A melhora de vida causada pelo autoconhecimento
Menu & Busca
A melhora de vida causada pelo autoconhecimento

A melhora de vida causada pelo autoconhecimento

Home > Lifestyle > A melhora de vida causada pelo autoconhecimento

Em minha última matéria, “O mundo seria melhor se refletisse sobre ‘responsabilidade afetiva’”, citei, em um dos tópicos, o autoconhecimento como uma necessidade para ser justo consigo mesmo e com o parceiro dentro de um relacionamento, construindo-o da forma mais equilibrada e saudável possível. Entretanto, o que é necessário entender sobre o processo de descobrimento de si próprio e como isso o afetará nos mais diversos campos de sua vida?

Embora seja um conceito com significado básico e intuitivo, o processo do autoconhecimento costuma ser desafiador. A ideia de “conhecer a si mesmo” parece algo fácil, mas, quando o indivíduo questiona: “Quem sou eu?”, há uma complexidade grande para desenvolver uma resposta.

Portanto, o primeiro passo é entender que será um processo longo e difícil, que poderá ser feito de duas formas: ou por sua própria conta, assumindo que será mais complexo e doloroso, ou com ajuda da psicologia, em sessões de terapia.

autoconhecimento
Compreenda a melhora de vida causada pelo autoconhecimento. | Foto: Reprodução.

Vale ressaltar que a busca está diretamente ligada com a dor de cada pessoa. Mesmo que seja um processo benéfico, às vezes, o indivíduo precisa de um “incentivo” para buscar o autoconhecimento e isso está ligado com o não aguentar mais o sofrimento por não se conhecer.

Entretanto, algumas pessoas ainda têm preconceito com sessões terapêuticas por achar que é “coisa de gente doida”, mas, ao entender que uma das funções da profissão é ser um guia para o paciente durante o caminho do autoconhecimento, o preconceito diminui. Afinal, se eles são especialistas e estudam para serem capazes de guiar-nos, por que não aceitar a ajuda?

O processo do autoconhecimento

Ao iniciar a busca, é necessário compreender que, ainda que muitas pessoas romantizam essa jornada tratando como algo fácil, pode ser extremamente complexo ou doloroso. Para descobrir quem é você, é preciso aceitar seus sentimentos e emoções, dos melhores aos piores, aceitar a sua identidade, personalidade e temperamento.

Para conseguir uma resposta, você precisará se aceitar, entender seus maiores defeitos e maiores qualidades, lidar com seus traumas e inseguranças, compreender a origem de seus erros e até de seus medos. Em resumo, você terá que aceitar a si mesmo, sem exceção de nada, aceitar todo seu passado e compreender seu “eu” do presente, para que, assim, consiga se conhecer no futuro.

Além disso, você precisará compreender suas limitações, aceitar seus desejos e intuições, e aprender a dizer “não”. Durante a jornada, você desenvolverá um amor próprio, onde se colocará sempre em primeiro lugar, compreendendo que a pessoa mais importante que tem é si mesmo. Será necessário estar aberto a tudo, a novos pensamentos, gostos, passatempos, pessoas e, o mais importante, estar aberto a novos sentimentos e emoções.

Por ser tão complicado, algumas pessoas desanimam de buscar a resposta para a pergunta principal, mas é preciso sempre lembrar que o processo trará muitos benefícios a curto, médio e longo prazo.

Os benefícios do autoconhecimento

Além do desenvolvimento do amor próprio, é importante ressaltar que diversas outras conquistas aparecerão durante o caminho, dentre elas a autoaceitação, que é importantíssima para conseguir evoluir na jornada, e a autossuficiência, que, como já citei em minha outra matéria, é indispensável para ter relacionamentos saudáveis, colaborando muito na busca pelo seu verdadeiro eu e no encontro de sua felicidade.

Outro ganho é o descobrimento de seus verdadeiros interesses, podendo ajudá-lo no ramo profissional e afins. Ao se conhecer, você pode descobrir sua vocação, reconhecendo o que realmente gosta, para que, assim, consiga trabalhar com seus interesses, desenvolvendo uma vida profissional mais feliz.

Vale ressaltar, também, que você terá um controle maior sobre si mesmo, conseguirá reagir de forma mais produtiva e sensata, além de conseguir controlar, com mais facilidade, suas emoções, sentimentos e reações. 

Sendo assim, por mais que seja uma jornada difícil, é algo que traz diversas coisas boas para o cotidiano de quem se empenha e alcança o objetivo, sendo extremamente necessário para o desenvolvimento de outros conceitos que ajudam a criar o amor próprio e a autoestima. Tal processo ajuda o indivíduo a filtrar situações e pessoas “tóxicas”, trazendo uma melhora na qualidade de vida.

_______________________________
Por Felipe Sapia Zocolotti – Fala! Cásper

Tags mais acessadas