Certificados de Inglês para quem quer estudar ou trabalhar fora
Menu & Busca
Certificados de Inglês para quem quer estudar ou trabalhar fora

Certificados de Inglês para quem quer estudar ou trabalhar fora

Home > Notícias > Urbano > Certificados de Inglês para quem quer estudar ou trabalhar fora

Todo mundo sabe que para estudar ou trabalhar no exterior, saber falar inglês é essencial. E para tanto, é necessário ter um certificado que comprove o grau de conhecimento do candidato. Além disso, essas certificações valorizam o currículo dentro do próprio Brasil. Mas na hora de escolher o exame de proficiência na língua, todo mundo entra em desespero: Qual exame fazer? Onde fazer? Como se preparar? São incontáveis questionamentos que atormentam a cabeça do candidato antes da prova. E existe uma resposta para cada uma delas.

Primeiramente, é necessário entender o exame mais adequado para as suas pretensões. Alguns lugares costumam exigir certificados específicos, como TOEFL e IELTS. Ambos possuem data de validade do certificado, então vale mais a pena realizá-los quando for necessário. Além destes dois exames, existem os que são internacionalmente reconhecidos e aceitos: os exames de Cambridge. Estes são os mais vantajosos, pois a validade é vitalícia. Portanto, é interessante fazê-los o quanto antes, pois acrescentam muito ao perfil do profissional. 

Diferenças entre IELTS, TOEFL e CAE

Todos esses exames podem ser realizados na Cultura Inglesa. O IELTS e o TOEFL são ideais para quem quer estudar ou trabalhar no exterior, sendo o primeiro mais exigido na Europa e o segundo nos Estados Unidos. 

Publicidade

Quanto aos exames de Cambridge, a Cultura Inglesa oferece níveis distintos, de acordo com a escolha do aluno e sua fluência no idioma. Entre eles, estão:

O KEY (Key English Test), certificado que corresponde ao Nível A2 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) e comprova o aprendizado de conceitos básicos de inglês no dia a dia como, por exemplo, entender informações escritas básicas, se apresentar e responder questões sobre dados pessoais, ser capaz de participar de uma conversa simples e fazer anotações curtas. É recomendado para alunos que tenham dedicado aproximadamente 200 horas ao estudo do idioma.

O PET (Preliminary English Test), qualificação de nível intermediário definido no Nível B1 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR), que comprova que o aluno é capaz de utilizar suas habilidades na língua inglesa para interagir no dia a dia, como por exemplo, ao reservar hotéis por telefone, obter informações básicas em uma viagem e trocar opiniões com colegas de trabalho, pessoalmente ou por e-mail. O PET é recomendado para alunos que tenham dedicado aproximadamente 375 horas ao estudo do idioma.

Publicidade

O FIRST (Cambridge English First), que propicia uma avaliação abrangente e rigorosa do nível B2 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) nas quatro habilidades linguísticas: leitura, escrita, compreensão auditiva e produção oral. Esse certificado é válido por toda a vida com amplo reconhecimento internacional e representa o nível ideal para quem quer trabalhar e estudar em um ambiente onde o inglês é o meio de comunicação, comprovando que o aluno está apto para acompanhar palestras e apresentações em inglês, participar de viagens de intercâmbio, reuniões de trabalho, escrever relatórios, ler artigos e navegar na Internet com desenvoltura. É recomendado para alunos que tenham dedicado aproximadamente 500 horas ao estudo do idioma.

O ADVANCED (Cambridge English Advanced), aceito globalmente como prova de alto desempenho e que propicia uma avaliação abrangente do nível C1 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) em leitura, escrita, compreensão auditiva e produção oral, comprovando a aptidão do aluno em habilidades necessárias para aproveitar ao máximo o estudo, o trabalho e a vida em países de língua inglesa com uma comunicação fluente.  Esse certificado pode ser utilizado para requerimentos de vistos de estudante no Reino Unido e na Austrália, é válido por toda a vida e recomendado para alunos que tenham dedicado cerca de 650 horas ao estudo do idioma.

O PROFICIENCY (Cambridge English Proficiency), que avalia o nível C2 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) nas quatro habilidades linguísticas – leitura, escrita, compreensão auditiva e produção oral – considerado o mais avançado oferecido pela universidade de Cambridge. Com ele, o aluno comprova sua fluência na língua inglesa, bem como a total compreensão e acesso às mídias e áreas culturais, o que possibilita a realização de cursos especializações e conferências no exterior além de ser amplamente aceito para fins acadêmicos como comprovação de habilidade para lecionar a língua inglesa. O CPE é um bom diferencial em processos seletivos profissionais no Brasil ou no exterior e é recomendado para alunos que tenham dedicado aproximadamente 800 horas ao estudo do idioma.

A Universidade de Cambridge

Por fim, a preparação é de imensa importância, pois essas provas exigem conhecimento do estudante e trazem um desafio calculado para o nível de inglês que o aluno deseja comprovar. É essencial realizar simulados, estudar os conteúdos solicitados e praticar a interpretação de texto e a capacidade de compreensão e expressão oral antes de realizá-los. A Cultura Inglesa oferece cursos preparatórios para todos esses testes, contando com material didático internacional, aplicativo de celular para o curso e a oportunidade de contar com o feedback de um professor especializado no assunto. Com preparação e dedicação, fica fácil conquistar o certificado que é, sem dúvidas, o primeiro passo para realizar o seu sonho de estudar ou trabalhar fora. 

0 Comentários

Tags mais acessadas