Covid-19: CoronaVac tem eficiência maior para jovens do que idosos
Menu & Busca
Covid-19: CoronaVac tem eficiência maior para jovens do que idosos

Covid-19: CoronaVac tem eficiência maior para jovens do que idosos

Home > Lifestyle > Saúde > Covid-19: CoronaVac tem eficiência maior para jovens do que idosos

Nessa segunda-feira (7), foi anunciado o sucesso das fases I e II da vacina chinesa, a CoronaVac, do laboratório Sinovac Biotech.

A vacina estimula a imunização no corpo humano, sendo assim mais eficaz em adultos e jovens, estes que têm um sistema imunológico forte, diferentemente de faixas etárias mais elevadas.

Contudo, os testes realizados pelo laboratório comprovou a eficácia para os idosos, mas com menos respostas do que os jovens. Além disso, a vacina não teve efeitos colaterais o que contribui à visão positiva de tal imunização.

A fase III do procedimento está sendo testada desde julho no Brasil de forma limitada e emergencial através do Instituto Butantan, em São Paulo, onde recebeu 20 mil vacinas e foi aplicada em alguns estados do centro-oeste e os do sul, segundo O Globo.

CoronaVac
CoronaVac é uma vacina do laboratório chinês Sinovac Biotech e já está sendo testada no Brasil e Indonésia. | Fonte: Reprodução.

De acordo com o jornal The New York Times, tal imunização está entre as 9 vacinas registradas em fase III, a etapa mais próxima da utilização, e avança de maneira significativa, assim como a vacina produzida pelo Instituto de Pesquisa da Gamaleya, da Rússia, em que sua divulgação foi antecipada e eficiência afirmada pelo presidente Vladimir Putin.

Dessa forma, o avanço das vacinas contra Covid-19 já estão proporcionando um panorama favorável para o cenário de calamidade na saúde pública dos países.

Todavia, a perspectiva de Tedros Adhanom Ghebreyesus, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), traz a realidade na coletiva de imprensa, em Genebra.

Essa não é última pandemia. (…) A história nos ensina que surtos e pandemias são um fato da vida. Mas quando a próxima pandemia vier, o mundo precisa está pronto, mais pronto do que estava dessa vez.

Tedros, segundo o jornal Reuters.
OMS
Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, afirma que essa não será a última pandemia. | Fonte: Reprodução.

Apesar da repercussão na fala de Tedros, a realidade é que a história já marcou a humanidade com a peste bubônica, varíola e cólera. Dessa forma, todas essas pandemias foram combatidas com conhecimento, mas destacadas pela negligência da saúde pública das autoridades para com os cidadãos.    

_________________________
Por Amanda Marques – Redação Fala!

Tags mais acessadas