Fenty Beauty no Brasil: a polêmica por trás do lançamento brasileiro
Menu & Busca
Fenty Beauty no Brasil: a polêmica por trás do lançamento brasileiro

Fenty Beauty no Brasil: a polêmica por trás do lançamento brasileiro

Home > Lifestyle > Fenty Beauty no Brasil: a polêmica por trás do lançamento brasileiro

Após três anos de espera, a Fenty Beauty finalmente chegou ao Brasil na última terça-feira (18). Criada pela cantora Rihanna, a linha de maquiagem começou a ser vendida através da Sephora – que fará a revenda oficial no país – e gerou grande surpresa em relação à marca.

Fenty Beauty
Fenty Beauty. | Foto: Reprodução.

Fenty Beauty tem inauguração polêmica no Brasil

A Fenty Beauty revolucionou o mercado da beleza por pautar a diversidade, já que trabalha com mais de 40 tonalidades de base líquida e corretivo. Com uma proposta de inclusão, as divulgações e campanhas feitas nos Estados Unidos sempre contaram com a presença de mulheres e homens de todas as etnias, formas e culturas. 

Entretanto, a campanha em território brasileiro – realizada pela Sephora Brasil – foi amplamente criticada nas redes sociais, pois não havia a diversidade que a marca propunha e a maioria dos influenciadores cotados para divulgar a marca eram brancos. 

Críticas no Twitter

Apesar da divulgação ter contado com a presença de nomes como Thelminha, Ludmilla, Preta Gil, Tia Má, diversos influenciadores negros que falavam sobre os produtos e especialistas em maquiagem para o público negro foram deixados de lado. Todo esse episódio resultou em diversas críticas à distribuidora Sephora e aos publiposts feitos pela mesma.

A própria cantora Rihanna já ressaltou em coletivas de imprensa que a marca conversa diretamente com a diversidade e inclusão de todas as tonalidades, culturas para que, assim, todos se sintam incluídos pela coleção.

Fenty Beauty foi criada para todos: para mulheres de todas as tonalidades, personalidades, atitudes, culturas e raças. Eu queria que todos se sentissem incluídos. Esse é o verdadeiro motivo pelo qual eu fiz essa linha.

Rihanna (em tradução livre).

Trajetória da Fenty Beauty

Incentivada pela falta de representatividade, a cantora observou na escassez de tonalidades de base uma forma de consolidar a inclusão.

A marca, lançada em 2017, recebeu comentários positivos, já que cumpre a promessa de se encaixar em todos os tons de peles, principalmente nas tonalidades da pele negra.

Antes, a cartela de tons era algo falho na indústria de cosméticos, visto que o mercado não atendia à diversidade de tonalidades de todas as mulheres. A coleção da Fenty Beauty by Rihanna contava com 40 tonalidades de base e corretivos para diferenciados tons de pele, mas, agora, contempla 50 tons, trazendo a inclusão do tom mais claro ao mais escuro.

O marketing inclusivo proposto pela cantora e empresária Rihanna foi importante para outras marcas e até mesmo para concorrentes começarem a analisar seus itens de beleza e bases líquidas.

A coleção conta com primers, iluminadores, batons que ajudam a compor a make do dia a dia. A base, um dos itens mais vendidos, tem efeito de longa duração, cobertura média e matte atraindo o público que possui pele oleosa. 

A coleção da cantora Rihanna conta com a presença de:

  • Tons mais quentes, neutros e frios tanto no corretivo bastão quanto em suas bases;
  • 50 tons de corretivos que também podem ser usados como contorno;
  • 50 tons de base;
  • 6 opções de iluminadores em pó;
  • Bronzer;
  •  9 blushes de diferentes cores com brilho e/ou opacos;
  • Paleta de Sombras;
  • Lápis de olho;
  • Batom líquido e gloss.;
  • Primer;
  • Pó translucido;
  •  Pincéis;
  • Esponjinhas e muito mais.

______________________________
Por Bianca Dias – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas