Entenda o que é a acne e o que pode causar essa doença
Menu & Busca
Entenda o que é a acne e o que pode causar essa doença

Entenda o que é a acne e o que pode causar essa doença

Home > Lifestyle > Saúde > Entenda o que é a acne e o que pode causar essa doença

Comum na adolescência, esse problema de pele, a acne, possui diversas causas e pode prosseguir para a vida adulta

Adolescência já se tornou sinônimo de acne, quem nunca passou pelo desconfortável momento de acordar e ver aquela inflamação no rosto, que por menor que seja, parece tomar toda a face.

A questão é que a juventude é o momento em que esse problema de pele aparece, devido às mudanças hormonais que passamos nessa fase. É comum aparecer no rosto, nas costas e no peito. Porém, não só os adolescentes sofrem desse mal, pessoas na fase adulta também podem apresentar o mesmo quadro.

A seguir, compreenda o que é acne, o que causa essa inflamação e como evitar ou diminuir as espinhas e cravos em todas as idades.

acne
Entenda o que é a acne e o que pode causar essa doença. | Foto: Reprodução Instagram.

O que é acne?

Acusada por um excesso de oleosidade, a acne é a lesão causada pelo aumento de sebo nas glândulas sebáceas, que, quando obstruídas, estão suscetíveis a proliferação de bactérias, que causam os comedões na pele, popularmente conhecidos como cravos. Quando as glândulas inflamam, surgem as famigeradas espinhas, que são classificadas de acordo com a inflamação na pele.

Graus:

  • 1: é a chamada acne comedônica, no qual a pele sofre apenas com cravos abertos ou fechados;
  • 2: considerada um tipo de acne inflamatória, a acne pápula-pustulosa apresenta lesões avermelhadas e elevadas, que, em sua maioria, possui uma secreção em seu interior;
  • 3: outro tipo de acne inflamatória é a acne nódulo-cística, ou seja, nódulos que podem se encontra por todo o corpo, que, em sua maioria, possuem secreções em seu interior;
  • 4: acne inflamatória, a acne conglobata possui lesões maiores (com grande probabilidade de cicatrizes) e com saída de secreção constante;
  • 5: o último grau de acne inflamatória, a acne fulminante, é uma grande inflamação na pele, causando sintomas comuns a inflações, como a febre, além de mal-estar. Em sua maioria, esse tipo pode causar cicatrizes por toda a pele afetada.

Acne é comum entre adolescentes, porém, quando persiste ou reaparece depois dos 25 anos, chamamos essa condição de acne adulta, que, em sua maioria, são lesões inflamadas com poucos cravos ou nenhum. Também é comum na gravidez, devido à mudança hormonal que ocorre nesse período. Vale lembrar que qualquer grande mudança hormonal pode causar a doença.

O que causa a doença?

Como já foi dito anteriormente, a acne é causada, majoritariamente, por mudanças hormonais, como na adolescência (para ambos os gêneros), na gravidez e em doenças, como no distúrbio da glândula suprarrenal ou na síndrome do ovário policístico.

Além das mudanças, o excesso de oleosidade é outra causa frequente desse problema. A má higienização do rosto e uma alimentação inadequada podem favorecer o aparecimento de comedões.

Outros fatores determinantes para o surgimento de cravos e espinhas no rosto são: hiperqueratinização folicular, colonização de bactérias, resposta imunológica e inflamatória, maquiagem, medicamentos, estresse e alta exposição à radiação solar.

Como prevenir e cuidar?

A maneira mais fácil de prevenir os comedões de sua pele é mantendo-a sempre limpa. Assim, lavar o rosto duas vezes ao dia, além de manter o corpo limpo com banhos frequentes. Esse método é eficaz já que essa inflamação ocorre devido ao excesso de sebo (causado pela sujeira e oleosidade na pele).

Outro detalhe importante é manter a pele hidratada, pois nosso organismo gera oleosidade para suprir a falta dela, se lavarmos o rosto frequentemente e não hidratá-lo de alguma maneira, o organismo irá produzir óleo para que isso ocorra.

Manter as mãos sempre limpas e longe do rosto é outro passo importante na prevenção, porque a sujeira e as bactérias que as nossas mãos contraem passam para o rosto, colaborando com a proliferação de bactérias no rosto. Beber muita água, uso de protetor solar toque seco, uma alimentação com menos gordura e manter os cabelos longe da face também fazem parte do combate à acne.

Para o tratamento da acne, o melhor é consultar um dermatologista. Dessa forma, ele irá avaliar sua pele, sua inflamação e receitar remédios e cuidados eficazes para a sua situação. Tratamentos caseiros não são recomendados, pois podem causar um aumento de comedões na pele, manchas, feridas, entre outras coisas. E o mais importante: espremer espinhas é inaceitável!

______________________________
Por Luiza Nascimento Lopes – Fala! PUC

Tags mais acessadas