Menu & Busca
Enchentes: principais causas e consequências

Enchentes: principais causas e consequências


A cada ano que passa, as enchentes chocam pessoas em diferentes lugares do mundo. Enchentes já causaram 1,7 mil mortes na China em 2009, 1,9 mil em 2010 no Paquistão e diversos outros desastres sociais e ambientais, inclusive no Brasil, como os deslizamentos de terra no Morro Carioca no Rio de Janeiro em 2010.

Em julho de 2018, uma enchente no Japão alarmou todo o mundo com seu elevado número de mortes e desaparecidos. Em meio a tantos problemas, surge a importância de conhecer as principais causas e consequências das enchentes e, principalmente, como evitá-las.

Conheça um pouco mais sobre esse fenômeno que traz problemas ambientais e sociais todo ano ao redor do mundo
Conheça um pouco mais sobre esse fenômeno que traz problemas ambientais e sociais todo ano ao redor do mundo – Foto: Thomas B. Shea \ AFP

Causas de enchentes

As causas de uma enchente podem ser divididas, de forma geral, em naturais e antrópicas (causadas pelo homem). Dentre as causas naturais, pode ser citado o período de cheia dos rios perenes, que acabam invadindo espaços urbanos.

Tais cheias são ocasionadas pelas chuvas que, muitas vezes, surpreendem os meteorologistas em quantidade. O aumento do nível de chuva acontece devido a catástrofes naturais ou problemas de Aquecimento Global.

Junto com as causas naturais, a interferência humana contribui para o surgimento de enchentes e inundações. O mau descarte do lixo, por exemplo, faz com que ele se acumule em bueiros, que são responsáveis por conter parte da água que eleva o nível dos rios.

Outra causa antrópica das enchentes é a ocupação irregular de áreas sujeitas a maiores inundações, causadas, principalmente, pela falta de planejamento nas cidades. Estas ocupações geram desastres como o ocorrido na região serrana do Rio alguns anos atrás.

Apesar das causas citadas serem de extrema importância, a impermeabilização do solo é a de maior relevância. Devido à pavimentação das ruas e ao cimento utilizado em quintais e calçadas, a água que deveria ser absorvida pelo solo é escoada, contribuindo para o aumento dos níveis dos rios.

Consequências das enchentes

As consequências das enchentes e inundações são drásticas na maioria dos casos. Além do grande número de mortes como os já citados, elas ocasionam elevada destruição do solo e da área urbana, causando prejuízos econômicos e psicológicos aos cidadãos da região afetada.

Pode-se citar também como consequências os danos causados na fauna e flora, com as inúmeras espécies que são exterminadas.

Como evitar enchentes

Como apresentado anteriormente, há uma parcela das enchentes causada por fatores naturais. Estes infelizmente não podem ser evitados, porém há diversas maneiras de controlar as enchentes causadas ou agravadas pela influência humana.

Uma primeira maneira simples de evitar as enchentes é o descarte correto do lixo. Ao usar os lugares indicados pelo governo para descarte e lixeiras corretamente posicionadas, evita-se o acúmulo de dejetos nos bueiros, tornando o escoamento da água mais fácil, dificultando, assim, a ocorrência de enchentes.

Porém, a melhor forma de tratar a situação das enchentes é desenvolver maneiras de prevenção, como: a construção de sistemas eficientes de drenagem, criação de reservas florestais às margens dos rios, a desocupação das áreas de risco e ampliação de áreas livres e jardins.

________________________________
Por Helena Leite – Fala!Cásper

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas