Inscreva-se agora e fique por dentro das novidades!
Quero me inscrever!
Menu & Busca
Amaré: um filme gravado com o IPhone 6S Plus

Amaré: um filme gravado com o IPhone 6S Plus

Por Gabriel Ferreira – Fala!MACK


Um filme todo rodado com um IPhone 6S Plus: quem imaginaria, lá em 2007 – ano em que a Apple lançou o primeiro modelo do IPhone-, que algum dia iria se cogitar a gravação de um filme todo através de um smartphone? Amaré é uma produção nacional de M.M. Izidoro, independente e distribuído para as plataformas digitais: ITunes, Now, Vivo Play e Google Play.

Amaré é um filme sobre música e amor, no qual os protagonistas não são atores, mas sim músicos, então não espere nenhuma atuação primorosa ou cenas de nível cinematográfico. Em um roteiro nada linear, num contexto de fim do mundo somos apresentados a Arthur (Jefferson de Souza) e Estrela (Tassia Cabanas), um casal de músicos que se relaciona em meio a composições em voz e violão durante todo o longa. Arthur decide cumprir a promessa de mostrar o mar para Estrela, em um cenário de criação de músicas, romances e um ambiente totalmente introspectivo.

[read more=”Leia Mais” less=””]

Em linguagem poética, enredo fraco, trilha sonora forte e arranjos densos, merece atenção a faixa “Brisa” da banda 5 a Seco, que faz parte da trilha sonora do filme.

Amaré mostra como a música pode unir e separar. Ainda temos como pano de fundo um suposto fim de mundo, muito subjetivo. Interlúdios artísticos, de cores e misturas, líquidos e formas ,da qual pode ser uma metáfora para o título do filme. No âmbito técnico percebe-se cenas muito escuras, que podem ser pela ausência de iluminação artificial ou uma proposta artística.  

[/read]

Resenha: Han Solo – Star Wars

0 Comentários