Casamento muçulmano: veja como é a cerimônia do Islamismo
Menu & Busca
Casamento muçulmano: veja como é a cerimônia do Islamismo

Casamento muçulmano: veja como é a cerimônia do Islamismo

Home > Entretenimento > Cultura > Casamento muçulmano: veja como é a cerimônia do Islamismo

Semelhante a outras uniões religiosas pelo mundo, o casamento muçulmano (Nikah) só ocorre após o registro civil

Casamento muçulmano
Casamento muçulmano: veja como é a cerimônia do Islamismo. | Foto: Freepik.

O casamento muçulmano não permite fotografias e é um contrato assinado diante de Alá, o Deus onisciente e onipresente desse povo. Também, o Alcorão, livro sagrado do Islamismo, proíbe o matrimônio com uma pessoa ateia. 

É a família do noivo que procura uma mulher à sua altura. Além disso, é direito da noiva, de acordo com o contrato firmado, receber uma quantia do futuro marido. A oferta é feita por seu pai ou guardião.

Na oficialização da união, que exige a aprovação do pai da noiva, cabe o respeito aos princípios do Alcorão. Um dos intuitos do casamento é dar continuidade à família, por isso, não é permitido autorizar nenhum método contraceptivo. Nesse contexto, é de se esperar que, nessa cultura, o aborto seja altamente condenado.

A saber, o Islamismo é uma das religiões que mais crescem, sobretudo, na Ásia e na África Subsaariana. Hoje, a Indonésia ocupa o posto de país com maior número de muçulmanos do mundo. Os seguidores do profeta Maomé dividem-se em sunitas e xiitas.

Casamento muçulmano: preparativos e cerimônia

O casamento muçulmano é comemorado por vários dias, em diversas festas. Nos momentos antecedentes à consolidação da união, a noiva se reúne com as mulheres e amigos da família em casa. 

As pessoas costumam comer carne halal (após aquele ritual muçulmano de rezar antes de matar o animal), batatas e refresco. A confraternização, que seria como uma despedida de solteira, conta com a cerimônia da henna.  Nela, os pés e as mãos da futura esposa são pintados com tatuagens temporárias. Isso deseja sorte ao casal e simboliza a fertilidade.

henna
Casamento muçulmano: Cerimônia da henna é tradição. | Foto: O Nosso Casamento.

O grande dia chegou. Os votos podem ocorrer na casa dos pais da noiva ou numa mesquita. Na ocasião, são lidos trechos do Alcorão e há o consentimento do casal. Eles costumam ser separados durante as comemorações e só se reencontram no final do casamento ou para celebrar juntos.

A troca de anéis sela a união. Neste dia, pela tradição, o homem e a mulher podem utilizar até 7 trajes, que são oferecidos pela família do noivo. Quanto aos convidados, podem assistir à cerimônia pessoas de qualquer religião, basta estar ciente de que não pode usar trajes decotados.

Na data do casamento, costuma haver uma procissão de amigos e familiares que seguem o noivo de casa até o local do evento. Quando ele chega à cerimônia, é recebido por tambores e outros instrumentos musicais. Posteriormente, o irmão da noiva e o noivo trocam um copo de sherbet (bebida doce) e de dinheiro.

Quem realiza a união é um oficial muçulmano. Ele lê uma passagem do Alcorão e faz uma benção. Enquanto no Brasil a tradição é jogar arroz nos recém-casados, no casamento islâmico, pode-se jogar confetes na noiva ou moedas. Depois, é servido um jantar. Doces e frutas secas são oferecidas aos convidados.

Em seguida, a noiva e o noivo sentam-se e um lenço é usado para cobrir suas cabeças. Nesse momento, o sacerdote e o casal oram. O Alcorão é colocado entre eles, que se olham através dos reflexos de espelhos. 

E se não der certo?

A respeito do divórcio, no livro sagrado islâmico, não consta proibição da separação. Mesmo assim, a prática é bastante desaconselhada. Caso a mulher queira divorciar-se, precisará pagar um valor ao marido.

Saiba mais

Para conhecer mais do casamento muçulmano, assista, agora, aos vídeos abaixo! Eles trazem mais conteúdos sobre o matrimônio no Islamismo. Confira:

__________________________________
Por Ana Paula Jaume – Fala! UFRJ

Tags mais acessadas