Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
4/20, o dia da maconha

4/20, o dia da maconha

Por Daniel  Yazbek – Fala!PUC

Sexta-feira, dia 20 de abril, também conhecido mundialmente como o dia da maconha (nos E.U.A. 04/20) o qual marca o início da WeedWeek, uma semana de celebrações ao redor do globo tratando da temática cannábica. E claramente o  Fala!Universidades não vai ficar de fora dessa: segue aqui algumas das situações que todos usuários da erva já passaram ou ainda vão passar.

10 situações que todo maconheiro já passou

1 – Dar uma tragada e ganhar um pouco de ganja na língua de presente:

É ruim demais. A maconha dichavada passa direto pela piteira e bate na ponta da língua, quando não na garganta, e faz você tossir (ou engasgar).

2 – Chapar seu amigo que tá dormindo:

Afinal, amigos são para essas coisas né? Sempre tem aquele que quer ter certeza que seu sono será tranquilo e pleno.

[read more=”Leia Mais” less=””]

3 – Fumar dois beks ao mesmo tempo:

Naquela roda onde os “badegos” estão girando em sentidos diferentes, o sortudo que pega a intersecção dos dois causa inveja na turma.

4 – Bolar um antes de fazer qualquer coisa:

Os mais maconheiros nem se ligam, fumar um bek para fazer lição, ler um livro, assistir televisão, tomar banho, absolutamente qualquer coisa requer um baseadinho antes, e um depois.

5 – Dar aquela bongada que chapa na alma:

“Acende, puxa, prende e passa!” – quando criança, mal se imaginava que essa música fala do que fala. Numa bongada dessas, bixo. Haja pulmão pra segurar a fumaça sem tossir.

6 – Chapar um animalzinho fraco e indefeso:

Quem nunca né? Polêmico, sim! Ilegal, talvez! Chato, de jeito nenhum! Tudo bem que o Ibama pode te denunciar, literalmente o que vale é a brisa.

7 – Dar AQUELE PEGA:

Depois de um dia cansativo, sentar, bolar, acender e dar AQUELE PEGA que te lembra as coisas boas da vida não tem preço!

8 – Juntar a maconha de todos do rolê para algo colossal:

As definições de tocha olímpica estão se atualizando a todo instante. As toras da vida não são apenas troncos de árvore, elas podem ser flores também.

9 – Bolar mais um, porém estar sem saliva:

Acontece nas melhores famélias. É frustrante na vida do maconheiro, causa fortes emoções o fato de querer bolar mais um bek, mas não ter saliva o suficiante para fechar a seda.

10 – Brincar com a fumaça:

Brincar com a fumaça ou pelo menos tentar, né? Afinal, é errando que se aprende. Os mais conservadores dirão que é desperdício de ganja, mas o importante mesmo é relaxar e se divertir.

[/read]

Confira também:

Drogas: sensações, efeitos e abstinência

0 Comentários