Análise - Corinthians 1 x 1 Santos: impressões sobre o jogo
Menu & Busca
Análise – Corinthians 1 x 1 Santos: impressões sobre o jogo

Análise – Corinthians 1 x 1 Santos: impressões sobre o jogo

Home > Notícias > Esporte > Análise – Corinthians 1 x 1 Santos: impressões sobre o jogo

Seis jogos disputados: 1 vitória, 3 empates e 2 derrotas, acumulando 6 pontos em 18 possíveis, esses são os números do treinador interino Dyego Coelho no comando do Corinthians, mostrando que o trabalho que, no começo tão elogiado, está caindo a cada rodada.

Nesta quarta-feira, na Neo Quimica Arena, o Timão enfrentou o Santos pela 14ª rodada do Brasileirão, acabando no 3º empate seguido, num jogo de várias oportunidades desperdiçadas e nos erros defensivos do adversário. Antes mesmo do jogo, Coelho deu mais uma chance a Gabriel no lugar do convocado, Victor Cantillo, e colocando o jovem Mantuan no lugar de Otero, também convocado por sua seleção.

Análise – Corinthians 1 x 1 Santos

Primeiro tempo, todo Santista marcando um gol com Madson no começo do jogo, numa falha da defesa corinthiana. Mesmo depois do gol, a pressão do rival era maior, atacando mais e dando trabalho para o goleiro Cassio, e com uma posse maior na bola.

Apesar de poucas oportunidades, o Corinthians conseguiu marcar nos acréscimos do 1º tempo, num cruzamento batido por Lucas Piton, achando Gil, que cabeceou no chão fazendo a bola pingar na grande área. Desviando no zagueiro santista, Danilo Avelar subiu com João Paulo, e foi feliz na rodada, empatando o jogo. O lance teve checagem do VAR e o gol validado.

No segundo tempo, Coelho fez 3 mudanças logo no começo: Mosquito no lugar de Leo Natel; Cazares no lugar de Luan; e o artilheiro do time na temporada, Boselli, no lugar do azarado Jo, que não marca a 5 jogos. As mudanças fizeram efeito, colocando o time mais rápido ofensivamente, mas não conseguindo o placar do jogo.

O Corinthians teve a maior posse de bola do jogo, que foi 62%, dando trabalho para o desfalcado Santos. Mateus Vital e Camacho entraram nos lugares de Mantuan e Roni, amarelado. O jovem carioca foi quem mais chutou ao gol no segundo tempo, fazendo quase um golaço em João Paulo, mas o goleiro foi feliz e fez uma defesa incrível.

De acordo com Coelho, “Estou fazendo um bom trabalho”, mas não é isso que os números falam. O time consegue seu 3º empate seguido, sem apresentar melhorias em campo. O clube ainda não fez contato para seu novo técnico, vários nomes foram falados no bastidores, mas nenhuma confirmação oficial. Neste jogo, o treinador interino optou por colocar novamente o criticado Gabriel para jogar, e colocando o jovem Xavier, que vinha fazendo bons jogos, no banco.

As atitudes da equipe acabaram com a paciência corinthiana, que percebeu a necessidade de um técnico experiente urgente. O torcedor fanático e youtuber, conhecido como ‘Mil Grau’, produzindo conteúdos sobre time de Itaquera, acabou quebrando sua televisão em uma live, mostrando a raiva do torcedor corinthiano.

O próximo jogo será contra o Ceará, fora de casa, neste domingo às 20h30, horário de Brasília. Seu próximo adversário está a 1 ponto atrás do clube alvinegro, obrigando o Corinthians a vencer a partida para não se complicar na tabela, e ficar mais longe do rebaixamento.

Corinthians
Jogo entre Corinthians e Santos foi palco de diversas emoções. | Foto: Reprodução. 

Nota dos jogadores

  • Cassio – nota 5,5: Não teve trabalho, segurou bem o gol, tomou gol bem no começo da partida, porém não foi sua culpa.
  • Fagner – nota 5: Partida média do lateral da seleção Brasileira, foi no seu canto o cruzamento do rival, mas não tinha o que fazer.
  • Danilo Avelar – Nota 6,5: Melhor da partida, fez o gol do empate e protegeu bem a área.
  • Gil – nota 5,5: Vem melhorando pelo tempo, mas fez uma partida regular.
  • Lucas Piton – nota 4,5: Foi da sua marcação que saiu o gol adversário, marcando nas costas do jogador. Resto da partida não prejudicou, mas o gol custou sua nota.
  • Gabriel – Nota 5: Bem criticado por parte da torcida, jogou médio, mas deu passes errados e podia ter custado gol rival.
  • Roni – Nota 4,5: Levou cartão amarelo e foi substituído por Camacho, porém deu chute e arriscou bem no gol de João Paulo.
  • Camacho – Nota 4,5: Entrou e fez seu papel. Jogou bem defensivamente no tempo que lhe deu.
  • Mantuan – Nota 4: Deu inúmeros passes errados pela pressão de titularidade pela primeira vez, mas precisa treinar mais para conquistar seu lugar no time.
  • Mateus Vital – Nota 5,5:  Entrou bem na partida, arriscando no gol, mas não teve tempo para fazer seu trabalho.
  • Luan – Nota 4: Não foi sua partida, tomou atitudes precipitadas e erradas, mas procurou jogar mais com a bola.
  • Cazares – Nota 5: Mostrou compromisso, e pode ser uma boa peça futuramente.
  • Leo Natel – Nota 5,5: Jogou razoável, procurando brechas nas pontas, invertendo de posição com Mantuan, com bolas perigosas.
  • Gustavo Mosquito – 5,5: Entrou bem, dando velocidade no jogo ofensivo corinthiano, e oportunidades de passe que quase viraram gols.
  • Jo – Nota 4: Não entrega em campo, querendo a bola no pé o tempo todo e prejudicando o ataque.
  • Boselli – Nota 6: Diferente de seu companheiro, Boselli entrou no segundo tempo com uma entrega, buscando a bola e voltando para marcar.
  • Coelho – Nota 5,5: Mudou bem durante a partida, mas optou por colocar o Gabriel como titular, mesmo o jovem Xavier mostrando mais resultado no futebol.

_______________________________
Por Fernando Sid – Fala! Mack

Tags mais acessadas