5 receitas de pratos tradicionais da gastronomia francesa
Menu & Busca
5 receitas de pratos tradicionais da gastronomia francesa

5 receitas de pratos tradicionais da gastronomia francesa

Home > Entretenimento > Cultura > 5 receitas de pratos tradicionais da gastronomia francesa

A gastronomia francesa é considerada uma das melhores do mundo e grande parte dela veio da época medieval, quando o Rei Luís XIV decidiu privilegiar os sabores naturais dos alimentos franceses para impedir que os alimentos internacionais tomassem conta do paladar popular. Essa medida trouxe refinamento na culinária e fez com que o país se tornasse referência em sabor.

A culinária francesa é caracterizada por suas receitas originais com carnes bem cozidas, peixes e frutos do mar, batatas, cogumelos, uso de produtos frescos e locais, são especialistas em foie gras, pato, cordeiro, carnes defumadas ou conservadas na gordura animal.

Os pratos franceses também são reconhecidos mundialmente em virtude de seus renomados chefs e restaurantes, além de que, foi na França onde o mais famoso prêmio de gastronomia do mundo, o Prêmio Michelin ou as Estrelas Michelin, o sonho de todo e qualquer chef, foi inventado.

Conheça 5 pratos clássicos da gastronomia francesa

1. Boeuf bourguignon

O Boeuf Bourguignon é um dos grandes clássicos da gastronomia francesa.
O Boeuf Bourguignon é um dos grandes clássicos da gastronomia francesa. | Foto: Reprodução.

É uma receita típica da Borgonha, a região é famosa pelos seus vinhos no mundo todo. Apesar de um tempo de preparo longo, seu preparo é fácil e seus ingredientes possuem um preço acessível, assim o prato é popular no país todo. Normalmente, é cozido em vinho tinto, vegetais e condimentos e é servido com purê de batatas ou uma massa.

Ingredientes

  • 150 g de bacon
  • 1 kg de alcatra cortada em cubos grandes (ou coxão mole ou músculo)
  • 2 cenouras descascadas e fatiadas
  • 1 cebola grande descascada e picada
  • 1 garrafa de vinho tinto seco
  • Ramos de alecrim e tomilho
  • 1 folha de louro
  • 1 talo de alho poró
  • 1 talo de salsão
  • 1 anis estrelado
  • 1 dente de alho picado
  • 12 echalotes – cebolas pequenas descascadas
  • 200 g de champignons frescos, finamente fatiados
  • 1 tablete de caldo de carne
  • 1 tablete de tempero de cebola
  • ½ xícara (chá) de água
  • 40 g de manteiga
  • Açúcar, sal, pimenta e óleo a gosto

Modo de Preparo

1. Em uma panela, frite o bacon até ficar bem torradinho, retire da panela e reserve.  

2. Em um recipiente grande, faça uma marinada: junte todos os legumes, a cebola grande picada, o alho poró, o salsão, o alho e os temperos e cubra tudo com o vinho tinto. Deixe a marinada descansar na geladeira de um dia para o outro.

3. Coloque uma frigideira para aquecer em fogo alto. Separe a carne da marinada e esprema ela bem para escorrer todo seu suco, você pode usar um pano ou uma peneira grande. Refogue o alho e a cebola na frigideira e coloque a carne para cozinhar.

4. Em uma panela pequena, aqueça uma mistura de manteiga e óleo. Descasque as echalotes e coloque-as na panela para dourar. Retire a carne da frigideira e reserve.

5. Na mesma frigideira acrescente os cogumelos, a água e um pouco de açúcar nas echalotes, espere a água evaporar e o açúcar caramelizar, até que fiquem macias.

6. Coloque toda a marinada na panela onde estão os cogumelos e acrescente sal, caldo de carne e o tempero de cebola. Cozinhe em fogo baixo, tampado, por 2 horas ou até a carne ficar macia. No momento de servir, junte à panela o bacon reservado e as cebolas.

2. Ratatouille

Ratatouille, um prato francês e um clássico da Disney.
Ratatouille, um prato francês e um clássico da Disney. | Foto: Reprodução.

A receita que ficou mundialmente conhecida após o filme da Disney, consiste tradicionalmente em um cozido de pimentão, abobrinha, berinjela, tomate, cebolas, alho e ervas, são cozidos, regados de azeite e molho de tomate caseiro. O ratatouille é um prato tradicional da região da Provença e surgiu noséculo XVII, pode ser servido quente ou frio, sozinho ou como acompanhamento.

Ingredientes

  • 2 cebolas médias picadas
  • 4 tomates picados
  • 3 pimentões picados
  • 2 abobrinhas picadas
  • 2 berinjelas picadas
  • 4 dentes de alho picado
  • 2 folhas de louro
  • 1 ramo de tomilho
  • Azeite
  • Sal
  • Pimenta-do-reino

Modo de preparo

1. Em uma panela coloque um fio de azeite e refogue os pimentões. Retire e reserve.

2. Repita o processo com a abobrinha e depois com a berinjela. Se atente, pois cada legume tem um tempo de cozimento diferente.

3. Na mesma panela, coloque mais azeite e refogue a cebola e o alho.

4. Adicione os tomates picados, o tomilho, o alecrim, a pimenta-do-reino e o manjericão. Cozinhe em fogo baixo até que o tomate comece a se desmanchar. Reserve.

5. Em um recipiente refratário, cubra o fundo com o refogado dos tomates reservados e arrume as fatias de legumes, intercalando fatias de abobrinha, pimentões, cebola e berinjela (arrume os vegetais na vertical). Regue os legumes com azeite e o caldo do refogado de tomates com as ervas.

6. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Sirva!

3. Soup D’oignon

A sopa de cebola é um prato típico da gastronomia francesa no inverno.
A sopa de cebola é um prato típico da gastronomia francesa no inverno. | Foto: Reprodução.

A sopa de cebola da França, uma sopa gratinada considerada um prato clássico da gastronomia francesa, é reconhecida como Patrimônio Imaterial pela Unesco. É preparada com vinho branco, caldo de carne e é coberta por queijo Emmental ou Gruyère, é um prato típico do inverno francês e é acompanhado por fatias de pão torrado.

A sopa de cebola francesa é preparada com rodelas muito finas de cebola, vinho branco, farinha de trigo, fatias de pão torrado e queijo Gruyère ralado e gratinado. A maioria dos historiadores acredita que ela surgiu na região de Lyon, no Sudeste do país, porém a versão com queijo ralado e gratinado da sopa é parisiense.

Ingredientes

  • 4 cebolas médias
  • 50g de farinha de trigo
  • 60g de manteiga
  • 1 litro de caldo de carne
  • 100g de queijo gruyère ralado
  • 4 fatias de pão italiano torrado
  • Sal, azeite e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo

1. Descasque e corte finamente as cebolas. Em seguida, aqueça o caldo de carne.

2. Aqueça uma panela com o azeite. Acrescente as cebolas e deixe refogar, mexendo de vez em quando, até ficarem douradas e macias.

3. Quando as cebolas estiverem douradas, acrescente a farinha de trigo na panela. Tome o cuidado de mexer bem para não deixar empelotar.

4. Despeje o caldo quente sobre as cebolas e deixe cozinhar por uns 10 minutos. Tempere com sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

5. Coloque a sopa em cumbucas ou ramequins individuais com uma torrada e queijo por cima. Levar para gratinar no forno bem quente e servir em seguida.

4. Mousse de chocolate

Um sucesso em todo o mundo, o Mousse de Chocolate é uma criação francesa.
Um sucesso em todo o mundo, o Mousse de Chocolate é uma criação francesa. | Foto: Reprodução,

Essa receita amada no mundo inteiro e muito consumida pelos brasileiros nos almoços de domingo e nas festas familiares, como Natal e Ano Novo, conta com duas versões de história sobre sua origem. A primeira, é que ela teria sido inventada por Charles Fazi, um servo de Luís XVI, e a segunda, é que teria sido inventada pelo pintor Toulouse-Lautrec.

Ingredientes

  • 300g de chocolate meio amargo
  • 5 gemas
  • 1 1/2 xícara (chá) de açúcar (diminua se usar chocolate ao leite)
  • 1 lata de creme de leite
  • 5 claras

Modo de Preparo

1. Derreta o chocolate em banho maria e reserve.

2. Bata as gemas com o açúcar até o ponto de gemada, junte o creme de leite (com o soro) e o chocolate derretido.

3. Bata as claras em neve e junte ao creme.

4. Depois incorpore delicadamente com um fouet.

5. Distribua em taças ou em um recipiente único e leve para gelar.

6. Antes de servir, decore com raspas de chocolate e cerejas.

5. Croissant  

Por mais que seja um prato austríaco, o croissant se popularizou na gastronomia francesa.
Por mais que seja um prato austríaco, o croissant se popularizou na gastronomia francesa. | Foto: Reprodução.

Embora seja registrado como um símbolo da gastronomia francesa, o croissant surgiu na Áustria, porém, no século XVII, a receita chegou à França, ganhou o paladar exigente dos franceses e assim se tornou uma especialidade do país.

Feito de massa folhada com formato típico de meia-lua, o croissant pode ter diversos recheios, também pode ser servido sem acompanhamentos, mas normalmente é saboreado com manteiga.

Ingredientes

  • 10g de fermento biológico seco
  • 80g de açúcar cristal
  • 200 ml de leite morno
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 2 ovos
  • 1 colher (chá) de sal
  • 750g de farinha de trigo
  • 200g de manteiga sem sal gelada
  • 1 ovo para pincelar

Modo de Preparo

1. Coloque em um recipiente o fermento biológico fresco, o açúcar cristal e o leite morno. Misture e deixe descansar por 5 minutos. Em seguida, acrescente o óleo, a manteiga, os ovos e o sal. Mexa bem e acrescente a farinha.

2. Misture todos os ingredientes com as mãos e, quando começar a formar a massa, adicione os pedacinhos de manteiga gelada aos poucos. Sove bem com as mãos até que ela fique bem macia e lisa.

3. Faça uma bolinha com a massa, coloque-a em um recipiente e cubra com plástico filme. Deixe crescer por 1 hora, ou até que a massa dobre de tamanho.

4. Polvilhe um pouco de farinha por cima de sua bancada e coloque a massa em cima. Abra a massa com um rolo até que ela fique com pouco mais de 25 cm de largura e 0,5 cm de espessura.

5. Corte a massa em triângulos. Passe o rolo por cima de cada um dos triângulos para que ele abra um pouco mais. Nessa etapa você pode rechear e assar os croissants.

6. Enrole começando pela base mais larga, indo até a pontinha do triângulo. Repita o processo com o restante da massa e vá posicionando cada croissant em uma forma.

7. Deixe crescer por mais 30 minutos. Bata o ovo em um potinho e pincele por cima das massas. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180°C por mais ou menos 25 minutos. Sirva!

___________________________________________________

Por Jennifer Alexandre – Fala! Uniso

Tags mais acessadas