sábado, 15 junho, 24
HomecuriosidadesQuem é Estopinha, a primeira influencer pet do Brasil?

Quem é Estopinha, a primeira influencer pet do Brasil?

Nesta quarta-feira (20), todos foram pegos de surpresa com a notícia de que a cachorrinha Estopinha havia falecido, aos 14 anos de vida. Sua morte foi divulgada pelo seu tutor nas redes sociais. Ela era considerada a primeira influencer pet do Brasil, ao lado de seu fiel amigo Alexandre Rossi, o “Doutor Pet”.

Estopinha, era uma cadela de raça não definida, ou mais conhecida popularmente como vira-lata, ela havia sido internada para tratar uma infecção na unha, porém com os fortes medicamentos, que estava tomando atacou seu estômago, ela não resistiu.

estopinha
Estopinha foi considerada a primeira influenciadora Pet do Brasil. | Foto: Divulgação/ Instagram.

Ela havia sido adotada em 2009, quando já tinha 1 ano de idade, pelo então especialista em comportamento animal Alexandre Rossi, o famoso “Dr. Pet”. Na época que foi adotada, ela tinha outro nome, Rita, mas ela havia sido devolvida duas vezes ao abrigo pela família que adotou, alegando “mau comportamento”.

Logo que Alexandre a adotou, ela passou por todo o processo de adestramento e, com toda essa mudança adquirida por ela, o Dr. Pet passou a administrar uma rede social da cachorrinha, onde passou a mostrar seu dia a dia e suas brincadeiras. 

Ela fez tanto sucesso, que ambos foram convidados a dar palestras ao redor do mundo e a fazer participações especiais em programas de televisão.

Estopinha e a televisão

Com o sucesso que estavam fazendo, Estopinha e Alexandre passaram a fazer algumas participações na televisão, como “Desafio Pet”, no SBT, e “Missão Pet”, na NatGeo. 

O papel do especialista era apresentar aos tutores de animais como lidar com seus animais que, muitas vezes, são considerados rebeldes, mas de uma forma mais educativa, sem agressividade.

Como era Estopinha

Por conta de sua esperteza e por ser diferente de muitos animais, Alexandre mostrou como ensinou a Estopinha a seguir alguns comandos e como ela poderia responder algumas tarefas, incluindo atender chamadas de vídeo e outras tarefas relacionadas.

______________________________
Por Paula de Mello – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS