Clubhouse: Tudo que você precisa saber sobre a nova rede social
Menu & Busca
Clubhouse: Tudo que você precisa saber sobre a nova rede social

Clubhouse: Tudo que você precisa saber sobre a nova rede social

Home > Lifestyle > Clubhouse: Tudo que você precisa saber sobre a nova rede social

O Clubhouse é uma nova rede social baseada na voz, onde você pode entrar em uma sala e conversar com pessoas ao redor do mundo em tempo real

Clubhouse
Clubhouse. | Foto: Reprodução.

O que é o Clubhouse?

O Clubhouse é um novo tipo de rede social baseada na conversa por voz. Ao invés das usuais mensagens de texto, ao abrir o aplicativo, você encontra diversas “salas” virtuais, onde pessoas de diversos lugares distintos podem se encontrar, se conhecer e bater um bom papo. Todas as salas do Clubhouse são abertas, assim você pode entrar e sair de conversas quando quiser, vivendo experiências distintas.

As salas são compostas por palestrantes, os criadores do bate-papo, e audiência. Sempre que você entra em uma sala, você é identificado como audiência, mas, caso queira participar da conversa, basta clicar no botão de “levantar a mão” e os palestrantes podem convidá-lo para falar também.

Você também pode criar a sua própria sala, onde você será o palestrante. As salas existem com o intuito de promover o encontro entre pessoas de diversos lugares do Brasil e do mundo para contar histórias, fazer perguntas, dar risadas, incitar o debate e o aprendizado, além de também incentivar conversas improvisadas sobre temas que você nunca imaginou que iria conversar antes.

O Clubhouse é apenas para voz e acreditamos que a voz é um meio muito especial. Sem a câmera ligada, você não precisa se preocupar com o contato visual, o que está vestindo ou onde está. Você pode conversar no Clubhouse enquanto está dobrando a roupa suja, amamentando, se deslocando, trabalhando no sofá no porão ou indo para uma corrida. 

Escreveram os criadores do Clubhouse em seu site.

Os criadores da nova rede social afirmaram acreditar que a voz permite melhor comunicação entre as pessoas, fortalecendo os laços de um relacionamento mesmo de forma virtual.

Em vez de digitar algo e clicar em Enviar, você inicia um diálogo de ida e volta com outras pessoas. A entonação, inflexão e emoção transmitida pela voz permitem que você capte nuances e forme conexões exclusivamente humanas com outras pessoas. Você ainda pode desafiar um ao outro e ter conversas difíceis – mas com a voz, muitas vezes há uma capacidade de desenvolver mais empatia. Isso é o que nos atraiu para o meio.

Popularidade

A popularidade do aplicativo no mercado ocorreu após Elon Musk, CEO da SpaceX e o homem mais rico do mundo, participar do evento The Good Time Show que ocorre no Clubhouse. O programa bateu os 5 mil ouvintes, capacidade que cada sala do app comporta.

Clubhouse se tornou uma das redes sociais mais populares nas últimas semanas. | Foto: Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images

Após a participação de Musk, a pesquisa sobre a rede social no Google aumentou em 525% no País, no período de 30 de janeiro a 6 de fevereiro, segundo a empresa.

Personalidades como Oprah Winfrey, Drake, Chris Rock, Kevin Hart e Ashton Kutcher também ingressaram na nova rede social. No Brasil, Boninho, Hugo Gloss, Luciano Hulk e outras celebridades se tornaram membros.

Como funciona o Clubhouse?

O Clubhouse foi lançado em março de 2020 por Rohan Seth, ex-funcionário do Google, e Paul Davidson, empresário do Vale do Silício, porém, ainda está em desenvolvimento. O intuito da rede social é unir o máximo de pessoas possível para compartilhares assuntos de seu interesse.

No aplicativo é possível criar grupos e salas, no qual os integrantes se comunicam por meio de mensagens de voz e tudo ocorre de maneira ao vivo. Nesses locais, algumas pessoas são escolhidas como speakers (aqueles que podem falar durante o bate-papo) e os listeners (que escutam as conversas).

Durante os bate-papos não é possível enviar fotos, vídeos, mensagens de textos e qualquer outro meio que não seja áudio. A rede social mistura conferências de áudio, podcasts e chamadas ao vivo como meio de comunicação.

Os grupos do Clubhouse são divididos por tópicos e temas, garantindo ao usuário que ele encontre as salas cujo assunto lhe interessa. Ao criar sua conta, o aplicativo monta um perfil para o usuário e baseado nele o redireciona para as salas compatíveis ao seu gosto.

O Clubhouse está apenas disponível para aparelhos iPhone, pela compatibilidade com o sistema operacional iOS. Segundo os desenvolvedores do app, a rede social ainda não possui data para sua disponibilização no Android e outros aparelhos.

Como ganhar um convite para o Clubhouse?

O Clubhouse funciona por meio de convites, ou seja, só é possível se tornar membro da rede social se uma pessoa que participe lhe convide. Esse detalhe, além da disponibilidade apenas para iPhones, torna o app extremamente exclusivo.

O sistema de convites ocorre porque o aplicativo ainda está em desenvolvimento e não comportaria um número grande de usuários.

Para ser convidado é necessário aguardar a solicitação de uma pessoa que já use a rede social. Quando o convite é enviado, via SMS, basta o convidado acessar o link, baixar o app e criar uma conta no Clubhouse.

No caso daqueles que já possuem o Clubhouse e desejam enviar um convite, basta clicar no envelope no canto superior do aplicativo e selecionar o contato para quem deseja enviar. Cada membro da rede social possui a disponibilidade de dois convites.

É possível comprar um convite?

É possível comprar um convite para o Clubhouse por meio de marketplace. Reddit, eBay, Craigslist e Idle Fish são plataformas de compras internacionais que disponibilizam convites por valores distintos.

No Brasil, o Mercado Livre também vende entradas para o Clubhouse. Assim como em sites gringos, a plataforma de vendas brasileira também possui valores distintos para os convites, que vareiam de 60 reais a 279 reais.

Após o reconhecimento do Clubhouse em todo o mundo, a empresa foi avaliada em 1 bilhão de dólares e atualmente faz parte da elite da internet, no chamado grupo unicórnio do Vale do Silício.

Alternativas para o Clubhouse

Para aqueles que não possuem um iPhone ou não foram convidados para a elite do Clubhouse, outras redes sociais também possuem sistema de áudio e podem ser utilizadas como uma alternativa.

O primeiro desses apps é o WhatsApp. A plataforma de conversas possuí a opção de ligações, seja individual ou em grupos de até 8 pessoas. Além disso, é possível enviar áudios nas conversas privadas e em grupo.

Redes Sociais que podem substituir o Clubhouse.
Redes Sociais que podem substituir o Clubhouse. | Foto: Reprodução.

O Twitter recentemente anunciou que disponibilizará a opção de conversas de áudio. O novo recurso se chamará Audio Space e assim como o Clubhouse será possível fazer conferências de áudio com outros membros da rede social.

Além desses dois recursos, o app Discord, muito popular entre jogadores de videogame, possui a opção de conversas de áudio. Nessa rede social, os usuários podem compartilhar informações, imagens e se comunicar em chamadas enquanto realizam atividades dentro da plataforma. Sua viabilidade é utilizada por jogadores on-line, que participam de partidas com outras pessoas e utilizam o Discord como meio de comunicação.

Tags mais acessadas