'Casamento às Cegas': Entenda tudo sobre o novo sucesso da Netflix
Menu & Busca
‘Casamento às Cegas’: Entenda tudo sobre o novo sucesso da Netflix

‘Casamento às Cegas’: Entenda tudo sobre o novo sucesso da Netflix

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Casamento às Cegas’: Entenda tudo sobre o novo sucesso da Netflix

O novo reality show da Netflix, Casamento às Cegas (Love Is Blind) chegou na plataforma no dia 13 de fevereiro e, instantaneamente, virou um sucesso. Os 10 episódios disponíveis já foram maratonados, comentados, amados e criticados.

Casamento às Cegas. | Foto: Reprodução Netflix.
Casamento às Cegas. | Foto: Reprodução Netflix.

Casamento às Cegas: Como funciona

O piloto O amor é cego? já explica a ideia do programa: homens e mulheres entram em cabines separadas e, através delas, falam sobre romance, religião e sexualidade.

Os solteiros ficam nesas cabines e conversam por 10 dias. Passado esse tempo, eles devem decidir se desejam se ver. Só que essa decisão não é tão simples assim. Os possíveis casais só podem se ver caso decidam se casar.

MAIS DE 15 FILMES SAEM DA NETFLIX EM 1º DE MARÇO, VEJA QUAIS SÃO

Casamento às Cegas é real?

Muitos questionam se tudo o que acontece em Casamento às Cegas é real. O criador, Chris Coelen, garante que sim. Ele explicou em uma entrevista para a Variety, que escolheu pessoas que moravam na mesma cidade e que estivessem dispostas a ter um relacionamento duradouro.

Existem muitos programas bons por aí onde as pessoas podem encontrar o amor, mas não é tão sério assim. Queríamos pessoas genuínas, esse foi o critério número um.

Explicou Chris Coelen, o criador de Casamento às Cegas.

Em recente entrevista ao E!, Coelen também disse que os participantes selecionados sabiam que se tratava de um experimento e que ninguém era obrigado a fazer nada. “As decisões que eles tomaram eram completamente pessoais”, concluiu.

A primeira temporada de Casamento às Cegas tem 10 episódios e está disponível na Netflix.

NETFLIX ENCERRA MÊS GRATUITO PARA NOVO ASSINANTES

____________________________________________
Por Rafaele Oliveira – Redação Fala!

Tags mais acessadas