'Aladdin' - Confira uma resenha do live-action da Disney
Menu & Busca
‘Aladdin’ – Confira uma resenha do live-action da Disney

‘Aladdin’ – Confira uma resenha do live-action da Disney

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Aladdin’ – Confira uma resenha do live-action da Disney

O live-action do clássico da Disney Aladdin, lançado em 2019 e dirigido por Guy Ritchie, narra a história do personagem o qual tem o título do filme como nome e é vivido por Mena Massoud. Aladdin é um garoto humilde que sobrevive em Agrabah até sua vida sofrer uma reviravolta ao encontrar a lâmpada mágica e libertar o Gênio, interpretado por Will Smith.

É possível perceber que, embora o filme tenha muitos pontos parecidos com a animação original de 1992, há divergências como, no original, os personagens serem apresentados com mais detalhes e, no live-action, por ser com pessoas reais e acontecer nos dias atuais, as motivações dos personagens foram mais intensas.

Por exemplo, a princesa Jasmine é mais empoderada em relação aos seus deveres com seu reino e tem o desejo de ser uma governante como seu pai é para o povo. Sendo assim, o filme traz aspectos discutidos atualmente e, inclusive, a princesa tem uma música que reforça seu empoderamento e seu anseio por ter liberdade de suas próprias escolhas.

Aladdin
Aladdin (2019). | Foto: Reprodução.

As cenas musicais são bem produzidas e fazem parecer ser um grande espetáculo. Entre as músicas, pode-se destacar Prince Ali e Friend Like Me, ambas trazem modernidade ao filme e têm a presença de Will Smith.

Além disso, Smith traz características especiais e não decepciona no papel de Gênio. Já Massoud também traz um Aladdin apropriado e consegue entreter mesmo não sendo extremamente fiel ao original, o que pode ser um aspecto bom por ter suas próprias particularidades.

O filme é leve e uma ótima escolha para assistir em família. Traz reflexões valiosas através de suas cenas, como nessas falas: “Só se chega ao coração através da mente”; “Quando uma coisa vem através da mentira, ela vai sem que você veja”. 

_______________________________
Por Marcela de Sousa Almeida – Fala! Cásper

Tags mais acessadas