Cravos: aprenda o que são e a melhor maneira de tratá-los
Menu & Busca
Cravos: aprenda o que são e a melhor maneira de tratá-los

Cravos: aprenda o que são e a melhor maneira de tratá-los

Home > Lifestyle > Saúde > Cravos: aprenda o que são e a melhor maneira de tratá-los

Estamos sempre preocupados com as famigeradas espinhas, que nos causam um verdadeiro incômodo e, muitas vezes, nos deixam loucos. Mas antes das espinhas, a nossa pele sofre de outra maneira com o excesso de sebo que obstruem nossos poros, são os chamados cravos. Diferentemente das espinhas, eles são facilmente tratáveis, pois, com simples cuidados de pele, são removidos e prevenidos.

A seguir, conheça mais a respeito desse problema de pele que acomete adultos e adolescentes, suas variações e a melhor maneira de lidar com os cravos.

cravos
Cravos. | Foto: Shutterstock

O que são cravos?

Os cravos são aqueles pontinhos pretos que encontramos em nossa pele, principalmente na área do nariz, queixo e, algumas vezes, entre as sobrancelhas. São causados pelo acúmulo de sebo (gordura) em poros mais largos, que estão suscetíveis à exposição ao ar e outras sujeiras, que oxidam o sebo e o tornam escuro, por isso a cor preta. Devido à sua causa, é um dos problemas dermatológicos mais comum que existe.

Uma das peculiaridades dos cravos é que podem surgir em todas as idades, diferente das espinhas, que prevalecem na adolescência e só surgem na fase adulta devido a algumas doenças, como descontroles hormonais. Porém, se não forem tratados, os cravos podem evoluir, tornando-se um quadro de acne, deixando o local sensível e dolorido.

Quais são os tipos de cravo?

Existem dois tipos de cravos, os cravos brancos e os pretos. Ambos são muito comuns, porém o preto é o que predomina na maioria dos casos desse problema dermatológico. No caso dos pretos, como já foi dito, é o acúmulo de sujeira e gordura em poros mais largos, que, ao entrarem em contato com o ar, se tornam escuros, por isso são bem visíveis na pele. Por causa dos poros mais largos e abertos, os cravos pretos são fáceis de tratar.

Os cravos brancos ocorrem pelo mesmo motivo que os pretos, porém os poros são mais estreitos, o que dificulta o contato do sebo e da sujeira com o ar, impedindo que o mesmo oxide. São popularmente conhecidos como cravos fechados e a presença de queratina por cima do sebo é normal. Por isso, seu tratamento é mais específico e, na maioria das vezes, é recomendada a orientação de um dermatologista.

Como lidar com o problema?

Como já foi dito, o tratamento de cravos é algo simples, basta seguir alguns passos para remover o acúmulo de gordura e sujeira, além da manutenção dos poros para que não voltem a acumular sebo.

O primeiro passo para se livrar dos cravos pretos é retirá-los, para isso, lave bem as mãos e o rosto, certificando-se que os poros estão abertos (para que a pele não fique machucada). Para que isso ocorra, esquente água e deixe o vapor entrar em contato com sua face. Após a abertura dos poros, pressione de fora para dentro a região do cravo, com os dedos protegidos com algodão ou gaze, até que o sebo acumulado saia.

Com os poros limpos, o próximo passo é cuidar para que cravos não surjam novamente na região. Para que isso ocorra, é necessário introduzir, em sua rotina de cuidados com a pele, produtos que ajudem a prevenir a acne e os cravos, que farão o controle do acúmulo de sebos, como sabonetes próprios para pele mais oleosa, cremes e protetores solares sem óleo, e até mesmo o uso de adstringentes. Outra dica é utilizar máscaras faciais que ajudem no controle da oleosidade.

Para o cuidado dos cravos brancos, o correto é procurar a orientação de um dermatologista, pois esses não podem ser espremidos em casa, e os produtos utilizados para sua prevenção e retirada são mais específicos.

Porém, o que é certo para ajudar a prevenir ambos é o cuidados com a pele diário, ou seja, limpeza, proteção solar e hidratação. Além disso, uma alimentação equilibrada e muita água, ajudam a manter a pele saudável e regulada, evitando a produção excessiva de sebo pelas glândulas sebáceas.

E o mais importante, qualquer dúvida ou problema deve ser tratado diretamente com um dermatologista, que irá lhe indicar quais os produtos certos para sua pele, sem danificar sua saúde.

___________________________
Por Luiza Nascimento Lopes – Fala! PUC

Tags mais acessadas