Conheça 5 tradições de Ano Novo celebradas em diferentes países Conheça 5 tradições de Ano Novo celebradas em diferentes países
Menu & Busca
Conheça 5 tradições de Ano Novo celebradas em diferentes países

Conheça 5 tradições de Ano Novo celebradas em diferentes países

Home > Entretenimento > Cultura > Conheça 5 tradições de Ano Novo celebradas em diferentes países

O fim de um ano é um momento de muita reflexão sobre o que fizemos ao longo do mesmo e de muitas expectativas sobre o seguinte. Em busca de um ano melhor do que se passou, no Ano Novo, existem inúmeras superstições e tradições que as pessoas seguem ao redor do mundo. Hoje, iremos listar algumas delas para você, quem sabe decide fazer alguma?!

Tradições de Ano Novo

Os espanhóis comem uvas

réveillon
Os espanhóis comem uvas no Ano Novo. | Foto: Unsplash.

Uma tradição muito comum na Espanha é comer 12 uvas quando o relógio bate meia-noite. Dizem que isso traz boa sorte para quem come as uvas. Mas, atenção, as uvas devem ser engolidas em sincronia com as batidas do sino da igreja e a tradição diz que quem não consegue comer no tempo, tem um ano de má sorte. Então, cuidado quando for testar essa tradição!

Os dinamarqueses quebram pratos

tradições de ano novo
A quebra de pratos é uma tradição na Dinamarca. | Foto: Unsplash.

Ao contrário da Espanha, no país nórdico, a tradição de Ano Novo é quebrar pratos. Diz a tradição que quebrar pratos na porta da casa de amigos e familiares traz boa sorte para os moradores das casas onde o prato foi quebrado. Então, prepare seus pratos para presentear seus amigos e familiares com um ano cheio de coisas boas.

Os gregos penduram cebolas no Ano Novo

réveillon tradições
Para os gregos, as cebolas limpam a energia de um ambiente. | Foto: Unsplash.

Apesar de quebrarem pratos nos casamentos, os gregos, no Ano Novo, nutrem outra tradição. Nem uvas, nem pratos: eles penduram cebolas nas portas durante a noite da virada. Elas simbolizam limpeza e renascimento para o novo ciclo. Já pode ir separando aí umas cebolas para, assim como os gregos, garantir um ano de renascimento.

Os canadenses nadam no frio

ano novo tradições
A superstição canadense de Réveillon é nadar no frio. | Foto: Wikimedia.

Todo ano, no primeiro dia do ano, os moradores de Vancouver, no Canadá, assistem a Polar Bear Swim. Nesse dia, várias pessoas nadam nas águas geladas da praia de English Bay, às vezes, fantasiadas ou apenas com roupas de banho mesmo.

Com o passar dos anos, o evento, que começou em 1920 com um grupo de amigos, ganhou cada vez mais força e se tornou uma tradição de Ano Novo na região. E aí, pularia no mar com uma temperatura de cerca de 4°C?

Os russos bebem champanhe

champanhe
Para celebrar o novo ano, os russos brindam e bebem champanhe. | Foto: Unsplash.

Todo início de ano nós fazemos uma série de planos para o ano seguinte, eles nem sempre se realizam. Mas os russos têm sua própria tradição para conseguir realizar todos eles. Na noite de Ano Novo, você deve escrever seu desejo em um papel e queimá-lo. Você pegará as cinzas e as colocará em uma taça de champanhe. Pronto, agora é só beber. Já separou a garrafa de champanhe?

Fato Curioso: Os russos também enfeitam a árvore de Ano Novo

Isso aí! Devido ao período soviético, que tentou secularizar a sociedade, muitas festas cristãs foram proibidas. Por isso, a tradição de enfeitar uma árvore que ocorre na maioria dos países durante as comemorações de Natal, na Rússia, só ocorre no Ano Novo.

Os brasileiros vestem branco no Ano Novo

usar branco no ano novo
Usar branco na virada do ano é uma tradição brasileira. | Foto: Unsplash.

Para a maioria de nós, brasileiros, é consenso usar branco na noite de Réveillon, o que muito de nós não sabemos é que essa tradição é apenas nossa. Na maioria dos países, não existem preferências por cores e, quando existe, não é pelo branco. Um exemplo é a China, onde, no Ano Novo (chinês, diferente do nosso), as pessoas usam roupas ou acessórios vermelhos, já que vermelho é a cor da transformação e da vida.

________________________________
Por Jefferson Ricardo – Fala! UFPE

Tags mais acessadas