemente do motivo, o projeto foi bem pensado.

Mas você sabe de onde vem o mogno africano e por que ele ainda é muito valorizado nos dias de hoje?

Origem

As árvores de mogno existem há muitos anos, nas colônias francesas elas eram conhecidas como Acajou e, nos territórios espanhóis, Caoba. O primeiro registro impresso da palavra “mogno” foi feito apenas em 1671 no livro “América” de John Ogilby. Em 1979, a árvore foi classificada como Cedrela Mahogany, um tipo de cedro. 

Espécies de mogno

As pessoas acreditavam que todo mogno era igual, apenas tendo algumas variações por causa do clima e do solo. Contudo, essa crença existiu apenas até o século 19 porque biólogos descobriram outras espécies do mogno.

No total, existem seis tipos principais: o mogno africano, o mountain mahogany, o santos mahogany, o mogno cubano, o mogno hondurenho e o mogno do pântano.

A madeira de mogno é uma das mais utilizadas na fabricação de móveis por ser forte e por sua cor diferente, ela possui um tom marrom avermelhado e quente. Ela tem resistência à água, ideal para móveis na área externa.  

Regiões do mundo

A madeira vem de árvores que crescem em regiões tropicais, como a África do Sul e a África Central. As regiões das Ilhas Virgens e de Porto Rico prosperam com a venda de madeira de mogno.

Madeira ilegal

O mogno tem sido alvo de práticas madeireiras ilegais ao longo dos últimos anos. Algumas árvores estão até mesmo ameaçadas de extinção, bem como algumas foram marcadas por esforços de conservação por causa dessas práticas ilegais. Mas existem empresas que seguem métodos conservacionistas, aprovados legalmente, para extrair e exportar o mogno.

Khaya anthotheca

O mogno africano é da espécie Khaya anthotheca, encontrado principalmente na região tropical do ocidente da África. A árvore, em si, é enorme, tendo de 30 a 40 metros de altura.

Uma das espécies de mogno africano, Khaya ivorensis, é originária de regiões tropicais da Austrália. Ela chegou ao Brasil apenas na década de 70, através da empresa Aracruz Celulose.

Ela foi inserida inicialmente no sul da Bahia e na região Sudeste, se desenvolvendo muito bem porque conseguiu se adaptar ao nosso clima.

A madeira de mogno africano é perfeita para fazer móveis finos por ser moldada sem muitas dificuldades. Contudo, ela não deixa de ser dura o suficiente para aguentar o desgaste do uso constante.

É uma madeira super apreciada porque sua cor varia do marrom avermelhado ao rosa pálido, além de ter uma tendência a escurecer conforme o passar dos anos.

Plantação de mogno africano

Quanto tempo cresce?

Uma árvore de mogno pode levar até 25 anos para atingir a maturidade total, mas o tempo de corte é entre 15 e 18 anos, quando o cerne estará bem desenvolvido.

Melhor época

A melhor época para plantio é no início das chuvas da região em que você mora. No centro-oeste, por exemplo, o plantio ideal é entre novembro e fevereiro. O sol é necessário para que a árvore possa crescer e, depois que inicia seu processo de crescimento, o monitoramento tanto nutricional quanto o monitoramento de pragas deve ser constante.

Semente

É possível comprar a semente de mogno africano para plantio, mas como não há controle de importação e exportação, você provavelmente não irá saber que tipo de espécie está comprando.

mogno africano espécies
Sementes de mogno africano da espécie Khaya senegalensis. | Foto: Grupo Selva Florestal.

Mas, se você ainda quiser plantar sementes, o ideal é deixá-las de molho por pelo menos 12 horas antes do plantio. Você pode também plantar as sementes em grupos de três, para, assim, ter uma garantia de pelo menos uma árvore saudável.

Mudas

Se você busca facilidade, a plantação através das mudas é a melhor opção, assim você consegue escolher exatamente a espécie que preferir. Porém, antes de fazer a escolha, é preciso ver qual o tipo de clima da sua região para ver qual espécie se adaptaria melhor. 

As duas espécies mais comuns e usadas, são o Khaya senegalensis e Khaya grandifoliola, ambas tendo suas vantagens e desvantagens. Ainda assim, são consideradas as melhores espécies para plantio.

Khaya senegalensis
Plantação de mogno africano da espécie Khaya senegalensis. | Foto: Grupo Selva Florestal.

A muda pronta para plantio precisa estar rustificada há mais de 30 dias no sol, ter mais de 3 pares de folhas e precisa ter no mínimo 30 centímetros. Além disso, elas precisam estar nutridas, a falta de nutrientes pode ser observada através da cor das folhas e tamanho das mudas. Rustificação é um processo para pré-adaptar as mudas e garantir a sobrevivência e o desenvolvimento delas em condições climáticas diversas. 

Quanto rende um hectare de mogno africano?

Por sua alta qualidade, sendo uma das árvores mais plantadas para a produção de madeira nobre hoje em dia, cada hectare pode render, a quem estiver investindo, em torno de  meio milhão de reais. 

O mogno africano é um investimento a longo prazo que pode ser muito bom, pode até mesmo servir como uma poupança ou previdência verde. O lucro está concentrado no crescimento biológico da floresta, na valorização da madeira (muito utilizada na fabricação de móveis) e na terra.

Para quem deseja investir no mercado de venda de madeira de mogno africano, o plantio dessa árvore pode valer muito a pena, já que o comércio da madeira ainda é muito alto.

Durante o crescimento das árvores são feitos alguns cortes.

Cortes de árvores

Esses desbastes (remoções de árvores) são necessários para diminuir a competição por água, luz e nutrientes entre cada planta.

No espaçamento 3x2m o primeiro é feito entre o 3º e 4º ano, e o segundo entre o 8º e o 10º ano, deixando plantadas apenas as melhores árvores. Mas, você pode ainda vendê-las para serem usadas na construção de palanques e cercas. 

O terceiro corte é feito quando elas atingem sua maturidade, você pode extrair até 50% da plantação, o equivalente a 100 metros cúbicos de madeira nobre.

Claro, o último corte é realmente o que trará dinheiro ao seu bolso.  Até seu 25º ano, a árvore pode alcançar mais de 1 metro cúbico em tora, tornando possível que você produza mais de 200 metros cúbicos por hectare.

Vale lembrar que 1 hectare equivale a 10 mil metros quadrados. Por isso, um hectare de plantação de mogno africano pode valer muito, considerando todos os cortes. 

O valor médio da madeira em pé (pé de mogno) da sua propriedade no mercado pode variar de 100 a 600 euros por metro cúbico. Tudo vai depender da dimensão da sua árvore, da qualidade das toras e da distância que o comprador está de você.

Dica para cálculo de preço

Uma dica para você calcular o preço na hora de realizar a venda é avaliar os seus gastos e investimentos com a implantação, manutenção, impostos, inflação e qualquer outro aspecto que possam influenciar no preço da madeira que você pretende vender.

Mogno africano: quanto custa para plantar um hectare de mogno?

Todos sabem que comprar a madeira de mogno africano é algo muito caro, já que ela é considerada uma madeira nobre e muito usada para a produção de móveis. Então, não é de se esperar que você esteja se perguntando se o custo para implantação é muito alto. 

A resposta é: depende. Isso porque realmente vai depender de alguns fatores como onde você irá plantar, qual é o tipo de solo, a topografia, o acesso à área e a fertilidade do solo. Como o preço varia, a melhor escolha a ser feita é solicitar uma consultoria para plantio consultoria para plantio, com técnicos para te orientar nesse processo.

Fatores

Como diversos fatores influenciam no preço da implantação, não é possível passar um valor exato. Ele também será influenciado pela espécie de mogno africano escolhida. Geralmente, elas são escolhidas de acordo com o solo e o clima da sua região.

Uma implantação no espaçamento de 3×2 metros, pode deixar para um desbaste final no 18º ano um total de 300 a 400 árvores por hectare. A espécie utilizada neste plantio para cálculo foi o Khaya Senegalensis.

Nesse espaçamento cabem 1.666 árvores por hectare e, somando todas as despesas e mão de obra, o custo de produção de 1 hectare ficaria aproximadamente R$ 18.000,00 no primeiro ano.

Então você agora já tem uma ideia de mais ou menos quanto precisaria desembolsar para ter sua tão sonhada plantação de mogno africano. Não desanime com os números, foque no lucro a longo prazo.

Você pode investir na plantação de mogno africano pensando no seu futuro ou no de seus filhos. Nenhum dinheiro investido é perdido, ele algum dia irá trazer retornos.

Saiba a diferença entre o Khaya senegalensis e Khaya grandifoliola

Khaya senegalensis

A espécie senegalensis vai ser ideal para você, se a área em que pretende realizar o plantio for seca porque ela é muito resistente ao tempo seco. Além disso, ela se desenvolve facilmente em solo arenoso e tem uma casca mais grossa, sendo muito mais resistente ao cancro.

Contudo, por mais que ela cresça mais lentamente, ainda é uma das espécies mais cultivadas no mundo. A Austrália tem uma das maiores plantações dela. Ela tem um maior engalhamento, então se você cultivar ela em espaçamentos mais densos, o engalhamento irá diminuir e a sua tortuosidade também.

Khaya grandifoliola

Já a Khaya grandifoliola, é pouco resistente à seca e se desenvolve muito pouco em solo arenoso. Por isso ela é ideal para ser plantada em climas mais úmidos. A casca dela é fina, sendo vulnerável ao cancro.

Khaya grandifoliola
Plantação de mogno africano da espécie Khaya grandifoliola. | Foto: Grupo Selva Florestal.

Ao contrário da senegalensis, essa espécie possui um crescimento 15% mais rápido e é muito cultivada no Brasil. O tronco dela é mais retilíneo e ela possui menos engalhamento.

Quanto à semente de ambas, as sementes da Khaya grandifoliola perdem a germinação rapidamente quando são armazenadas. Já com a Khaya senegalensis, ocorre o contrário, as sementes perdem pouca germinação.

Khaya senegalensis e Khaya grandifoliola

Ambas as espécies possuem suas vantagens e desvantagens, mas as duas podem ser plantadas em território brasileiro. Elas não resistem em solos alagados e possuem pouca resistência a geadas.

O ideal é sempre procurar assistência de técnicos que entendam do assunto para poderem orientar melhor quanto a escolha ideal da espécie.

Se você plantar a Khaya grandifoliola em alguma terra da região Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste, lembre-se de montar um sistema de irrigação no primeiro ano de plantio, para garantir que as mudas passam pela seca com tranquilidade e que elas tenham um bom desenvolvimento.

Após ter acesso a todas as informações principais e necessárias, como o valor de uma implantação de mogno africano, quanto rende um hectare do plantio dele e em quanto tempo ele cresce, agora é hora de você realizar os seus desejos.

Tenha em mente todas essas informações, principalmente as que te ensinam sobre escolher entre sementes do mogno africano ou as mudas. Não se esqueça de nenhuma dica dada aqui nesse texto, todas serão importantes se você decidir ir em frente com a plantação.

_______________________________
Por Rafaela Thomaz Leite – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas