Conheça as pintoras brasileiras mais famosas no exterior
Menu & Busca
Conheça as pintoras brasileiras mais famosas no exterior

Conheça as pintoras brasileiras mais famosas no exterior

Home > Entretenimento > Cultura > Conheça as pintoras brasileiras mais famosas no exterior

Se hoje a mulher ainda não ocupa um lugar de destaque na vida moderna, imagine então voltar 100 ou 200 anos na história brasileira. Contudo, algumas poucas pintoras brasileiras conseguiram romper a barreira existente em suas épocas e mostrar seus talentos ao mundo. Elas se destacaram e ocuparam posição de prestígio no cenário nacional e também no internacional.

Algumas pintoras brasileiras mais famosas no exterior são consagradas por trabalhos incríveis e que despertam emoções. Mas quais você é capaz de identificar?

Parece mentira, mas foi no Brasil que tomei contato com a arte moderna.

Tarsila do Amaral

Georgina de Albuquerque, Tarsila e Beatriz Milhazes são algumas das artistas brasileiras que exportaram suas pinturas para outras partes do mundo e são reconhecidas pelos traços únicos que colocaram em seus trabalhos.

Pintoras brasileiras famosas no exterior

Georgina de Albuquerque

Nascida em 1985, em Taubaté, no interior de São Paulo, ela é considerada uma das expoentes da pintura brasileira. Em 1922 ela apresentou uma de suas obras mais famosas, a Sessão do Conselho de Estado, pintura que rompeu paradigmas e colocou a mulher como protagonista.

Além da pintura histórica, a obra de Georgina de Albuquerque, com seu estilo impressionista, também rompeu com os ideais neoclássicos e revelou paisagens e naturezas-mortas, nus artísticos, retratos, cenas do cotidiano.

Sua preocupação constante com a cor e os ricos efeitos de transparência e luminosidade, empregados com sensibilidade, deram os primeiros passos da pintura modernista no Brasil.

Tarsila do Amaral

Essa incrível pintora brasileira nasceu em 1886, na cidade de Capivari, também no interior paulista, e teve grande participação na primeira fase do movimento modernista no Brasil. Filha de pessoas importantes da época, Tarsila estudou em Barcelona e foi lá que pegou gosto pela pintura.

O primeiro trabalho feito por ela foi Sagrado Coração de Jesus, criado em 1904. Junto com a amiga Anita Malfatti, Tarsila formou o “clube dos cinco”, que reunia, além delas, os escritores Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti Del Picchia.

Em 1928, ela fez aquele que é considerado um dos quadros mais famosos do Brasil, a obra Abaporu,que inaugurou o movimento antropofágico nas artes plásticas.

Abaporu de tarsila
Abaporu. | Foto: Reprodução.

Uma das pintoras brasileiras mais famosas no exterior, Tarsila do Amaral já recebeu diversas homenagens no cinema e na TV, tais como: Eternamente Pagu (1987) e nas minisséries Um Só Coração (2004) e JK (2006).

Em 2008, a União Astronômica Internacional batizou uma cratera do planeta Mercúrio de Amaral em homenagem a pintora.

Maria Auxiliadora

Mineira de Campo Belo, nascida em 1935, Maria Auxiliadora da Silva tem origem em uma família de militantes e artistas negros. A pintora se destacou por compor cenas da vida rural e da cultura afrobrasileira, ambientes em que estava inserida.

Por não ter uma formação artística e ausência de domínio de técnicas tradicionais, as galerias de arte rotulavam as obras de Maria Auxiliadora como “popular” ou “naif”, sempre de forma preconceituosa.

A  vida dela começou a mudar nos anos 1970, quando conheceu o crítico de arte Mário Schenberg, que abriu as portas para que ela montasse sua primeira exposição no consulado americano, em São Paulo. A partir desse momento, as obras de Maria Auxiliadora correram o mundo, com exibição na Basiléia, Dusseldorf e Paris.

Cybèle Varela

Ela nasceu em 1943, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, e construiu uma carreira como pintora, fotógrafa e criadora de objetos. Aos 16 anos, já recebia o seu primeiro prêmio no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA).

Estudando na França, Varela participou de várias exposições. Um dos destaques da sua carreira foi a exposição no sétimo festival de pintura de Cagnes-sur-Mer, sendo a única mulher entre 40 artistas no chamado Thirty Creators – Selection 75. 

Em 1997, o governo brasileiro mandou uma obra de Cybèle como presente para a Organização das Nações Unidas (ONU). A pintura segue exposta no Palácio das Nações.

Beatriz Milhazes

Nascida na capital fluminense em 1960, Milhazes dedicou-se à pintura, gravura e ilustração. Em 1997, foi a responsável por ilustrar o livro As Mil e Uma Noites à Luz do Dia: Sherazade Conta Histórias Árabes, de Katia Canton.

Sua carreira manteve uma matriz popular, mesclando o popular com o erudito, o rústico com o sofisticado. Em suas obras, a cor é um elemento onipresente.

Desde os anos 1990 ela se consolidou uma das pintoras brasileiras mais famosas no exterior. Exposições frequentes acontecem nos Estados Unidos e em toda a Europa. Em março de 2010, Beatriz Milhazes recebeu a comenda da Ordem do Ipiranga, entregue pelo governo do estado de São Paulo.

Reunimos aqui um pequeno resumo com destaque das principais pintoras brasileiras. Considere comprar uma obra de arte delas para usar na decoração de sua sala de estar ou mesmo o seu escritório.

___________________________________
Por Mayk Souza – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas