A máquina alemã - Análise da temporada do Bayern de Munique
Menu & Busca
A máquina alemã – Análise da temporada do Bayern de Munique

A máquina alemã – Análise da temporada do Bayern de Munique

Home > Notícias > Esporte > A máquina alemã – Análise da temporada do Bayern de Munique

O Bayern de Munique é uma máquina e Robert Lewandowski a sua mais importante engrenagem

O Bayern de Munique encerrou seus compromissos nacionais, batendo o Bayern Leverkusen por 4 a 2, em Berlim, pela final da Copa da Alemanha no último dia 4. Os gols do time bávaro foram marcados por Alaba, Gnabry e Lewandowski, que fez dois. Havertz e Bender descontaram para o Leverkusen. 

O time de Munique já havia conquistado seu oitavo título do Campeonato Alemão (Bundesliga) seguido com duas rodadas de antecedência, e já soma dois troféus nesta temporada. Esse número pode aumentar, caso o Bayern vença a Champions e, consequentemente, dispute o Mundial.

Análise da temporada do Bayern de Munique

Analisando os números espetaculares dessa temporada, com 39 vitórias, quatro empates e apenas cinco derrotas, é difícil acreditar que o time no começo da temporada era irregular e não desempenhava um bom futebol. As coisas começaram a mudar após uma goleada sofrida contra o Eintracht Frankfurt por 5 a 1. O resultado foi suficiente para derrubar o então técnico Niko Kova, que já vinha sendo criticado por grande parte da torcida.

Com isso, Hansi Flick acabou assumindo interinamente e, devido à melhora de desempenho da equipe, conseguindo conciliar um ataque avassalador com uma defesa sólida, não saiu mais do cargo.

Outro fator primordial para o domínio do Bayern nos últimos anos e a temporada fantástica que vem fazendo é o seu poder econômico comparado ao dos outros times da Alemanha. O clube é disparado o mais rico do país e, anualmente, faz jus à fama, seja contratando os destaques da liga de times menores, ou até mesmo grandes nomes de seus maiores rivais.

Jogadores do Bayern de Munique

Robert Lewandowski

Robert Lewandowski se encaixa nesta descrição. O atacante polonês trocou na temporada 2014/15 o Borussia Dortmund pelo Bayern de Munique e vem sendo peça fundamental para o time bávaro. O atacante vive seu melhor momento na carreira e já soma 51 gols e seis assistências nos 43 jogos que disputou.

Lewandowski foi o artilheiro do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, além de ser também o goleador isolado da Champions League com média de 1,83 gols por jogo na competição, que está prevista para acabar em agosto.

Alphonso Davies e Alaba

Entretanto, não é só por conta dele que o time vem voando em 2020. O Bayern conta com ótimas surpresas e o curioso é que algumas delas surgiram de improvisos ocasionados por lesões no decorrer da temporada, como a joia canadense Alphonso Davies, de apenas 19 anos, que, inicialmente, fora contratado como ponta e, hoje, é o dono da lateral esquerda, e Alaba que fora por muitos anos o dono da vaga ocupada por Davies e, hoje, vem se destacando como zagueiro.

Lewandowski
Lewandowski, Alaba e Davies comemorando um dos gols do time contra o Chelsea. | Foto: Getty Images.

Kimmich

Outro polivalente que merece ser citado é Kimmich. Ele já se destacava como lateral direito e, hoje, atuando como volante é, sem dúvida, um dos melhores da posição, contribuindo com uma saída de bola com qualidade e chegando à frente para finalizar e dar passes, totalizando seis gols e 13 assistências na temporada.

Serge Gnabry

Serge Gnabry também é essencial para essa atual campanha. Com suas grandes arrancadas e qualidade na finalização, já soma 20 gols e treze assistências.

Neuer

A volta do bom futebol de alguns nomes também é fator primordial para os números da atual temporada. A começar por Neuer.

O goleiro titular do último título europeu do clube e também da Copa do Mundo de 2014 quando a Alemanha se sagrou campeã, vinha sendo questionado nas últimas temporadas, mas, principalmente, após Hansi Flick assumir, vem jogando o que sabe.

Thomas Müller

Outro ídolo que se reencontrou com o bom futebol nessa temporada é Thomas Müller. O alemão nos últimos anos caiu de nível e perdeu espaço, mas, com o novo técnico, ele renasceu.

Hoje, é um dos mais importantes do time, fazendo uma constante movimentação, ora caindo pelos lados, ora participando por dentro, e acima de tudo, dando assistências. Ele quebrou o recorde que pertencia a Kevin De Bruyne, atingindo a incrível marca de 21 assistências no Campeonato Alemão, totalizando 25 nesta temporada além de doze gols.

Bayern de Munique e a Champions League

O Bayern se prepara para a Champions League, única competição restante, sendo seu próximo compromisso contra o Chelsea pelo jogo de volta das oitavas de final. O jogo de ida foi 3 a 0 para o Bayern, fora de casa, com dois gols de Gnabry e um de Robert Lewandowski, que ainda contribuiu com duas assistências.

O time comandado por Hansi Flik tem o melhor ataque da Champions, com 27 gols, além de ser o único que ganhou todos os jogos disputados, incluindo duas vitórias contra o Tottenham, vice-campeão na temporada passada da competição.

 Time do Bayern de Munique
Time do Bayern de Munique minutos antes de enfrentar o Chelsea pela Champions.| Foto: IMDb.

Esses resultados mostram que o Bayern é, sim, um dos favoritos para conquistar a Champions League desta temporada, ainda mais após a mudança do regulamento devido à pandemia, que causou a redução no número de jogos. Nesta temporada, exclusivamente, teremos apenas um jogo, tanto nas quartas como nas semifinais. 

O novo regulamento pode ser um trunfo para os bávaros, que já somam 143 gols na temporada e não terão que se preocupar com os gols fora de casa como critério de desempate.

É importante lembrar que, pela Champions League, a máquina alemã não perdeu este ano, somando 21 vitórias e um empate, e conta com Lewandowski e companhia para reconquistar o campeonato mais importante da Europa.

________________________________
Por Gerson Nichollas A. G. Silva – Fala! Cásper

Tags mais acessadas