Crônica - Sonho²
Menu & Busca
Crônica – Sonho²

Crônica – Sonho²

Home > Lifestyle > Crônica – Sonho²

Depois de um dia caótico e uma rotina exaustiva, decidi tomar um banho quente para relaxar e esvair toda energia ruim e estresse que havia passado. Ao entrar no banheiro, me despido e sinto uma onda energética passando pelo meu corpo no momento em que toco meus pés descalços no chão. Ter férias agora seria maravilhoso para a minha sanidade mental.

Entrei embaixo d’água e deixei ela rolar pelo meu corpo. Esse é o momento em que os pensamentos das pessoas vêm à tona, e comigo não foi diferente. Ah, como eu queria acordar na praia, fazer um mergulho e explorar o oceano vasto e desconhecido! Terminei meu banho após longos minutos, que foram ocupados por pensamentos e desejos, e fui deitar.

sonho
Ilustração do que é o sonho. | Foto: Reprodução.

***

A noite estava perfeita para andar pela orla da praia e admirar o mar, então resolvi sair um pouco de casa…

Admirando a lua tocando o mar e criando um reflexo, veio-me uma vontade repentina de andar pela areia e senti-la sob meus pés desnudos. Eu apenas estava sendo guiada por algum instinto até o grande oceano, parei quando comecei a sentir a água bater em meu tornozelo e sentei no chão. Lembranças de minha jornada até ali adentraram com tudo minha mente.

Aquela paisagem na minha frente me fez pensar em como minha vida parecia um oceano. Anos atrás eu tinha medo de encarar a grandiosidade de um mundo que não conhecia, afinal, minha jornada pessoal e profissional estava apenas começando. Não sabia das gigantescas ondas que me escaldariam, das profundas experiências que vivenciaria e dos monstros que teria de enfrentar, porém também não sabia que, no fim disso tudo, encontraria a calma e a paz que tanto buscava, na beleza dos meus sonhos.

O vento e o ar puro que batia em meu rosto fez eu me sentir completa e realizada, pois, após tanto esforço e luta, eu consegui consumar meus sonhos e, vendo minha trajetória, posso afirmar que hoje já não tenho mais medo da imensidão, porque eu sou a imensidão.

O azul do oceano em seus vários tons sendo iluminado pela luz do luar trazia-me a sensação de serenidade, confiança e sucesso, exatamente o que sempre busquei…

***

Primmm Primmm Primmm

Meus olhos se abriram com o som do alarme e acordei, porém, algo estava diferente. Eu me senti motivada e muito mais animada para começar meu dia, o sonho sobre meus sonhos fez eu perceber que não adianta eu me estressar e me desgastar já que, depois do transtorno, vem a calmaria. Levantei disposta e determinada a mergulhar de cabeça, e sem medo, onde eu quisesse.

___________________________
Por Maria Eduarda Leal – Fala! Mack

Tags mais acessadas