Em corrida monótona, Lewis Hamilton vence na Espanha
Menu & Busca
Em corrida monótona, Lewis Hamilton vence na Espanha

Em corrida monótona, Lewis Hamilton vence na Espanha

Home > Notícias > Esporte > Em corrida monótona, Lewis Hamilton vence na Espanha

O piloto inglês, Lewis Hamilton, garantiu a 4ª vitória da temporada em um GP de poucas emoções 

Lewis Hamilton
Lewis Hamilton saindo de seu carro após a vitória. | Foto: F1 Official Site.

O Grande Prêmio da Espanha já ficou para trás. Neste domingo (16), ocorreu a sexta etapa da temporada, a qual foi realizada em Barcelona, na Catalunha. Muitos fãs costumam dizer que a etapa da Espanha é uma das mais chatas de todo o calendário, por ter poucas zonas de ultrapassagem e, normalmente, proporcionar corridas menos movimentadas. A edição de 2020 fez jus a essa fama.

Os treinos começaram na sexta-feira, na ensolarada Barcelona, que está em uma das épocas mais quentes do ano – o que é sempre uma preocupação para os pilotos e equipes. Nos treinos livres, as grandes surpresas foram as duas Haas, de Magnussen e Grosjean, andando bem e figurando no topo do grid, mas o bom momento da equipe americana ficou só nos primeiros treinos.

 Na classificação, as Mercedes e Verstappen seguiram dominando, e os três primeiros foram: Hamilton na pole, Bottas em segundo e Verstappen em terceiro. As Racing Point’s foram mais uma vez muito bem, e garantiram a 4ª e 5ª posição no grid, com Sergio Perez (que retornou após duas semanas afastado por ter contraído Covid-19) à frente e Lance Stroll atrás. As Ferraris ficaram apenas com a 9ª e a 11ª posição, e as Haas, que estavam indo bem nos treinos, ficaram apenas em 16º e 17º. Mas a grande surpresa do sábado envolveu um campeão da Fórmula 1. O piloto finlandês da Alfa Romeo, Kimi Räikkönen, passou para o Q2 pela primeira vez na temporada, e ainda conseguiu largar na frente de Esteban Ocon da Renault, começando em 14º.

Fórmula 1: Corrida de domingo

No domingo, as luzes se apagaram e os pilotos estavam correndo em Barcelona. Hamilton largou dominante, como sempre, e não chegou a ser ameaçado, porém, não se pode dizer o mesmo sobre seu companheiro de equipe. Valtteri Bottas largou muito mal, e foi atacado por todos os lados, sendo ultrapassado por Verstappen e Lance Stroll logo na primeira curva, caindo para P4, mas recuperou a 3ª posição poucas voltas depois. No meio do grid, não tivemos tanta disputa no começo, em que os pilotos pareciam querer controlar o desgaste dos pneus, devido às elevadas temperaturas da pista na Catalunha.

GP da Espanha
A largada do GP da Espanha. | Foto: ge

Por quase metade da prova, tivemos poucos momentos de emoção, mas a partir da volta 35, uma bela briga foi travada pela 11ª posição entre dois jovens talentosíssimos. Charles Leclerc e sua Ferrari foram para cima de Lando Norris, da McLaren, e a disputa durou algumas voltas, em que o monegasco atacava a todo momento e o piloto inglês se defendia muito bem, não dando chances para Leclerc ultrapassá-lo.

Mas, no fim da 37ª volta, o carro de Leclerc apagou e o piloto acabou rodando. Ele até tentou voltar para a corrida, mas voltou para os boxes na sequência e teve que abandonar a prova, em mais um fim de semana que as coisas não foram fáceis para a Ferrari.

Porém, nem tudo deu errado para a escuderia italiana nesta corrida. Sebastian Vettel, que vem tendo muitos problemas com seu carro e de relacionamento com a equipe, adotou a estratégia de apenas uma parada, e apesar da confusão com seus engenheiros no rádio, acabou dando resultado. O alemão conseguiu levar seus pneus macios por 40 voltas até o final, e terminou em 7º colocado após ter largado em 11º.

Uma equipe que não foi tão bem no GP dos 70 Anos da F1 em Silverstone, mas que vem fazendo um campeonato consistente, foi a McLaren, que parece após anos de sofrimento, estar voltando aos trilhos. Nesse fim de semana, a equipe voltou a apresentar bons resultados, e viu o piloto da casa, Carlos Sainz, terminar em 6º lugar, enquanto seu companheiro, Lando Norris, também pontuou, terminando a prova em 10°.

A equipe que decepcionou na Espanha foi a Renault. A escuderia francesa vinha apresentando evolução a cada fim de semana de corrida, com ambos de seus pilotos andando bem. Porém, a equipe foi mal na classificação, e não conseguiu se recuperar na corrida. Daniel Ricciardo terminou em 11º e Esteban Ocon em 13º, em que ambos acabaram não pontuando.

O pódio foi formado por Hamilton em primeiro, Verstappen em segundo e Bottas em 3º. Vale destacar que as duas Racing Point’s conseguiram um ótimo resultado, e terminaram na 4ª e 5ª posição, com o piloto mexicano na frente.

Lewis Hamilton vence
Cerimônia do pódio no GP da Espanha. | Foto: ge.

Lewis Hamilton e outros destaques

A corrida marcou a quebra de dois recordes históricos da categoria. Lewis Hamilton se tornou o piloto com maior número de pódios na carreira (156), superando o heptacampeão, Michael Schumacher. Outro piloto que entrou mais uma vez para a história foi o finlandês Kimi Räikkönen, ao quebrar o recorde de maior distância percorrida em corridas na Fórmula 1. Kimi ultrapassou a marca de 83.846 km percorridos e, segundo a própria F1, são mais do que duas voltas completas na circunferência do globo terrestre!

No campeonato de construtores, a Mercedes lidera com folga, seguida pela Red Bull e, agora, pela Racing Point em 3º. A McLaren se manteve em 4ª colocada e a Ferrari ocupa apenas a 5ª posição.

Saindo um pouco da categoria principal, o Brasil teve muito o que comemorar na Fórmula 2 este domingo. O jovem Felipe Drugovich liderou da primeira curva até o fim da Sprint Race da F2, e subiu no lugar mais alto do pódio pela segunda vez em sua temporada de estreia na categoria. Vale destacar também que Pedro Piquet, filho de Nelson Piquet, conseguiu seus primeiros pontos no campeonato, ao terminar em 7º, também na Sprint Race.

Felipe Drugovich
Felipe Drugovich comemorando sua vitória em Barcelona. | Foto: F2 Official Site.

A próxima etapa da Fórmula 1 será no tradicional circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, daqui duas semanas, e as expectativas são muito diferentes das desse fim de semana. Uma pista clássica, longa e de altíssima velocidade, promete muita emoção em mais uma etapa da temporada da Fórmula 1, a qual ainda bem, está só começando…

Classificação final do GP da Espanha
Classificação final do GP da Espanha. | Foto: ge.

_________________________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC

Tags mais acessadas